ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Sombra de Ulisses Guimarães

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, fala com jornalistas sobre as denúncias de suposto esquema de corrupção no seu governo.

Na foto tirada por Valter Campanato da Agência Brasil, a sombra da foto, faz lembrar Ulisses Guimarães.

Veja

Rolando Boldrin declama Cleide Canton, com final de Rui Barbosa

Sinto vergonha de mim!


Poema declamado por Rolando Boldrin.









Sinto vergonha de mim!

Poesia de Cleide Canton

Sinto vergonha de mim!

"Por ter sido educadora de parte desse povo,

por ter batalhado sempre pela justiça,

por compactuar com a honestidade,

por primar pela verdade

e por ver este povo já chamado varonil

enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim

por ter feito parte de uma era

Que lutou pela democracia,

pela liberdade de ser

e ter que entregar aos meus filhos,

simples e abominavelmente,

a derrota das virtudes pelos vícios,

a ausência da sensatez

no julgamento da verdade,

a negligência com a família,

célula-mater da sociedade,

a demasiada preocupação

com o "eu" feliz a qualquer custo,

buscando a tal "felicidade"

em caminhos eivados de desrespeito

para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim

pela passividade em ouvir,

sem despejar meu verbo,

a tantas desculpas ditadas

pelo orgulho e vaidade,

a tanta falta de humildade

para reconhecer um erro cometido,

a tantos "floreios" para justificar

atos criminosos,

a tanta relutância

em esquecer a antiga posição

de sempre "contestar",

voltar atrás

e mudar o futuro.

'Tenho vergonha de mim

pois faço parte de um povo

que não reconheço,

enveredando por caminhos

que não quero percorrer...

Tenho vergonha da minha impotência,

da minha falta de garra,

das minhas desilusões

e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir

pois amo este meu chão,

vibro ao ouvir meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira

para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo

na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,

tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!

"De tanto ver triunfar as nulidades,

de tanto ver prosperar a desonra,

de tanto ver crescer a injustiça,

de tanto ver agigantarem-se os poderes

nas mãos dos maus,

o homem chega a desanimar da virtude,

a rir-se da honra,

a ter vergonha de ser honesto".

domingo, 29 de novembro de 2009

Os três leões

1

Numa determinada floresta havia três leões.

Um dia, o macaco, representante eleito dos animais súditos, fez uma reunião com toda a bicharada da floresta e disse: “Nós, os animais, sabemos que o leão é o rei dos animais, mas há uma dúvida no ar. Existem três leões fortes. Ora, a qual deles nós devemos prestar homenagem? Quem, dentre eles, deverá ser o nosso rei?”

Os três leões souberam da reunião e comentaram entre si: “É verdade. A preocupação da bicharada faz sentido. Uma floresta não pode ter três reis. Precisamos saber qual de nós será o escolhido.”

Mas, como descobrir?

Essa era a grande questão: lutar entre si eles não queriam, pois eram muito amigos.

O impasse estava formado.

De novo, todos os animais se reuniram para discutir uma solução para o caso. Depois de usarem técnicas de reuniões do tipo brainstorming, entre outras, eles tiveram uma ideia excelente. O macaco se encontrou com os três felinos e contou o que eles decidiram: “Bem, senhores leões, encontramos uma solução desafiadora para o problema. A solução está na Montanha Difícil.”

“Montanha Difícil? Como assim?” Indagaram os leões.

“É simples”, ponderou o macaco. Decidimos que vocês três deverão escalar a Montanha Difícil. O que atingir o pico primeiro será consagrado o rei dos reis.

A Montanha Difícil era a mais alta entre todas naquela imensa floresta. O desafio foi aceito. No dia combinado, milhares de animais cercaram a Montanha para assistir a grande escalada.

O primeiro tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

O segundo tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

O terceiro tentou. Não conseguiu. Foi derrotado.

Os animais estavam curiosos e impacientes, afinal, qual deles seria o rei, uma vez que os três foram derrotados? Foi nesse momento que uma águia sábia, idosa na idade e grande em sabedoria, pediu a palavra: “Eu sei quem deve ser o rei!” Todos os animais fizeram um silêncio de grande expectativa.

“A senhora sabe, mas como?” Todos gritaram para a Águia.

“É simples”, confessou a sábia águia. “Eu estava voando entre eles, bem de perto e, quando eles voltaram fracassados para o vale, eu escutei o que cada um deles disse para a montanha.”

O primeiro leão disse: “Montanha, você me venceu!”

O segundo leão disse: “Montanha, você me venceu!”

