ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

#Álbum de Fotos com os alunos da professora Débora Adão

 No dia 17 de novembro de 2011, fui convidado pela professora da Escola Estadual Vila Ursulina em Itaquaquecetuba (SP), Débora Adão, para fotografar seus alunos.

As fotos seriam usadas em um trabalho escolar, onde durante todo o ano, foi abordado o tema: racismo, preconceito e discriminação.

Poderia ser um momento como outros tantos profissionais que tive, mas confesso que fiquei ansioso para saber o resultado, e também poder colaborar de alguma forma, na educação destas crianças, como milhares que existem nas áreas periféricas desta metrópole e ou grande São Paulo.

Parecer ser uma coisa simples, mas uma escola que foi destaque na mídia nacional em um programa jornalístico, pude ajudar a fazer a diferença, na construção do futuro do pais.

Só me resta dizer, obrigado professora Débora Adão, e espero que não fique só nesta ação, mas quiçá tenha outras ai, onde poderei contribuir.

Veja abaixo as fotos, e relato sobre o trabalho escolar, realizado pela professora.

Fotos:




Relato do trabalho escolar da professora Débora Adão:

Realizamos trabalhos e discussões sobre as questões étnicas desde o início do ano letivo, pois ainda hoje identificamos brincadeiras racistas e preconceituosas dentro da escola.

Estudamos diversos assuntos, entre eles Abolição da Escravatura, data esta que não é motivo para comemorar e sim para denunciar Racismo, Preconceito e todo tipo de Discriminação.

Paralelamente as discussões étnicas conseguimos identificar atos agressivos, entre eles o bullying e violência contra a mulher.

Chegamos no mês de novembro com a consciência de que somos fruto da miscigenação, ou seja, não nos cabe discutir quem é negro ou quem não é negro e sim combater as ações preconceituosas que permeiam em nossa sociedade.

E em especial no mês de Novembro, decidimos dar uma maior ênfase aos assuntos relacionados sobre a questão étnica negra.

Através de debates e aulas expositivas analisamos a fundo o que é ser negro hoje no Brasil.
Buscamos referenciais e chegamos a conclusão de que, nosso trabalho não deveria estar pautado nos ícones da TV, afinal de contas, somos anônimos nesta sociedade e nem por isso deixamos de ser construtores desta história.

A partir dai, refletimos sobre temas importantes e que muitas vezes deixados de lado.
Entre eles:

Criança Negra e a Cultura - costumes familiares, brincadeiras, a própria convivência em si;

Criança Negra e o Trabalho Infantil - no país o trabalho infantil é proibido por lei, mas ainda hoje encontramos crianças negras que vivem em condições sociais precárias e que estão submetidas ao trabalho exaustivo propriamente dito;

Criança Negra e a Exclusão Escolar - a exclusão escolar é um assunto pertinente, que atinge todas as etnias, mas em especial crianças, adolescentes, jovens e negros / as.
Por que negras e negros são os primeiros a desistirem da escola?

Criança Negra e a Estética - a difícil trajetória de se assumir enquanto negra e negro e não aceitar os padrões de beleza que são impostos pelos veículos de comunicação.

Uma vez que as emissoras de televisão divulgam que para ser bonita é necessário alisar os cabelos e clarear a pele.

O que fazer diante desse dilema?

Como se assumir ser se tornar alvo de chacota, tão pouco perseguição no ambiente escolar.
Através de nossas pesquisas tivemos a oportunidade de perceber que: "Meu cabelo é Bom, Ruim é o Racismo"; ruim é o olhar preconceituoso das pessoas, Ruim são os padrões de estética estipulados por muitos da sociedade.

Finalizamos nossos trabalhos com trabalho fotográfico com toda nossa turma onde será possível observar a diversidade existe na sociedade e em especial na nossa escola.

Nosso lema é: Nós sim somos uma raça pura!

Somos raça pura, pois nossa raça é a Raça Humana!

E por pertencermos a Raça Humana, buscamos uma Sociedade mais justa, igualitária e por isso, somos assíduos combatentes do Racismo, Preconceito e qualquer tipo de discriminação.

Alunas e alunos: 6º série = 7º Ano/ 2011 e Prof. Debora Adão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.