ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

terça-feira, 17 de novembro de 2015

#RIP LuizCarvalho - Faleu hoje, o cantor evangélico Luiz de Carvalho

Hoje, por volta das 4:30 da manhã os anjos do céu receberam nosso amado Luiz. Ele descansou. Foi cantar lá no céu. Depois de 90 anos aqui nesta terra, mais de 40 álbuns lançados, 2 DVDs e um livro, Deus o chamou.

Sabemos que somos estrangeiros nesta terra. Não devemos esperar que Deus nos poupe do dia terrível e triste, mas jamais devemos duvidar de sua companhia quando esse dia chega. "Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração." 2 Crônicas 16:9

"As lágrimas regam o chão ao redor dos nossos pés onde novas flores podem crescer. Quem anda com Deus resiste ao mal, não se deixa vencer pelo mal, e vence o mal com o bem. Na verdade, não é o mal que avança, mas o bem. Quem está em marcha não é o mal. O mal está estabelecido. Quem avança é a caravana do bem. E sempre que o mal tentar deter a marcha será derrotado. Quem marcha com Deus não pode ser detido. Devemos lembrar que a última palavra a ser pronunciada no universo e na história não será morte, mas VIDA, vida eterna e abundante, pois o nosso Senhor Jesus Cristo, que andou por toda parte fazendo o bem, venceu, e naquela manhã do domingo da ressurreição decretou de uma vez para toda a eternidade que não apenas a morte, mas também todos os agentes promotores e mantenedores da morte voltariam ao nada, vencidos pela manifestação da vida." [Kivitz, E. R.] Fonte: https://www.facebook.com/Luiz-de-Carvalho-100677670021906/timeline

Biografia  de Luiz de Carvalho
Apesar da célebre estreiteza da memória nacional, há personalidades que sobrevivem ao tempo. É o caso de Luiz de Carvalho, o mais importante cantor da historia da musica evangélica brasileira, coube a ele alguns pioneirismos como gravar o primeiro LP do meio evangélico, introduzir o violão nos cultos, nos idos de 1950 quando este instrumento era considerado profano por ser associado à boêmia, jamais poderia ser usado no louvor a Deus.

Luiz marcou gerações com sua voz e estilo e foi o principal protagonista do cenário musical evangélico nos anos de 1950 e 1960. Gerações de ouvintes se emocionaram diante de suas interpretações inspiradas, como em: “Obra Santa, O Rei está voltando, A Deus toda Glória” e tantas outras que coroaram sua extensa carreira ou ministério, como ele prefere chamar. Atualmente o cantor permanece em atividade e com agenda cheia.

Dizer que Luiz de Carvalho é um artista rodado não é mera figura de retórica. Pois foi nas estradas Brasil afora que o cantor, ao longo dos anos, semeou a palavra de Deus com seu vozeirão. “A gente enchia o carro de discos e saia por aí”, lembra saudoso do tempo em que vivia como uma espécie de caixeiro viajante, levando a família e centenas de discos de vinil a tiracolo. Luiz foi pioneiro numa época em que termos como “mercado” e “gospel” passavam longa do arraial dos crentes. “Naquele tempo, ser cantor de música cristã era um sacerdócio”, frisa o artista. Ele desbravou um caminho difícil, percorrendo todo o Brasil, cantando e pregando a mensagem da cruz. Apesar de não ter um titulo de pastor – ele é Diácono da Igreja Batista Paulistana, a única da qual foi membro durante toda vida -, Luiz nunca deixou de falar da palavra de Deus em suas apresentações, seja nas modestas igrejinhas do interior ou nos grandes estádios abarrotados de gente. E muitas vezes sem um tostão no bolso, já que a cultura do cachê, a qual nunca se rendeu, só surgiu no meio evangélico muitos anos depois.

Era sempre a mesma coisa: “Chegar numa cidade, cantar, dormir, seguir adiante. Tem sido assim minha vida toda”, descreve. A prioridade sempre foi visitar igrejas.

Já cantou na Alemanha, Itália, Espanha, Estados Unidos e mais 20 países. Na Holanda participou de uma cruzada do evangelista americano Billy Graham. Mas o veterano não esconde que sua paixão sempre foi o Brasil: “não existe lugar melhor”. O segredo para tanto fôlego, Luiz tem na ponta da língua: “Faço com alegria e amor a obra de Deus, é isso que me mantém jovem”, resume.

Nascido em Bauru, interior paulista, no ano de 1925, ele nem sempre teve um repertorio consagrado ao Senhor. Muito antes de se apresentar para platéias evangélicas, Luiz cantou em palcos bem menos abençoados. Com apenas oito anos já se apresentava em programas de calouros de cabarés e boates, ambientes nada apropriados para garoto de sua idade, muitas vezes teve de fugir do juizado de menores. “Quando o oficial de justiça aparecia eu dava um jeitinho de me esconder. Assim que ele ia embora, subia de novo no palco”, conta, sorrindo.

Aos dez anos, caçula de uma família de 12 irmãos, o meninote saiu de casa com o consentimento dos pais para ganhar a vida cantando. “Meu pai sempre me deu apoio. O velho sabia que meu destino era ser cantor”, revela. Cantar foi à maneira que encontrou para ganhar um dinheirinho, que seus pais Augusto José de Carvalho e dona Ema nem sempre podiam lhe dar. Chegou a morar em pensões com amigos músicos nas cidade de Marília e Garça, também no interior paulista.

Devido ao talento precoce, ainda adolescente já tinha contrato assinado e começou a ser conhecido como o “Menino de Ouro”. Mas a juventude chegou e Luiz de Carvalho resolveu aproveitar as oportunidades que a vida lhe dava. Era a estrela dos clubes, festas e bailes de formatura, interpretando boleros e canções carnavalescas. Como o jogo de azar ainda era permitido no Brasil, o artista chegou a se apresentar nos então famosos cassinos da Urca, no Rio de Janeiro e Quitandinha, em Petrópolis. “Também fiz sucesso no Montserrat, em Santos.” Por volta de 1942, Luiz já tinha seu próprio conjunto, o Havaiano, com vários músicos e bailarinos. “Era um grupo requintado, com excelente nível musical. Cantávamos samba-canção, boleros e marchinhas.” Em plena era do radio, artistas com aquele perfil eram muito requisitados, inclusive no exterior – Luiz e os companheiros chegaram a cantar na Argentina, México, Peru e Chile. A ribalta lhe trouxe o que nas suas palavras, é o tripé de um homem sem Deus: fama, dinheiro e mulheres. “Eu experimentei de tudo. Levava uma vida de promiscuidade e no carnaval então, pulava três noites seguidas.”

A guinada que pôs fim aquele promissor talento da MPB e fez nascer um astro da musica sacra aconteceu em 1947. Luiz de Carvalho e seu conjunto foram se apresentar na cidade de Tupã (SP). Horas antes do show, ele e outros companheiros davam uma volta pela cidade quando viram um grupo reunido numa esquina. No meio, um sujeito de paletó e gravata desafiava os transeuntes: “Onde você vai passar a eternidade?”, indagava, com olhar profundo. “Eu até me senti ofendido, mas logo entendi que o homem não estava se dirigindo diretamente a mim”, conta Luiz. Intrigado, chegou mais perto para escutar que história era aquela. O pregador citou as palavras de Jesus registrada em Mateus 11.28: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei”. Alguma coisa então aconteceu com o cantor. “Aquele pregação me fez ver o vazio que sentia na alma. Decidi procurar uma igreja para ouvir mais”, lembra.

