ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Péssimo atendimento no Hospital Infantil Cândido Fontoura em SP

Péssimo atendimento no Hospital Infantil Cândido Fontoura


CARTA ABERTA


No dia 14 de julho de 2011, por volta das 17h30, meu filho de 9 anos atendeu em casa, a ligação de uma mulher, a qual conversou com a criança por volta de dois minutos, onde passou um nome o qual não tem nenhuma ligação com a família.

Estando eu ao lado, meu filho me chamou, e fui conversar com a mulher, que disse ser a Bete do Hospital Infantil Cândido Fontoura. Perguntei do que se tratava ela disse o nome do meu filho, onde informou que era para agendar uma consulta no hospital.

Porém, falava com muita pressa, não sendo possível identificar tudo, pois era muita informação, a qual não tinha como memorizar, mas sim, teria que serem anotadas.

Pedi a ela para me passar as informações pausadamente, para que pudesse anotar. A mulher não gostando muito, voltou a passar as informações de forma rápida. Pedi mais uma vez que com calma. Onde perguntei o nome do hospital, a qual falou, mas na hora do endereço, disse que ficava na Siqueira Bueno, próximo do Metro Belém. Quando perguntei o endereço completo, ela pediu um momento e disse somente 1757.
Voltei a perguntar novamente o endereço completo e o resto das informações ele voltou a falar rapidamente.

Informou que teria que levar o Cartão do SUS, RG da criança, comprovante de endereço e o RG da mãe.
Perguntei com quem falaria - Bete informou que era só ir em alguma das duas recepções, que seria encaminhado para a equipe de cirurgia. Perguntei o nome da equipe ou nome do médico ou pessoas responsável. Ela de forma bem grosseira disse que não era médica, e sim apenas a moça da recepção, e desligou o telefone.

Esperei por uns dez minutos, pois poderia ter caído a ligação. Como não retornou, entrei na internet para pesquisar sobre o hospital.

Encontrei o site do hospital - http://www.candidofontoura.com.br o qual qual nos tópicos tinha uma página da ouvidoria - http://www.candidofontoura.com.br/faleConosco/ onde liguei no telefone 2603-5350 e fui atendido pela Sandra, que se identificou sendo da diretoria, onde passei o caso a ela, a qual gentilmente me encaminhou para a diretora do serviço social, Sra. Regina Cassia Pinheiro.
Informei também a Regina o que havia ocorrido, onde ela ficou de verificar, mas no diálogo, chegamos ao entendimento de que poderia ser do Ambulatório de Especialidades Boni IV por parte do médico 

Cirurgião Geral e Pediatra Dr. Pedro F. Vita Jr – pois no ambulatório, informaram que receberíamos uma ligação informando sobre a cirurgia.

Liguei para o Boni IV, falei com a Samiramis Candida Salgado, o qual informou que a Bete não era funcionária de lá, me explicou o seguinte procedimento. Os encaminhamentos do Boni IV, são enviados via e-mail para o Hospital Infantil Cândido Fontoura, e o contato de cirurgia e ou procedimento, é feito pelo hospital.

Liguei para o hospital, falei novamente com a Regina, o qual disse que iria ver qual era a funcionária do hospital que havia feito o atendimento, onde disse que o modo em que fui atendido, não esta dentro dos critérios do hospital.

Atendimento prestado, não condiz do informações do site
Pesquisando sobre o hospital no site, com informações datadas do ano de 2008, que informa que esta unidade com mais de meio século de existência, o qual foi inaugurado por Jânio Quadros, sendo uma unidade de referência no atendimento a crianças e adolescentes, o qual informa também, que foi investido no ano de 2007 – 22 milhões de reais – dinheiro dos meus impostos.
Pois bem, continuando a pesquisa, vi o seguinte texto:


Nossa Missão
Oferecer assistência médico-hospitalar pediátrica, com excelência na qualidade, promovendo atividades de ensino e pesquisa, valorizando o atendimento humanizado e preservando o meio ambiente.

Visão
Ser um hospital de referência em medicina pediátrica com responsabilidade social.

Valores
Ética;
Calor Humano;
Desenvolvimento;
Respeito à vida e ao meio ambiente;
Compromisso com as futuras gerações.