O terceiro leão também disse: “Montanha, você me venceu, por enquanto! Mas você, montanha, já atingiu seu tamanho final, e eu ainda estou crescendo.”

“A diferença”, completou a águia, “é que o terceiro leão teve uma atitude de vencedor diante da derrota e quem pensa assim é maior que seu problema: é rei de si mesmo. Está preparado para ser rei dos outros.

Os animais da floresta aplaudiram entusiasticamente ao terceiro leão que foi coroado rei entre os reis.

MORAL DA HISTÓRIA:

Não importa o tamanho de seus problemas ou dificuldades que você tenha. Seus problemas, pelo menos na maioria das vezes, já atingiram o clímax, já estão no nível máximo, mas você não. Você ainda está crescendo. Você é maior que todos os seus problemas juntos.

Você ainda não chegou ao limite de seu potencial e performance. A Montanha das Dificuldades tem tamanho fixo, limitado.

A fé inteligente é a energia de Deus dentro de você. Use-a como ferramenta de realização dos seus sonhos. Não preste atenção nas coisas que se veem, mas nas invisíveis (sonhos) que a fé dá acesso.

Fonte: Blog do Bispo Edir Macedo

sábado, 28 de novembro de 2009

Centro a Centro - Passagem subterrânea Antônio Mantarano

A passagem subterrânea Antônio Mantarano, que liga os dois lados da cidade de Poá (SP), passando em baixo da via férrea, a qual foi reformada se não me engano, não tem dois anos, esta um caos.

A reforma que foi feita quando o prefeito era Roberto Marques, onde colocou um piso antiderrapante, o qual não durou muito, ou seja, derrapou mesmo, foi o dinheiro dos impostos e tributos do cidadão, que pagou por uma obra que segundo imagino, deve ter garantia de 5 anos para obras públicas ou congêneres.

As lâmpadas, ficam acesas durante o dia, já a noite, nem toda a iluminação é completa, pois no local existe algumas apagadas, outras queimadas, fora o cheiro de urina, de animais racionais e irracionais que usam o local para escretar.

No local também tem água merejando pelas paredes, pisos, e em pleno ano de 2009, com uma engenharia moderna, não conseguem dar jeito nisto.

Já a placa em homenagem ao autor que deu nome a passagem, foi removida, não se sabe ser por roubo, ou puro ato de politicagem.

Veja abaixo o caos, em fotos registradas no dia 28/11/2009 - enquanto isto na Câmara Municipal da cidade, o prefeito Franscisco Pereira de Sousa, o Testinha, esta em uma festa do PDT , com carros, caminhões de som, mulheres segurando bandeiras. Festa esta proporcionada pelo poder, pois nunca o Partido Trabalhista Brasileiro em Poá, fez uma festa assim na cidade.

Será que o Paulinho não da uma força para que o prefeito mantenha o local mais limpo, e a iluminação pública consertada, e o local fique com um melhor aspecto de asseio para a população que usa o local ali diariamente?

O local escuro, fétido, nojento, pixado, sem segurança, com total falta de estrutura, afeta o turismo na cidade, pois o local é uma via importante de ligação da cidade, por onde no dia-a-dia passa pessoas da cidade, e gente de fora também.

Mas como ali não é estrada e nem lugar importante, também não é caminho dos políticos, por isto, o descaso no local.









sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Comissão Processante Testinha X Transbahia: Denunciante do processo que poderá caçar o mandato do prefeito sofre ameaça de morte


A Comissão Processante, que investiga a denúncia sobre a contratação emergencial irregular da empresa Transbahia Paulista Transporte e Remoção de Resíduos Poá, para a prestação de serviços de limpeza e conservação de vias e espaços públicos da cidade, composta pelos vereadores Augusto Jesus da Silva (PRB), Azuir Marcolino Cavalcante (PTB) e Edison Rodrigues (DEM), respectivamente presidente, relator e membro, ouviu na manhã desta sexta-feira (27), o depoimento do denunciante Marcelo de Lima Ferreira, que sofreu uma ameaça de morte via telefone na última terça-feira.Durante o depoimento o denunciante deixou claro para a Comissão que não tem inimigos na cidade, e nunca sofreu uma ameaça como essa.