O pessoal do Havaiano foi embora, mas Luiz permaneceu em Tupã e foi conversar com um pastor. Disse-lhe que estava se sentindo meio estranho, sem conseguir esquecer o que ouvira no culto ao ar livre. Ganhou um exemplar do Novo Testamento, livrinho que “devorou” inteiro três vezes num único mês. Decididamente, algo mudara em sua vida. Continuava a cantar, mas nos intervalos dos shows corria ao camarim para dar mais uma lida no texto sagrado. “Comecei a conhecer uma paz que não conhecia”, descreve. Já convencido de que a vida que levava não agradava a Deus, Luiz estava disposto a abandonar tudo. Mas ainda tinha compromissos em contrato. “Se não os cumprisse teria de pagar uma multa alta”, conta. Além disso, era fumante e achava que Jesus não o aceitaria com seus hábitos. Resolveu então voltar a Tupã para aconselhar-se com aquele pastor. O pastor então pediu que se ajoelhasse e repetisse com ele uma oração de conversão. Aos prantos Luiz interrompeu o pastor e terminou de orar sozinho. Ao se levantar, mostrou o contrato e perguntou ao ministro do Evangelho se deveria rasgá-lo. “Para minha surpresa, ele me aconselhou cumpri-lo, mas que não renovasse”, relata. No fim do compromisso, despediu-se dos companheiros, abandonou o conjunto e tornou-se membro da Igreja Batista Paulistana.

Com apenas 22 anos Luiz já responsável por si mesmo, arrumou emprego numa firma de cobranças na capital paulista. Como queria dedicar-se a música cristã, matriculou-se no Conservatório Carlos Gomes de Música, com ajuda da igreja. De vez em quando cantava hinos nos cultos. Sua bela voz chamou a atenção dos irmãos. “Então, sugeriram-me que gravasse hinos de louvor a Deus”, diz. Empenhado em angariar recursos para a construção do templo, o dirigente da congregação teve uma idéia: “O pastor Juvenal Ricardo Meyer me fez uma proposta – a igreja pagaria a gravação e a venda dos discos financiaria a obra do templo. Eu topei na hora e fiz então meu primeiro LP, em 78 rotações”. O resultado não poderia ser outro: os discos venderam como água, o templo foi erguido e o nome de Luiz de Carvalho, conhecido pelo povo evangélico.

Através dos discos Luiz começou a ser convidado para campanhas evangelísticas. “Eu ia, cantava e dava meu testemunho. Muita gente se convertia nessas ocasiões.” Certa vez num culto na Bahia, mas de cem pessoas atenderam ao apelo que fêz. Aquela altura já se dedicava totalmente ao ministério itinerante. “Eram tempos bem difíceis, mas graças a Deus nunca faltou nada para mim e minha família”, regozija-se. Os Carvalhos viviam apenas das ofertas que o cantor recebia nas igrejas que visitava. Mas vender discos de louvor era uma dificuldade. Alem do preconceito dos crentes da época, não existiam rádios evangélicas e as seculares nem queriam ouvir falar em musica sacra. Sem qualquer esquema de divulgação, a única alternativa era recorre à propaganda boca-a-boca.

Mesmo assim a fama o precedia em suas viagens. Certa vez, em 1959, a caminho do Recife (PE) com a mulher, Adelina, e os quatro filhos – Elias, Davi, Marta e Luiz Roberto – no Jipe, Luiz parou num posto de beira de estrada. Queria abastecer, mas percebeu que estava sem dinheiro. O dono do posto, assim que o viu, mandou o frentista encher-lhe o tanque. Sem entender nada, o cantor ainda ganhou um abraço. “Ele era de uma igreja Presbiteriana da cidade e me disse que a gasolina era um presente para que eu pudesse continuar meu trabalho de evangelização”, lembra. Aquela campanha foi uma das mais difíceis de sua vida – o caminho até o Nordeste o obrigou a passar por maus pedaços com as estradas esburacadas e perigosas. “Mas valeu a pena, pois muitas almas se renderam a Cristo naquela oportunidade. Foi uma benção.”

Não foi apenas percorrendo os rincões do Brasil que Luiz escreveu seu nome na historia da musica cristã brasileira. Ele também foi pioneiro da indústria fonográfica evangélica do país, setor que movimenta hoje milhões de reais. “Fui privilegiado por ter gravado o primeiro LP evangélico do Brasil, em 1958, intitulado “Boas novas”, conta Luiz. Até hoje o cantor guarda com carinho o “bolachão”. Ele foi também meio sem querer, o protagonista do primeiro videoclipe gospel – Os melhores momentos de Luiz de Carvalho, produzido por um cinegrafista americano, com imagens de estúdio e externas.

Mas é claro que nem todo mundo via o artista com bons olhos. Quando Luiz teve a ousadia de entrar numa igreja com o violão debaixo do braço, foi um escândalo. Afinal, o instrumento associado à boemia, era visto pelos crentes como profano. Pior foi quando começou a cantar hinos de louvor em ritmo de marcha e bolero. No inicio o artista se constrangeu com a resistência, mas seguiu o conselho do seu pastor Juvenal Meyer. “Ele me disse que o tempo é o maior amigo dos justos e o pior inimigo dos injustos. “Graças a Deus tinha razão”, suspira.

Apesar da modéstia com que fala de sua vida, Luiz não esconde uma ponta de orgulho quando conta que cantou para um publico de mais de 120 mil pessoas. Foi no estádio do Maracanã em 1965. Ele foi convidado pelos organizadores da primeira cruzada de Billy Graham em terras brasileiras. Naquele instante, conta, um filme passou em minha cabeça: “Lembrei de quando me converti os meus colegas do conjunto Havaiano disseram que eu nuca mais teria publico com aquele negocio de Jesus. Quando subi no palco do Maracanã, senti a voz de Deus me falando que aquele auditório era para mim. Foi uma das maiores emoções da minha vida”.

Artista exclusivo da gravadora Bom Pastor há quase trinta anos, Luiz de Carvalho procura manter-se fiel ao estilo que o consagrou. Todavia não deixa de se reciclar, sem, no entanto, render-se a modernismos. “Sou bastante eclético, pois busco alcançar todas as faixas de idade, inclusive os jovens”, define. É possível perceber isso em seu CD “Dia da Vitória”, a faixa que abre o CD é “Não há Deus maior”, cântico de louvor bem conhecido das igrejas, além do tradicionalíssimo “O Rei está voltando”. Há até um reggae, “Deus Gracioso”, cheio de balanço.

Embora bonachão Luiz não deixa de criticar muita coisa que vê na música gospel de hoje. O pior de tudo, aponta, é a mercantilização. “Existe musica para adorar a Deus e a musica feita para render dinheiro. É coisa descartável que logo desaparece”, desdenha. O veterano também não abre mão do compromisso com Deus. “Levita de Deus tem de ter vida de santidade”, pontifica. “O compromisso com o Senhor é o diferencial que faz com que um cantor permaneça.”

Perguntado sobre sua maior decepção, Luiz aponta para a morte sua primeira mulher Adelina, com quem foi casado por mais de quarenta anos. Ela foi vitima de um aneurisma cerebral em 1968. “Fiquei arrasado, não tinha vontade para fazer nada”, confessa. A viuvez durou três anos. Numa de suas andanças pelo Sul do Brasil, conheceu uma pianista chamada Ernestina, solteira, que embora trinta anos mais nova, se apaixonou por aquele “coroa”. Tina, como é chamado em família, trouxe a Luiz mais do que companhia. Em 1990, o cantor teve uma filha temporã, Priscila, que hoje divide os palcos com ele.

Quando não esta viajando Luiz gosta de prazeres simples. Um deles é o chimarrão. O cantor sorve cuias e mais cuias da bebida, ainda mais se o papo estiver bom. “Casado com uma gaucha, não poderia ser diferente”, brinca. Tina fala de sua intimidade: “O Luiz é muito bem humorado e brincalhão, ele nunca está triste”. A companheira o define como ótimo pai e marido, caseiro até demais. “Ele é igual a cuco de relógio: só sai de casa para cantar”, diverte-se. Jackson Rondini, atual pastor da Igreja Batista Paulistana, prefere destacar a humildade da ovelha famosa. “Ele é daqueles crentes que querem serviço. Um domingo por mês vai para a cantina servir aos irmãos.” Além de atuar com diácono, Luiz é professor da classe de novos convertidos na escola Dominical.