Meu ponto de vista

Pois bem, vivemos na era da humanização nos serviços de saúde, mas na página do hospital, esta vazia - http://www.candidofontoura.com.br/humanizacao/ - tão vazio quando o atendimento profissional e precário que o hospital dá em seu primeiro contato, o qual minha família recebeu hoje.
Pois no quesito valores, tal atendimento não tem ética, nem calor humano, nada de desenvolvimento, muito menos respeito com a vida, e o que dirá de compromisso com futuras gerações, pois tal modo de atender, não soma em nada.

A pedido da diretora Regina, estou fazendo este relatório, para mostrar o desserviço, ou péssimo serviço público. Onde no meu entendimento, é de total prevaricação.
Como pode uma unidade de saúde ter e manter este tipo de atendimento?

Tive que parar meus afazeres, onde o não é minha função, mas do digníssimo diretor do hospital Dr. João Carlos Vicente de Carvalho, o qual é o responsável na gestão da unidade, mas além de pagar meus impostos, e não receber para tal, tenho que fazer relatório, e encaminhar para quem de responsabilidade.
Não adianta colocar no site, ou nas paredes dos hospitais: NOSSA MISSÃO – VISÃO e VALORES, recheados com lindas palavras, sendo que não são praticadas pelos colaboradores desta unidade de saúde.

Pois se no primeiro contato o atendimento é este. Como será no restante do atendimento?
Tenho observado isto em unidades de saúde do serviço público, que tem deixado a desejar sim, e a prova esta relatado ai em cima.

Faço este relatório, como forma de protesto, pois além de cidadão, sou cogestor sem salário, do Hospital Infantil Cândido Fontoura - o qual é de responsabilidade do governo do estado de São Paulo – pasta gerida pelo senhor secretário de saúde, professor Dr. Giovanni Guido Cerri.

No aguardo de providência.

Adilson Santos – cidadão





RESPOSTA DO HOSPITAL

Hoje no período da manhã, uma funcionária do hospital me ligou, onde confirmou que a Elisabete é sim funcionária do hospital, a qual é nova no setor, e que tem uma jornada onde trabalha 12 horas e descansa 36. Perguntei de havia recebido o meu e-mail, CARTA ABERTA, o qual esta postado aqui, informou que sim. Dizendo ainda, que me responderia o mesmo.

Veja abaixo, o ofício retorno da direção do hospital


5 comentários:

  1. Adilson:
    Parabéns pela matéria realizada.O serviço público de saúde, realmente vai de ruim a pior.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns por não ser mais um brasileiro acomodado! Também fui mal atendida, e pior, o médico não descreveu a quantos dias teria que tomar o medicamento,isso no Hospital do Tatuapé, e não deixei barato: encaminhei e-mail, liguei reclamando...e por fim, me ligaram pedindo desculpas, e outro médico me ligou para dizer quantos dias tomar.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela iniciativa. Li sua matéria pois meu filho está para ser encaminhado para o hospital Candido Fontoura e estava pesquisando algumas informações. Muito obrigada...

    ResponderExcluir
  4. Karina bilinski tb estou muito insatisfeita com o atendimento do hospital tatuape esperei por uma consulta com um ortopedista especialista em coluna estou com suspeita de hernia d disco e com muitas muitas dores e o medico na consulta nem c quer me ixaminou e me fez poucas pg e me deu um anti deprecivo e me disse q nao conseguiria um exame de ressonancia um absurdo estou sem medicamentos sem tratamento e sem exame e estou sofrendo de dor

    ResponderExcluir
  5. Tb estou insatisfeita com o hospital tatuape esperei uma consulta com um especialista em coluna durante um tempao pq estou com suspeita de hernia de disco e fui muito mal atendida sai de la com um pedido de exame escrito tudo errado e o medico ainda me falou que provavelmente nao seria aprovado o exame resonancia pois era uma lombalgia nao era tao grave doismeses de dores insuportaveis efeitos colaterais horriveis de medicamentos problemas neurologicos e nao egrave o que e grave entao paralisia das pernas estou sem medicamentos sem exame sem cura sai do consultorio com um anti depressivo prescrito por ele mesmo de ortopedista ele virou psiquiatra um absurdo o sus e um absurdo

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.