“Antes de apresentar essa denúncia eu nunca tinha sofrido nenhum tipo de ameaça, nunca fiz nenhum boletim de ocorrência com relação a isso, não tenho inimigos na cidade, e fiquei surpreso quando isso aconteceu. O número do telefone era de uma orelhão da cidade de Itaquá, sei disso porque depois de um tempo eu liguei para ele. No telefonema a pessoa falava que sabia no que eu estava me metendo, e que era melhor eu parar se não eu ia morrer. Acredito que quem fez essa ameaça está se sentindo intimidado por alguma coisa”, declarou o denunciante.
Segundo o presidente da CP Augusto Jesus, a comissão terá alguns procedimentos como oficiar a polícia civil.

“A Comissão vai encaminhar cópia da denúncia do Marcelo contra o prefeito Francisco Pereira de Souza, o Testinha e solicitaremos auxílio para a proteção física do denunciante, pois uma ameaça dessas é uma coisa muito séria, porque antes desse processo o Marcelo nunca tinha sofrido nenhum tipo de ameaça”, declarou Augusto.

No decorrer da manhã, a CP ouviu mais três testemunhas os funcionários da empresa Transbahia José Gomes dos Santos, Edson Jorge do Nascimento e Jorge Sebastião de Oliveira, e encerraram a primeira fase dos trabalhos.

“A primeira fase dos trabalhos foi concluída hoje e todos que foram ouvidos trouxeram informações importantes e necessárias para o processo. O próximo passo da comissão será chamar alguns secretários da prefeitura, o sócio e representante da TB, e também o encarregado que os funcionários citaram durante os depoimentos”, acrescentou Augusto. Os próximos depoimentos estão marcados para a próxima sexta-feira, na Câmara de Poá.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poá

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Maluf e Tuma responderão por ocultar mortos na ditadura

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) ofereceu hoje denúncia à Justiça Federal contra o ex-governador de São Paulo, deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), e o senador Romeu Tuma (PTB-SP) por ocultação de cadáveres durante o período da ditadura militar no Brasil (1964-1985). Além dos dois parlamentares, foram denunciados em duas ações civis públicas o ex-prefeito da capital paulista Miguel Colasuonno, o médico legista e ex-chefe do necrotério do Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo Harry Shibata, e o ex-diretor do Serviço Funerário Municipal Fábio Pereira Bueno.



O MPF-SP requer na Justiça que os cinco percam suas funções públicas e o direito à aposentadoria, bem como sejam condenados a reparar danos morais coletivos, mediante indenização de, no mínimo, 10% do patrimônio pessoal de cada um. Por se tratar de ações civis públicas, a iniciativa não ameaça os mandatos de Tuma e Maluf, protegidos pela Constituição Federal. A procuradora responsável pelo caso, Eugênia Augusta Gonzaga Fávero, propôs que as indenizações sejam revertidas em medidas que preservem a memória das vítimas da ditadura.


Nas ações entregues à Justiça, o MPF-SP afirma que desaparecidos políticos foram sepultados nos cemitérios de Perus e Vila Formosa, na capital paulista, de forma "ilegal" e "clandestina", com a participação do IML e da Prefeitura de São Paulo. Segundo a procuradora, ambos contribuíram para que as ossadas permanecessem sem identificação em valas comuns dos cemitérios e atestaram falsos motivos de morte a vítimas de tortura. De acordo com a denúncia, o legista Harry Shibata teria ocultado os reais motivos dos óbitos de inúmeros militantes políticos, como, por exemplo, do jornalista Vladimir Herzog.


O MPF-SP aponta que Paulo Maluf, quando era prefeito, ordenou a construção do cemitério de Perus. De acordo com as ações, algumas valas do recinto tinham quadras marcadas específicas para receber a ossada de "terroristas". Os documentos entregues à Justiça apontam ainda que o projeto original do cemitério previa um crematório, mas a Prefeitura desistiu após a empresa contratada ter estranhado o plano, que não previa um hall para orações. De acordo com o MPF-SP, o governo municipal chegou a fazer sugestões buscando mudar a legislação para dispensar a autorização da família para realizar procedimento, o que possibilitaria que indigentes fossem cremados.


As denúncias salientam ainda a participação nas operações de agentes do Departamento Estadual de Ordem Política e Social, o Deops, órgão estadual de repressão que teve como chefe o atual senador Romeu Tuma. Segundo o MPF-SP, há documentos que comprovam a ocorrência de interrogatórios "sob tortura" na instituição e que demonstram que Tuma tinha conhecimento das várias mortes ocorridas sob a tutela de policiais do Deops, mas não as comunicou aos familiares dos mortos.