Luiz de Carvalho vive com modéstia. Seus rendimentos são a pequena aposentadoria, direitos sobre os álbuns e ofertas que recebe. “Eu me sinto realizado”, sintetiza o cantor. Mesmo assim admite que gostaria de fazer algumas coisas. Uma delas é montar sua própria orquestra: “Seria uma forma de levar cultura musical para as pessoas. Musica de qualidade, não somente espiritual, mas técnica”.

Mesmo com toda a experiência, Luiz diz que todo dia aprende coisas novas. “Uma delas é descansar na vontade do Senhor”, aproveita para dar um conselho aos cantores evangélicos de hoje: “Procurem viver o que cantam. Deus quer usar pessoas limpas, que dêem testemunho e tenham um compromisso com sua Palavra. Adoradores em espírito e em verdade, como diz a Palavra.

Fonte: Revista Eclésia

Culto Fúnebre e Enterro
Segundo informações da página do cantor Luiz de Carvalho no facebook, segue as informações:
Hoje 17/11/2015 culto fúnebre e velório na Igreja Batista Paulistana
Endereço: Rua Bueno de Andrade, 679 Aclimação - São Paulo
Horário: 20h

Amanhã 18/11/2015 culto fúnebre na Igreja Batista Paulistana
Endereço: Rua Bueno de Andrade, 679 Aclimação - São Paulo
Horário: 9h

Sepultamento amanhã 18/11/2015 Cemitério Vila Euclides
Horário: 11h30
Endereço: Praça da Saudade, 01 - Jardim do Mar, São Bernardo do Campo - SP, 09726-140

Fonte Facebook do cantor Luiz de Carvalho

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

10 Medidas Contra a Corrupção – Eu Apoio Esta Idéia - #Compartilhe #Apoie #Divulgue

Adilson Santos
Nos últimos dias, não passa um que qualquer jornal, seja ele impresso, na tv ou rádio, que não fala de #corrupção da #petrobras, #petrolão, #LavaAjato, #CopaDoMundo, com a construção de estádios, enfim, milhões e milhões foram desviados, e sempre vem o pensamento de como eu como cidadão poderia ajudar ou participar. Ou seja, o que eu tenho a ver com isto? Pois uma coisa é fato, a corrupção hoje esta institucionalizada, através de diversos partidos político.

Pois bem, o Ministério Público Federal, lançou uma campanha para colher assinatura, para que através de uma ação popular, as dez medidas podem virar lei. Sendo assim, cada um de nós cidadãos, ou seja, esta em nossas mãos, tornar isto realidade, através de uma iniciativa e movimento popular.

Sendo assim, como ativista social, e querendo um Brasil melhor, com os nossos recursos, sendo bem investidos, e o mais importante, o combate ao crime do colarinho branco, onde as leis atuis só beneficiam a eles.

Lei da ficha limpa deu certo e foi iniciativa popular
Lembra da Lei de ficha limpa??? Pois bem, foi uma iniciativa popular, idealizado pelo juiz Márlon Reis entre outros juristas que reuniu cerca de 1,6 milhão de assinaturas com o objetivo de aumentar a idoneidade dos candidatos.

Temos incutidos em nossa cultura, o modo de “levar vantagem”, onde é comum ouvir dizer da “lei de Gérson”, e cabe a cada um de nós, mudar isto.

Apoie as 10 medidas
Agora, a sociedade é chamada a apoiar e defender as medidas, conclamando o Congresso para que promova as alterações estruturais e sistêmicas necessárias para prevenir e reprimir a corrupção de modo adequado. Mesmo que algum parlamentar proponha as medidas, as assinaturas são importantes como manifestação de apoio à aprovação no Congresso. Essa iniciativa não tem qualquer vinculação partidária.

Pela legislação, as assinaturas para os Projetos de Lei de iniciativa popular devem ser encaminhadas fisicamente, não por meio digital. O nome completo deve ser preenchido, sem abreviações. Se estiver sem o título de eleitor, esse campo pode ser deixado em branco. Se quiser consultar o número do seu título de eleitor, clique aqui. Após impressão e preenchimento, o formulário deve ser entregue em uma das unidades do MPF, em um dos pontos de coleta ou remetido fisicamente para: Procuradoria Geral da República - 5ª Câmara de Coordenação e Revisão - SAF/SUL Quadra 04 Conjunto C - Bloco B – 3ª Andar, Sala 305 - CEP: 70050-900 Brasília - DF.

Veja mais detalhes aqui e tenha acesso a todo o material de apoio da campanha, com o abaixo assinado acessando o link: http://www.dezmedidas.mpf.mp.br/

O ativista Adilson Santos, irá solicitar que a Câmara Municipal de Poá, com entre outras no Brasil, apoie a causa, fazendo uma moção, e também colherá e distribuirá as folhas para colher assinatura.

Veja alguns vídeos para melhor entendimento

10 medidas contra a corrupção: apoie essa ideia





 Juízes Federais do Paraná Apoiam as Medidas Contra a Corrupção




Procurador da República Deltan Dallagnol coordenador da Lava Jato - RedeTV!


Entrevista na Rede Super Cutitiba sobre a Operação Lava Jato com Dr. Deltan Dallagnol


quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Câmara de Poá abre concurso público para 56 vagas

Adilson Santos
A organização estará sob responsabilidade da Fundação VUNESP

A Câmara Municipal de Poá, abrirá concurso para 56 vagas. Os salários mensais variam de R$ 1.297,56 a R$ 4.557,59. As vagas são para todos os níveis escolares.

As vagas são: motorista (2 vagas), oficial legislativo (38), porteiro (6), procurador jurídico (1) e técnico legislativo (9).

As inscrições poderão ser efetuadas no período de 10:00 horas do dia 09 de novembro até às 16:00 horas do dia 11 de dezembro de 2015, via internet, por meio do site da Vunesp, o qual segue abaixo, e também o da Câmara para mais informações.

Já a prova objetiva, para todos os cargos, está prevista para sua realização em 31 de janeiro de 2016, no período da manhã.

Para o presidente reeleito da Câmara de Poá, Mário Sumire, disse com exclusividade que existe a necessidade de equacionamento do quadro de funcionários do poder legislativo com os novos tempos onde a demanda nos exige que primamos por um atendimento de qualidade no nosso dia dia. A população, daremos oportunidade para que pessoas qualificadas no concurso posso preencher as vagas.

Click aqui neste link, e tenha acesso ao edital do concurso. Adilson Santos

Site da Câmara de Poá: http://www.camarapoa.sp.gov.br/
Site da Vunesp: http://www.vunesp.com.br/


Jornal Folha de São Paulo chama bairro de Poá de #favela, e revolta alguns moradores

Adilson Santos
Jornal Folha de São Paulo classifica o bairro Kemel na cidade
 de Poá (SP) como favela da Grande São Paulo
A cidade de Poá hoje tem a maior obra do artista plástico Romero Britto, que por iniciativa do jovem Eduardo Lyra, responsável pelo Instituto Gerando Falcões, que em parceria com a empresa seguradora Zurich, que bancou a obra na escola municipal Escola Municipal José Antônio Bortolozzo em Poá.

Claro que a notícia do artista internacional, que segundo a mídia mora dos Estados Unidos veio ao Brasil só para inaugurar a obra, chamou a atenção de diversos veículos de comunicação, entre eles o maior jornal do país em diversas plataformas, Folha de São Paulo, que chamou e classificou o bairro da cidade Kemel de Poá de #favela. Veja o título da matéria: Romero Britto pinta painel gigante em favela da Grande São Paulo.

Diversas pessoas que já conheciam a obra e o artista Britto, acharam positivo um artista internacional vir até a cidade, fazer e assinar esta grade obra, sendo até agora a maior do mundo feita pelo artista. Já outras pessoas, que não conheciam o artista, pode conhecer, pesquisar e saber da fama nacional e internacional de Romero.

Lyra declarou nas redes sociais que, Neymar Júnior, Michael Jordan, Madonna, Michael Jackson, o rapper Snoop Dogg, o bilionário Carlos Slim, mas nenhuma delas é tão grande quanto o painel feito na periferia de Poá.

Tiago Dias jornalista que escreveu matéria para o site Uol na página de entretenimento, onde classificou também o bairro Kemel de Poá, como sendo periferia da cidade de São Paulo. Como mostra a matéria com o título: Romero Britto relembra origem humilde para criar painel em periferia de SP
Twitter do Jornal Folha de São Paulo também
classificou o bairro Kemel de Poá como favela

A mancada do jornal Folha de São Paulo
Diversas pessoas na cidade de Poá, não gostou da maneira que o jornal Folha de São Paulo, e outras mídias classificaram nossa cidade. A própria Folha já havia feito matéria sobre os trabalhos dos Instituto Gerando Falcões, mas comeu bola, dando uma grande mancada, chamando o bairro Cidade Kemel de Poá, de favela. Claro que o bairro é periferia da cidade de São Paulo, onde também faz divisa com Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba, mas a obra fica na Estância Hidromineral de Poá, declarou Adilson Santos, que é membro suplente do Conselho Municipal de Turismo.

Isabel Soares
Rosangela Santos Lai
Isabel Soares, revoltada escreveu em seu facebook: Não meu "querido jornalista" da Folha. A Cidade Kemel, bairro do município de Poá, não é uma favela. Buscar um pouquinho de informação antes de escrever não leva tanto tempo assim. Já que copiou a notícia, Comunidade tem outro sentido além de favela. Poá é uma estância hidromineral, ou seja, tem uma das melhores águas do Brasil, a água Poá. Se quiser, venha visitar o painel, teremos o maior prazer em te apresentar nossa comunidade. E complementou:  Mas não moro em uma favela. A escola em que foi pintado o painel é enorme, uma escola municipal com muitas opções de lazer e cursos para a criançada. Simplesmente ridículo!

Depoimento de Alessandra Barros
Já Alessandra Barros, outra moradora do bairro escreveu revoltada: Não é culpa do escritor! É culpa de uma única pessoa que foi criada no Kemel e escreveu um livro descrevendo Poá como favela! Esse cujo tem uma "ONG" onde os encontros acontece no Bortolozzo!

Outra pessoa que não gostou nada, a Rosangela Santos Laia disse:  Lamentável para esse jornalista...Poderia sinformar melhor antes de escrever a matéria.Cidade kemel, bairro do município de Poà, não è favela...

Outas mídias também deram mancada, e foram no embalo
O hoje em dia (programa da tv Record) chamou em seu site, o bairro de Poá de periferia de São Paulo: Romero Britto inaugura seu maior painel na periferia de São Paulo

O jornal Floripa foi no embalo e chamou o bairro de favela Kemel.

Mídias da região e Veja mandaram bem
Mídias da Região do Alto Tietê, foram em loco e fizeram a matéria da maneira correta
Os jornais da região, informaram seus leitores, de forma correta, pois além de conhecerem a região, foram ao local reportar o fato, como mostra a matéria, que teve o título: Romero Britto inaugura maior painel do mundo com sua obra em Poá

Já o portal de notícias G1, reporto com o título:Escola de Poá ganha painel de Romero Britto -
Local foi escolhido por ser palco de ações da ONG Gerando Falcões.

Veja como a veja reportou o assunto, onde a matéria tem o título: Romero Britto inaugura seu maior painel em São Paulo - O artista acaba de chega à cidade para a inauguração da obra de 50 metros quadrados em Poá.


Blogueiro ira pedir retratação, e quer local no inventário turístico da estância
Adilson Santos
Para Adilson Santo, fotógrafo, blogueiro, ativista social e membro do Conselho Municipal de Turismo de Poá (Contur), a cidade tem que ser valorizada. Seja no centro ou na periferia, ou seja, para Santos a periferia é muito mais importante que o centro, pois são os bairros periféricos de Poá, que através dos seus moradores, pagam seus impostos, e fazem de Poá esta cidade pujante, sendo pequena em território, mas acolhedora e aconchegante.

Encaminharei esta postagem para a ombudsman da Folha Vera Guimarães, onde qualquer leitor da mídia, pode fazer isto. Mas o jornal e seu redator, tem que tomar cuidado com qualquer princípio de informação, que é checar a fonte e na fonte.

Inclusive a Folha tem que ir não só na escola Bortolozzo, como também na Fonte Área Poá, ou seja, basta rodar nos mil metros do entorno, que a mídia encontrará este novo atrativo turístico, como outros que tem no local. Sem contar, que na cidade de Poá, ou seja, na Estância Hidromineral de Poá, não tem favela.

O blogueiro e fotógrafo Adilson Santos,conhece o jovem Eduardo Lyra, desde sua infância, onde já registrou em seu blog, e também lhe deu a oportunidade em fazer seu primeiro estágio, quando na Expo Cristã Eduardo participou com uma amiga da faculdade através do JORNAL EVANGÉLICO em seu stand. Santos é amigo de seu pai, o atleta amador o hoje pastor Marcio Luiz Lyra, o qual foi da vida do crime, e após conhecer o evangelho cristão, ser tornou um militante da fé, onde hoje presta um relevante serviço para a sociedade. Santos foi companheiro de programas de rádio que Márcio fazia um link direto do 54º DP; hoje é o pastor presidente da Igreja Primitiva da Graça.

Romero agradeceu acolhida em Poá, e sabe que o local é uma cidade
Eduardo Lyra, o presidente da Zurich Davi Comenari,
 João Dória Júnior e Alina Shriver
A artista plástico Romero Britto, agradeceu em seu twitter, instagram, pela acolhida na cidade de Poá, dizendo: Um lindo dia no BRASIL HOJE , no município do Poa no estado de São Paulo .
Muitíssimo agradecido pelo… https://instagram.com/p/9Q87-FoPgB/ .

E agradeceu também em inglês: A beautiful day in Brazil today, the unveiling of the largest painting of mine in a public school in Poa municipality of São Paulo.

E ainda postou uma foto com Eduardo Lyra, o presidente da Zurich Davi Comenari, João Dória Júnior e Alina Shriver.




Eduardo Lyra reconhece falha da Folha

Para o responsável de toda esta façanha na cidade, Eduardo Lyra, responsável pelo Instituto Gerando Falcões, disse que a folha errou, pois não é favela, é periferia de Poá.  E disse ainda, que as crianças da escola junto com seus pais, estão muito felizes com a obra de arte.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Câmara de Poá gastará R$ 320.000,00 com jornal de Mogi das Cruzes em despesas de Concurso Público

Adilson Santos
Ontem o diretor do Jornal News Time, informou na Comunidade POÁ COM ACENTO, que a cidade de Poá teria uma bomba. Ou seja, foi anunciado assim por Wesley Campos:

EXTRA - EXTRA - EXTRA  O Jornal News Time deverá apurar todo o fato acontecido desta BOMBA, que infelizmente atingiu TODOS NÓS!!! nossa jornalista entrará em ação AMANHÃ!!!

Muitos foram dormir pesando no que seria esta bomba. Mas logo cedo, Adilson Santos moderador da Comunidade POÁ COM ACENTO, recebeu imagem (acima), onde um também diretor de um jornal da cidade, disse que estava circulando esta imagem entre pessoas de mídias da cidade.

Ontem mesmo, uma hora antes da postagem de Wesley, Adilson Santos postou o seguinte título: Troféu Dolly para o vereador(a) legal - Onde muitos, para não dizer a maioria, não entendeu muito sobre do que se tratava. Mas o intuito, era chamar a atenção da sociedade, para os trabalhos dos vereadores na cidade de Poá, desde o presidente Mario Massayoshi Kawashima, o Mário Sumirê, tanto como os demais 14 vereadores e 2 vereadoras.