As ações civis públicas oferecidas hoje pelo MPF não são as primeiras que procuram responsabilizar o Estado pela ocultação da ossada de perseguidos políticos. No Distrito Federal tramita ação, com atuação do MPF-DF e do MPF-PA, para identificar guerrilheiros e moradores da região do Araguaia, mortos na ofensiva do governo para exterminar a guerrilha na década de 1970. No Rio Grande do Sul, o MPF pediu a abertura de inquérito para que sejam apuradas as reais circunstâncias da morte do presidente João Goulart, na Argentina, em 1976.


"Depois de 39 anos, abordar de forma leviana um assunto dessa natureza é no mínimo uma acusação ridícula", disse Maluf, em nota. A reportagem procurou Tuma, mas o senador estava em voo. Segundo sua assessoria, Tuma ainda não recebeu informações sobre a denúncia.

Fonte: Agência Estado

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Aonde estão os homens...

"Aonde estão os homens que tem o dever e a obrigação de fazer mudar essa realidade... Aonde estão? Eu sei que ainda existe alguém, honesto, honrado e de bem que ama o Brasil de verdade"




R$ 222.000.000,00

Esta é a previsão orçamentária para o ano de 2009 em Poá, ou seja, Duzentos e Vinte e Dois Milhões de Reais.

Este é o dinheiro que a cidade de Poá arrecada via tributos, o qual o cidadão tem que pagar. Claro que tem também os tributos do Estado de São Paulo, e os da União, mas vamos nos ater a priori na cidade.

Conversando ontem com um cidadão, o qual sofreu na pele a perseguição do AI5, profundo conhecedor da política da cidade, falávamos sobre o valor de R$ 222.000.000,00 - o qual a cidade arrecadou neste ano, ou quase arrecadou, afinal, é previsão.

No política, vemos uma boa parte de pessoas, empresários, políticos, comerciantes, representantes de ong's, presidentes de SAB's, times de futebol, escolas de samba, partidos políticos (seus donos e diretoria) ou seja, tem um monte de gente querendo um pedaço do bolo, querendo como dizem, pegar uma tetinha da gorda vaca orçamentária da cidade.

Mas como eu e este caro colega conversávamos, não temos visto as forças vivas da cidade exercer o seu papel de fato, sendo participativos em todas ações da cidade.

Cada um quer ver a sua conveniência particular, e o coletivo que se afunhenhe. Ao menos é isto que esta sendo demontrado na cidade.

Outros acham, que o prefeito e ou secretário, tem um cofre, ou telões de vales, para atender suas necessidades e demandas.

Mas afinal, qual é o destino real desta vultuosa soma de dinheiro, a qual sai do bolso de todos os cidadãos?

Como pode o cidadão ter parte no feito? Ou será a função dele apenas pagar seus tributos?

Porque os vereadores não podem gerenciar esta verba?

O prefeito pode fazer o que quiser com esta grana toda?

O Bairro a Bairro é feito com este dinheiro?

Para onde foi ou vai este dinheiro?



PRESTAÇÃO DE CONTAS

Então fica a pergunta no ar. O que o prefeito Franscisco Pereira de Sousa (com s), o Testinha, fez com este valor?

Onde o valor de R$ 222.000.000,00 foi investido?

No ônus da prova, cabe ao prefeito municipal, informar a população, onde foi gasto tal valor.




Para melhorar mais o vosso conhecimento sobre orçamento, veja os links abaixo.


http://www.votoconsciente.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=226&Itemid=61


http://www.cartilha.blogger.com.br/cartilha2a.htm#11










Televangelismo: Entenda porque querem acabar com os programas evangélicos na TV

Bandeirantes, Gazeta, Rede TV!, Record e Rede 21 ocupam parte da programação com cultos de igrejas e telecomércio. Lei, de 1962, não aborda venda da programação e não é clara sobre cota de publicidade; lucro das TVs com a prática é polêmico.

É só zapear o controle remoto e constatar: na TV aberta o que não falta é programa religioso e de venda de produtos.

Levantamento feito pela Ilustrada, da Folha de São Paulo, com base na programação de São Paulo de 8 a 14 de novembro, mostra que Rede TV!, Record, Gazeta e Band ocupam entre 23% e 30% da grade semanal com programas religiosos.

E a Rede 21, do grupo Bandeirantes, tem só 30 minutos diários de programação própria, o restante tomado pela Igreja Mundial do Poder de Deus.

Dentre os programas exibidos nessas emissoras estão os cultos como os da Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo (dono da Record), e os da Igreja Internacional da Graça de Deus, de R.R. Soares.

Além disso, Rede TV! e Band têm espaços alugados para programas de vendas, 10% e 6% do total da programação, respectivamente. Já a Gazeta ocupa 29% da semana com venda de produtos -isso sempre sem contar intervalos comerciais-, sendo que a própria emissora produz os programas.