O contrato do jornal de Mogi das Cruzes
Após ver a imagem, Adilson Santos começou a apurar do que se tratava. Onde a publicação esta postada no Diário Oficial de São Paulo, com a data de 30 de setembro de 2015, e na página 253, tem três contratos, onde o maior, é o Contrato nº 014/15 e  Processo nº 022/15 - Contratante: Câmara Municipal de Poá - no valor de R$320.000,00 (Trezentos e Vinte Mil Reais) - Já a empresa contratada, é o Diário do Alto Tietê Empresa Jornalística e Editora Ltda - O motivo, ou seja, o Objeto: Contratação de empresa especializada, visando os serviços de publicação em jornal diário de grande circulação no município de Poá e região, página interna, exclusivamente de atos referentes ao Concurso Público a ser realizado pela Câmara
Municipal de Poá.
Data da Assinatura: 16/09/2015
Presidente: Mario Massayoshi Kawashima

Como pode, um jornal que não esta na sediado nem em Poá, muito menos em Suzano, mas na terra do caqui, ou seja, em Mogi, como disse uma fonte nossa. Um jornal tão manjado, que só a classe política sabe como é que trabalha.

Já os pequenos empresários dos jornais da Poá, ficaram todos bravos com o presidente Mário Sumirê, que convidou um a um para tomar café com ele, falou, prometeu, disse que seria amigo dos jornais, que ajudaria a todos, que tem que valorizar as empresas de Poá, as mídias da cidade, que estão sempre prestigiando os trabalhos da câmara e das sessões, e que ele é amigo de todos, de todos os profissionais de imprensa, dos proprietários dos pequenos jornais, mas quanto os proprietários de jornais ficaram sabendo disto, todos começaram a ligar e procurar o presidente da casa de leis poaense, querendo entender o que houve.

Segundo ainda Sumirê, este jornal é diário, e tem que ser de grande circulação, segundo exigências da Vunesp. E outra coisa Adilson, disparou Mário, eu tenho que me ajustar ao termo do T.A.C. (Termo de Ajustamento de Conduta) que fiz com o Ministério Público.

Acontece presidente, que este jornal, não é distribuído na cidade de forma gratuita, ele não é de grande circulação como o nobre presidente disse, e quem o recebe na cidade, é por assinatura em grande maioria de seus leitores, ou seja, os jornais semanais e quinzenais da cidade, tem muito mais alcance na população da cidade, do que este  jornal diário de Mogi.

Segundo ainda o presidente, houve pregão. Mas foi pregão, ou parafusão, que nem todos vereadores sabiam, muito menos os donos de mídias de Poá? Estranho né!

Ou será mais uma ação do funcionário da câmara o advogado Adalberto Comitre que coordena esta ações na casa de leis poaense?


Ato foi decisão da presidência, e nem todos vereadores sabiam
Hoje, durante o dia, alguns vereadores foram procurados, mas nem todos sabiam, ao menos a declaração ouvida por alguns edis. Onde uma das declaração foi de que este ato, é um ato do presidente da casa de leis poaense tomar, ele não precisa consultar todos os vereadores, afinal, ele é o presidente e fala por todos, declarou o edil.

Versão de Mário Sumirê é: Entre com o requerimento
Logo pela manhã, Adilson Santos entrou em contato com o presidente da Câmara de Poá Mário Sumirê, às 9h38h. o qual segundo ele, estava em reunião da Condemat na cidade de Salesópolis, mas neste mesmo momento, já recebeu a informação, ou seja, a foto acima, onde  perguntei, qual era o motivo desta contratação e o porque do valor.

Mário ligou em seguida, dizendo que estava em reunião, e assim que terminasse na hora do almoço, iria me retornar a ligação. Ligou por volta do meio dia, onde novamente perguntei, os motivos, ele disse ser uma exigência da Vunesp, que iria fazer o concurso da Câmara de Poá, mas que era para eu passar na câmara 14h, que ele explicaria tudo. Informei que poderia me enviar as explicações via e-mail.

Por volta de 14h20 , como não havia chego a informação por e-mail, liguei na câmara, onde atendido pela diretora, informou que o presidente estava em reunião com uma vereadora. Deixei o meu número para ele retornar a ligação, o que não fez, ou seja, não ligou.

Ás 16h45 liguei novamente, onde falei com sua assessoria que informou que o presidente estava em reunião, e que ele havia dito, que era para eu descer para falar com ele. Informei que não marquei reunião, e que estava aguardando a resposta e explicações, via e-mail.

Era quase 18h, Sumirê ligou, chamando de amigo, agradeci, mas solicitei a resposta. Já o presidente, insistia para que eu descesse até a câmara para conversar com ele. Informei que estava com compromissos, e só queria as informações, que já havíamos conversado desde o período da manhã. Ele disse que não iria enviar nada, e se eu quisesse, era para entrar com um requerimento na câmara, onde mudou toda sua versão, como havia prometido e tratado de manhã.

Ou seja, se o cidadão quiser mais informações, é assim que o presidente da Câmara de Poá Mario Massayoshi Kawashima, o Mário Sumirê trata quem ele diz ser amigo. Agora se ele não fosse amigo, e não respeitasse o trabalho como ele sempre declara.

Concursos Público e terceirização é maquina de ganhar dinheiro
Já não é de hoje, que o cidadão desempregado, ou outras pessoas, já não comentaram isto, na roda de amigos, no bate papo do boteco, onde sempre quando surge a conversa de que haverá concurso público, que isto não passa de um jeito de ganhar dinheiro, do povo que além de já sobre com os precários serviços público, na busca de um emprego fixo, pois quando abre um concurso, a quantidade de inscrições com pagamentos das taxas, é um absurdo, ou seja, é uma verdadeira máquina de arrecadar dinheiro, das pessoas que querem ter uma vida melhor, uma vida digna, um emprego. E neste afã, a pessoa com o pouco dinheiro que tem, arrisca nesta loteria de concursos, ou então, a família e amigos, para poder de uma forma ajudar, paga a taxa do concurso, para que a pessoa amiga ou familiar, tente a sorte, nesta máquina que esta mais para jogo de azar, do que se sorte. Pois a quantidade de inscrições, são astronômicas, como o concurso que aconteceu neste final de semana na cidade de Poá, para diversos cargos na prefeitura da cidade.

 Na página do Diário Oficial, existem mais dois contratos - veja:
Contrato nº 012/15 - Processo nº 019/15
Contratante: Câmara Municipal de Poá
Contratada: Murc Editora Gráfica Lda-EPP
Objeto: Contratação de empresa especializada, visando os
serviços de confecção de material gráfico, para uso da Câmara
Municipal de Poá.
Valor do Contrato: R$77.100,00.
Data da Assinatura: 02/09/2015
Presidente: Mario Massayoshi Kawashima

Será que na cidade de Poá não tem gráficas ou empresas que poder oferecer este tipo de serviço ? Claro que tem. Mas veja, que a empresa também é de Mogi das Cruzes, como mostra o seu site: http://www.murc.com.br/

Contrato nº 013/15 - Processo nº 021/15
Contratante: Câmara Municipal de Poá
Contratada: Net Sun Tecnologia e Serviços Ltda-ME
Objeto: Contratação de empresa especializada, visando o
fornecimento, instalação, configuração e outros serviços e toda
a infraestrutura necessária para a implantação de rede Wi-Fi nas
dependências da Câmara Municipal de Poá.
Valor do Contrato: R$45.112,00.
Data da Assinatura: 14/09/2015
Presidente: Mario Massayoshi Kawashima

Esta empresa, a Net Sun, http://www.netsuntecnologia.com.br/ também fica em Mogi das Cruzes, berço da colonia japonesa da região.

Com a palavra vereadores e presidente
Aguardamos assim como a sociedade, o manifesto do presidente da casa de leis, e demais vereadores, para explicarem o motivo, afinal, o dinheiro é público.

Para acessar a página do Diário Oficial com a publicação, click aqui: http://migre.me/rO9Se


terça-feira, 13 de outubro de 2015

APAE de Itaquaquecetuba realiza Noite Italiana em novembro

Marcello Barbosa
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Itaquaquecetuba vai realizar a sua 13ª Noite Italiana Beneficente. O evento está marcado para o dia 13 de novembro de 2015 a partir das 19h30 no Salão de Festas Perez, localizado à Rua Ferraz de Vasconcelos, 400, Monte Belo - Itaquaquecetuba. O valor do convite é de R$ 30,00 (trinta reais).

Com a principal característica da cozinha italiana onde sempre existem massas em abundância, o cardápio da Noite Italiana da APAE é bem diversificado, conta com Lasanha, Nhoque ao molho branco e ao sugo, Espaguete alho e óleo com brócolis, Pene ao sugo e ao molho branco, Frango assado e Sorvete.

A Noite Italiana da APAE é um evento voltado para arrecadar fundos para manter seus trabalhos e atendimentos e assim ajudar centenas de assistidos que hoje frequentam diariamente a Entidade. Ou seja, além de você aproveitar um ambiente familiar e uma boa comida, você ajuda a APAE a manter um belíssimo trabalho na cidade

A APAE de Itaquaquecetuba foi fundada em 1996, é uma associação filantrópica sem fins lucrativos, tem por missão promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionados a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e a construção de uma sociedade justa e solidária.

Atualmente atende mais de 400 assistidos e oferece serviços de Pedagogia, Assistência Social, Neurologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia e Oficinas Ocupacionais de Artesanato, Costura, Pintura e Padaria.

A APAE está localizada à Rua Distrito Federal, 205 - Vl Ercilia – Itaquaquecetuba. Você pode entrar em contato pelos telefones: (11) 4645.8192 / (11) 4645.4165 ou e-mail: apaesp.itaqua@gmail.com

Fonte: AI

Secretaria da Saúde de Poá faz mini caminhada contra o câncer no Jardim São José, mas falta política púbica na Vila Perracine

Em torno de 50 pessoas percorreram as ruas do bairro do Jardim São José em ato promovido através da Secretaria Municipal de Saúde, que tem por objetivo a divulgação e conscientização com relação à prevenção do câncer de mama

Dando uma prévia de como será a 7ª Caminhada Contra o Câncer de Mama que será realizada no próximo dia 24, a Secretaria Municipal de Saúde de Poá promoveu na manhã desta sexta-feira (09/10), uma mini caminhada contra o câncer, que também faz parte das comemorações do “Outubro Rosa”.

A concentração aconteceu em frente ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Jardim São José. Mais de 50 pessoas entre enfermeiras, agentes de saúde, médicas e a população, sendo a maioria mulheres percorreram as ruas do bairro com palavras de ordem referente ao mês de conscientização e de prevenção a doença.

Segundo o secretário de Saúde Marco Antonio Grandini Izzo, que também participou da caminhada, outros atos iguais a esses serão realizados durante o mês.

 “As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim Nova Poá, Jardim América, Jardim Emília e Calmon Viana também estão se mobilizando para realizar as suas caminhadas. O objetivo desta ação é divulgar o mês em que é realizada a campanha contra o câncer a nível nacional e conscientizar a população sobre a importância da prevenção da doença”.

Para a 7ª Caminhada contra o Câncer que está sendo organizada pela Secretaria da Mulher mais de duas mil pessoas já se inscreveram para participar do ato que está previsto para acontecer a partir das 9 horas do dia 24.

Segundo a secretária da Mulher Aretha Marques, a previsão é que 4 mil pessoas participem do ato que terá a concentração a partir das 08h30 em frente à Câmara Municipal localizada na rua Vereador José Calil

Para participar os interessados devem se dirigir a sede da Secretaria da Mulher localizada na Rua Fernando Pinheiro Franco, 141, Centro, das 8 às 17 horas.

Mais ações
Várias ações estão sendo desenvolvidas referentes ao “Outubro Rosa”. Uma delas é o mutirão de exames de papanicolau que é feito em todas as UBSs e nas Unidades de Estratégia e Saúde da Família (ESFs), no período vespertino, sem que seja necessário agendamento prévio, além de palestras e orientações que estão sendo realizadas sobre a saúde da mulher.

Também está na cidade, a “Carreta de Mamografia “Mulheres de Peito”. A unidade móvel está na Praça de Eventos “Lucília Gomes Felippe”, na Avenida Antonio Massa, 150, Centro e tem capacidade para realizar 50 atendimentos diários. Até o dia 7 de novembro, data em que a carreta ficará na cidade, as mulheres poaenses poderão procurar o atendimento que será de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 9 às 13 horas.

Falta política pública de saúde na Vila Perracine segundo o ativista Adilson Santos
Segundo o ativista social e repórter fotográfico Adilson Santos, informou que é louvável esta conscientização nos bairros, mas falta boa vontade e políticas pública na Vila Perracine. Pois segundo Santos, esta ação é de boa valia que aconteça nos bairros que não tem unidades de saúde, como na Vila Perracine, um dos bairros mais esquecidos do poder público, onde falta não só posto de saúde, como creche, e vagas de escolas para todas as crianças do bairro. Quiça aconteça uma caminhada desta no bairro, declarou o ativista do bairro.

Fonte: SCP - Foto: Julien Pereira




segunda-feira, 5 de outubro de 2015

VEREADOR: FUNÇÃO - LEGISLAR E FISCALIZAR - Certo?


Ontem, na eleição do conselho tutelar, após vir fazer o meu papel de cidadão que sonha ver uma sociedade melhor, mais justa, com pessoas sérias governando, trabalhando, fazendo política(s), afinal, trabalhamos todos os anos até o dia 31 de maio, contribuindo com nossos impostos, isto é, todos os brasileiros fazem isto, onde o dinheiro vai para o sistema político. Goste você ou não de política, o dinheiro vai parar lá, nas mãos dos nossos governantes, legisladores, presidência da república, governo dos estados e cidades, e também nas mãos do judiciário, onde até juiz e promotores, são servidores público.

Bem, me empolguei, mas vamos la de novo. Após votar na eleição, onde não somos obrigados a votar e ajudar a eleger os conselheiros tutelares de nossa cidade, me deparei com pessoas ligadas à vereador(a), assessores de dos nobres edis, fazendo transporte de pessoas, conforme uma pessoa amiga minha me disse, que estava esperando a assessora de um vereador, onde segundo ela, a pessoa iria buscá-la em casa, para votar. E advinha, no(a) candidato(a) que o vereador apoiou.

Fiquei observando pelos locais de votação que passei, carros paravam, ficava um motorista por vezes la dentro, a pessoa ou pessoas desciam, como não tem fila e o voto é rápido, o cidadão ou cidadã iria la votar, voltava, entrava no carro e iam embora, tranquilamente. E até onde sei, não eram carros urbe.

VEREADOR(A) SABE OU NÃO SABE DE TAL PRÁTICA? 

Será que os 17 vereadores da cidade de Poá não sabem desta prática?

Será que eles orientaram para seus assessores não fazer tal prática, ou foram orientados sob vosso comando a fazer tal prática?

Segundo o site Info Escola, a função do vereador ou legislador é: Ordenar ou preceituar por lei, fazer leis. Além dessa função, compete também ao poder legislativo fiscalizar o Poder Executivo e julgá-lo se necessário, além de julgar também os seus próprios membros. 

O Poder Legislativo deve ser composto pelos legisladores, ou seja, os homens que elaboram as leis que regulam o Estado e que devem ser obedecidas pelos cidadãos e pelas organizações públicas ou empresas.

Até onde entendo, e me corrijam se eu estiver errado. Um legislador, uma pessoa que faz leis, tem que ser uma pessoa que olha para a sociedade por um todo, sendo exemplo, onde tem que agir com ética, respeito, onde tem que usar o seu mandato para tentar corrigir as mazelas e erros de nossa cidade, sociedade, estado e pais, e não compactuar, com práticas erradas, que leve ao erro, e ou pior. Induzam ao erro.

Segundo algumas outras pessoas que também viram, mas preferem o anonimato, carros foram usadas de forma disfarçada, com um jeitinho sutil, ou melhor, o famoso jeitinho brasileiro, onde não sei quem deveria fiscalizar tal prática, se foi omisso e não cumpriu o seu papel. Ou se já era um acordo de todos os candidatos por tal prática, pois quem se sentiu prejudicado, sabia das regras e caminhos para denunciar tal prática.

Fica aqui como cidadão, registrado o meu repúdio a todos que usaram desta prática no dia de ontem, na eleição do conselho tutelar de Poá, e ou onde dentro do território nacional, usaram de tal artimanha.

E claro, a pergunta ao(s) vereadores(a) de Poá. Qual a sua função:

Legislar?

Fiscalizar?

Ou ser conivente com tais práticas???





sábado, 5 de setembro de 2015

ExPoá 2015 tem AVCB N° 202906

Desde que foi inaugurado o Centro de Exposições Prefeito José Massa na Praça dos Eventos, o ativista Adilson Santos vem questionando e solicitando o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeitos), em eventos que acontece neste local.

Porém, no ano de 2014, o então secretário de Cultura Geraldo Oliveira, não gostou quando foi questionado sobre qual era o número do AVCB da ExPoá 2014. E se negou a mostrar. E sabe porque? Porque não tinha. Na época, segundo Oliveira, Adilson Santos estava a serviço de alguns vereadores, o qual o secretário na época alegou. Mas não fiquei sabendo de que nenhum vereador cobrou ou tomou alguma medida, segundo Santos.

Após não ter acesso ao documento, Adilson Santos na época foi ai Fórum da cidade de Poá, onde denunciou para a Promotora de Justiça responsável, que informou que iria tomar as medidas necessária.


ExPoá 2015 esta seguro para o povo de Poá
Neste ano, o secretário de Cultura Douglas Aspásio nos mostrou e cedeu uma cópia do AVCB N° 202906, o qual me comprometi a divulgar para que as pessoas da cidade e visitantes, saibam que o local esta seguro neste quesito.

Segundo o major Frank Itinoce, responsável pelo Departamento de Segurança contra Incêndio do Corpo de Bombeiros de São Paulo, declarou no site do SECOVI (Sindicato da Manutenção de São Paulo) em um ciclo de palestra que disse: "Se a edificação tiver AVCB, a chance de "pegar fogo" é de apenas 3%".

Já na ExPoá 2015, qualquer cidadão que visita o local, pode solicitar para a organização do evento ver o documento, que tem que ficar exposto em local visível.

Ativista sofreu represália por cobrar

Após solicitar o AVCB no ano passado, tanto o prefeito cassado Francisco Pereira de Sousa o Testinha, quanto o responsável do evento, secretário de cultura Geraldo Oliveira, deram ordens para que Adilson Santos não entrasse para reportar o evento (como mostra o vídeo abaixo), e também o na época jornalista Ronaldo Andrade que era o responsável da secretaria de comunicação, não credenciou e nem foi profissional no atendimento do pedido da demanda.

Assista o vídeo onde Adilson Santos fotógrafo foi impedido de trabalhar no ano de 2104

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

CLASSE POLÍTICA – HOJE O CIDADÃO TEM MEGAFONE NAS MÃOS, AS REDES SOCIAIS

https://www.facebook.com/groups/poacomacento/
Por Adilson Santos
Já passou da hora da Classe Política aprender, que hoje a maioria dos cidadãos, tem pela geração mobile, um megafone nas mãos, chamada de redes sociais

Queira eles gostem ou não, estão sendo observado em todas suas ações, atitudes, trabalhos ou na falta deles, por todo e qualquer cidadão, que tem hoje um celular nas mãos. Por vezes, alguns políticos são fotografados e ou tem vídeos feitos de suas ações, principalmente quando não pensam e ou correspondem aos anseios da população ou eleitor, aqui chamado de cidadãos.

Eu então, o cidadão, usando em seu estado democrático de direito, expressa o seu pensamento, o que lhe é garantido pela maior lei do pais, a Constituição Federal.

Já a classe política, acha que são e estão sempre acima do povo, e muitos se esquecem que são meros empregados do povo, pagos com o dinheiro de nossos impostos, os quais os sustentam no Brasil, com muitas mordomias, onde nem todos tem qualificação profissional o qual para ser vereador, deputado, senador, prefeito, governador e até presidente da república, onde basta ter votos, qualificação não.

Político hoje, a maioria ou 99% tem redes sociais. E tem que aprender a interagir e dialogar como o povo, principalmente nos questionamentos, de quem lhe paga o salário. Ignorar e só responder o que quiser, e ficar mudo quando se é questionado como figura pública e ou servidor púbico, é ajuntar brasas sobre a cabeça. Cabe ao político e ou assessor, responder sempre o que o eleitor e ou cidadão lhe questionar, quanto mais barreira o político coloca, mais distante fica do povo.


REPORTAGEM DO PORTAL BOL, DIZ QUE O INTERNAUTA NAS REDES SOCIAIS, TEM UM MEGAFONE PARA DESABAFAR

A Agência Efe conversou com o filósofo Jesús Mosterín, com os psicólogos Javier Jiménez e Fabrizio Ferri, e com o Twitter para tentar compreender o fenômeno das reclamações nas redes sociais.

https://www.facebook.com/groups/poacomacento/
Mosterín destacou que "vivemos tempos de muita democracia e pouca tecnocracia", que nas redes sociais qualquer cidadão pode se expressar em igualdade de condições com o maior analista em um assunto.

De acordo com o filósofo, reclamar nas redes sociais "não serve para conhecer a realidade, mas para se expressar, para tirar o que temos dentro nós e sentir que não somos coibidos".

O psicólogo Javier Jiménez, especialista em medição psicológica que trabalhou para a universidade de Cambridge, explica que a principal função dessa reclamação é o reconhecimento social e um pedido de apoio.


"A queixa, vista como manifestação da insatisfação, sempre existiu. Mas o que há agora é uma barreira muito mais baixa para que essa reclamação chegue aos demais. A tecnologia facilita muito", segundo o psicólogo Fabrizio Ferri, especialista em novas tecnologias.
https://www.facebook.com/groups/poacomacento/

Segundo Ferri, as redes sociais podem ser comparadas, em parte, com uma máquina caça-níqueis, pois pode "significar uma grande recompensa para uma conduta que custou muito pouco, então se torna algo quase viciante. Atenção recebida, e às vezes inesperada, muitas vezes recompensa o pequeno esforço feito".

Muitas vezes, a crítica fácil, a desqualificação e a reclamação são movidas pelo que Mosterín denomina de "um concurso de popularidade".

"Há pessoas que, quando chegam a um determinado número de seguidores, sentem seu ego alimentado e se sentem aptos para fazer uma queixa, inclusive agressiva, sem reparos", relatou Ferri.

Mosterín concorda com Ferri ao dizer que o ser humano sempre gostou de se queixar, mas antes fazia em "voz baixa" para evitar que "cortassem sua cabeça".

"A primeira coisa que as crianças pequenas fazem, antes de serem influenciadas pela cultura em que vivem, é se queixar. Não acho que as pessoas reclamem mais agora, no sentido de terem mais motivos de queixa, mas agora é mais fácil de serem vistas e ouvidas", analisou.

Os especialistas ressaltaram que as redes sociais e outras ferramentas, como o "e-mail", são frias. Segundo eles, é difícil sentir empatia em relação a textos e imagens. A falta de contexto, para Ferri, dificulta a empatia e faz com que a comunicação seja muito mais agressiva e ofensiva.

"Temos a tendência de acreditar que as pessoas são melhores do que são", ressaltou.

O Facebook é a rede social com mais usuários do mundo, mas é mais comum recorrer ao Twitter para reclamar. Para Jiménez, isso ocorre porque as mensagens no Twitter são acessíveis para qualquer um, enquanto no Facebook os usuários costumam ter contas privadas.

Ferri enfatizou como qualidades do Twitter o imediatismo, a concisão (as mensagens se limitam a 140 caracteres) e a simplicidade de uso. Além disso, não é possível controlar nem ocultar os tweets.

"Se você observa um pensamento no Twitter, este passa a fazer parte de um fluxo de pensamento único sobre esse tema, que qualquer um pode acessar", disse.

Fontes do Twitter afirmaram que, "em geral", a experiência na rede é "amável". Nos últimos meses, a empresa implementou diversos mecanismos para dissuadir e denunciar comportamentos agressivos na rede social.

Em tom de crítica, Mosterín comentou que, apesar das reclamações, não acredita que as redes sociais sirvam para resolver a maioria dos problemas manifestados.

"Se me perguntarem que contribuição Twitter e Facebook dão ao conhecimento humano ou à resolução dos problemas do mundo atual, acho que a contribuição é quase nula", declarou.

Fonte e texto segunda parte: http://zip.net/bxrFn0


terça-feira, 28 de julho de 2015

O valor de uma #aliança em todos os sentidos, até no #terrorismo

O significado da  palavra aliança tem origem no latim alligare, que remete para uma relação de proximidade, de união. Fazer uma aliança com alguém é fazer um acordo, um pacto, uma união. Assim, o anel com nome de aliança é uma lembrança do pacto entre o marido e a esposa, sendo esta a mais feita e usada por nós no Brasil, fabricada em metal,  o mais nobre que existe na face da terra, o ouro, sendo representada pelo seu grande valor.

Mas o ser humano, faz outras alianças, entre elas nos negócios, por vezes em sociedade de empresa, comércio, e até em serviços. As vezes faço alianças com profissionais na minha área de trabalho. Mas sempre vemos nos notíciários, principalmente na política, sobre as diversas alianças que são feitas, (por vezes criticada por alguns políticos) - alianças esta  entre os partidos políticos que estão no poder, onde convidam quem não esta no poder, para ajustes e composições, isto desde o governo federal, passando pelo estadual, e também nas câmaras municipal.

Na política, as alianças funciona assim: Quem esta no poder, para se manter ou chegar nele, precisa fazer acordos, ou melhor, alianças, com quem esta fora do poder, e tem algo a oferecer, sendo políticos e ou partidos.

Tem ainda, as alianças internacionais dos países, onde em seus relacionamentos diplomáticos e negócios. Existe as alianças que são feitas, por grupos terroristas, e por vezes entre nações para neutralizar estas ações.

A própria Bíblia Sagrada, traz diversos exemplos de aliança, desde a criação do Arco Iris quando no evento da Arca de Noé, passando por Abraão onde segundo registro, DEUS pediu para que houvesse sacrificasse seu filho, e por ai vai com diversas alianças.

Aliança = Consequência






Pensar bem antes de fazer uma aliança, é de suma importância, pois toda aliança, vem com suas consequências, sejam elas boa ou más.

No #casamento, no momento do namoro, onde tudo é lindo, romântico, com diversas promessas, cortejos, cuidados e carinhos, tem que ser mantidos, juntos com os votos de fidelidade, que tem e precisam ser cuidados, é necessário uma constantes manutenção, para que a saúde do relacionamento, seja sempre boa.

Na #política, não é diferente, pois na hora de ser feita uma aliança, tudo é lindo, maravilhoso, com todas as promessas, cortejamentos, e as bajulações possíveis, cheias de promessas. Mas ai, no andar da carruagem, as palavras não mantidas, as promessas das alianças, sejam elas quais forem, começam a rugir, e ai não se coloca um lubrificante, não se cuida, não tem a devida manutenção e cuidados, tende a piorar cada vez mais.

Mas uma das piores alianças, são as feitas, com quem não de deve, onde por vezes, quem entra na aliança e ou compromisso, já vem com seus vícios, má intenção, ou seja, na política, as alianças fisiológica, tem graves consequências, sem contar nas terroristas, ou com terroristas.

Mas o pior de tudo, é que na política, as alianças são feitas e pagas, com o dinheiro público, ou seja, a verba do povo. Entre elas, leia-se:
* Petrolão em Brasilia
* Metro em São Paulo
* Saúde em Poá

Adilson Santos, fotógrafo e ativista social - http://adilsonsantosfotografo.blogspot.com/


terça-feira, 2 de junho de 2015

#MCGui - SONHOS DO GUERREIRO GUILHERME - #MCGuiConheçaOguerreiroGUI

Bem, aqui começa mais uma etapa da vida do #GuerreiroGuilherme, filho da Talita e neto da Diná Gama.

Esta criança guerreira, nasceu com prematuridade extrema, pesando 630 gramas, e teve hemorragia cerebral digestiva e pulmonar com varias complicações por infecção hospitalar, e para sobreviver, a criança teve que viver com
uma traqueostomia, pois havia várias paradas respiratória por Traqueomalácia, pois a traqueia dele era flácida e fechava quando respirava. O médico disse para a mãe: O seu filho tem apenas 22% de chance de sobreviver, caso sobreviva irá sangrar cérebro, pulmões e intestino, isso ocorrendo irá ter atraso neuro, psico e motor, ficará cego, surdo e mudo, seu coração não irá aguentar e seu intestino não pode receber comida. Será uma criança vegetativa.

Mas isso foi apenas o início, pois a criança teve 6 paradas cardiorrespiratória e precisou de 23 bolsas de sangue as quais foram necessárias para que ele estivesse aqui  e sobrevivesse. Ou seja, Guilherme é um milagre de vida.

Mas o guerreiro Guilherme, nunca desistiu. Foi crescendo e tendo seus sonhos, mesmo com todas as dificuldades.

SONHOS DO GUILHERME
Dias desse, o #GuerreiroGuilherme, tirou a traqueo, mas antes disto, ele tinha seus sonhos que são:
* Poder Cantar igual o MC Gui - https://www.facebook.com/McGuiOficial1 - Conhecer o cantor, e poder lhe abraçar e tirar uma foto com ele.
* Poder mergulhar.
* Poder apagar as velas de seus aniversários, iguais seus amigos, que podem assoprar, pois não podia antes, pois o ar saia pela traqueo.

Bem, Estamos começando esta campanha, para que o cantor MC Gui possa realizar o sonho desta criança guerreira pois para Deus nada é impossível.

Vamos todos amigos juntos, através das redes sociais, divulgar e fazer chegar ao conhecimento do #MCGui com a #hastagn #MCGuiConheçaOguerreiroGUI em seus canais abaixo:

Facebook: https://www.facebook.com/McGuiOficial1/timeline
Instagram: https://instagram.com/mcguioficial/
Twitter: https://twitter.com/mcgui_oficial












terça-feira, 5 de maio de 2015

II Encontro Estadual de Blogueiros e Ativistas Digitais de SP - Assista os vídeos do #2BlogProgSP

Vídeo do #2BlogProg: A comunicação como direito humano
O segundo encontro de Blogueiros Progressistas do estado de são Paulo aconteceu nos dias 24 e 25 de Maio. A comunicação como direito humano foi o tema da primeira mesa. Assista!





#2BlogProg: Comunicação como Direito Humano 2/2 
O segundo encontro de Blogueiros Progressistas do estado de são Paulo aconteceu nos dias 24 e 25 de Maio. Assista ao segundo dia de debates.