Nesse telecomércio, tem de tudo. Liquidação de roupa, panelas fritando ovo ao vivo e lançamentos de condomínios etc. As TVs se aproveitam de um vácuo na legislação para alugar parte de seus horários a igrejas e a empresas de venda de produtos. A lei, de 1962, não trata do tema. Diz apenas que no máximo 25% da programação pode ser ocupada por “publicidade comercial”, sem deixar claro o que isso quer dizer.

As emissoras podem estar em situação irregular ou não, dependendo da interpretação.

A venda de espaço para igrejas entra na cota de 25%, visto que o canal tem um lucro? Os programas de vendas entram? Ou “publicidade comercial” são apenas os intervalos? Eis o nó.

O governo vai entrar na polêmica

A ideia é regulamentar a comercialização do tempo de programação, uma vez que canais abertos são concessões públicas, reforçar a fiscalização do limite de 25% de publicidade e deixar claro o que entra na cota.

A proposta, da Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência, será apresentada em dezembro na Conferência Nacional de Comunicação, convocada por Lula. O documento, obtido pela Folha, fala em “coibir a comercialização do tempo de programação”. “A concessão é dada a uma pessoa jurídica sob certas condições. Não tem sentido subcontratar”, diz Ottoni Fernandes, secretário-executivo da Secom. O texto fala também em “regular a prática de proselitismo religioso”. “Estamos propondo a discussão. Concessão pública implica, em tese, ser destinada a programas informativos, culturais”, afirma Fernandes.

Para o sociólogo e professor de comunicação da USP Laurindo Lalo Leal, “uma TV aberta arrendar horários para igrejas ou vender tapete e joia 24 horas por dia contraria a lei”.

“Esses programas de venda de produtos e os que as igrejas colocam no ar porque pagam ao canal deveriam ser computados nos 25% de espaço comercial permitidos pela lei hoje em vigor”, afirma Leal.

Além disso, ele acredita que “alugar o horário é sublocação de concessão pública”, diz Leal, que é ouvidor da TV Brasil.

O professor de direito da PUC Celso Antonio Bandeira de Mello não vê problemas: “Apesar de ser concessão pública, estamos no ramo de empresas privadas de TV, previsto pela Constituição. A liberdade de comunicação não pode ser cerceada”.

Com isso, opina, o aluguel de horários na TV a igrejas não pode ser considerado violação do princípio do Estado laico.

As TVs negam praticar irregularidades.

Redes dizem que precisam de verba

A Rede TV! e a Gazeta foram claras sobre por que alugam horários para igreja e programas de venda: é questão de sobrevivência.

“Temos a Globo com 43% de ibope, que fica com 80% da verba do mercado publicitário. Enquanto a distribuição dessa verba não for equilibrada, as outras têm que fazer isso para sobreviver, até para que não haja no país um só microfone”, diz Kalled Adib, superintendente de operações da Rede TV!.

“Os programas de venda dão audiência e faturamento. O telespectador está com o controle remoto na mão. Quem perde com isso? Precisamos de dinheiro para produzir nossa programação.”

Segundo ele, o plano é reduzir o espaço alugado por programação própria.

Superintendente comercial da Gazeta, Luiz Fernando Taranto Neves também afirma ter planos de reduzir o espaço de programas de venda: “Fazer TV é caro. A venda de produtos é um modo de ganhar dinheiro e ir melhorando a programação. Já trocamos, aos sábados, o “Best Shop” por futebol”.

Ele ressalta que a produção dos programas de venda é da própria Gazeta. “Temos um “call center” com 300 funcionários, vendemos e entregamos os produtos. Como são programas nossos, posso tirar do ar quando quiser. É diferente de alugar o horário, quando precisamos respeitar o contrato.”

A Band, dona também da Rede 21, enviou e-mail, por meio da assessoria: “Ciente de seu papel na sociedade, a Abra (Associação Brasileira de Radiodifusores) aceitou o convite do presidente da República para debater as comunicações brasileiras na Confecom [Conferência Nacional de Comunicação]. A Band, que integra a Abra com a Rede TV!, está disposta a discutir os temas mais importantes do setor, ao contrário da mídia impressa, que preferiu ausentar-se do debate”.

A Record também se pronunciou por e-mail, via assessoria de comunicação: “A Record cumpre todas as determinações da legislação em vigor”.

Fonte: Folha de São Paulo/Gospel+

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Após ameaça Comissão Processante convoca denunciante para um novo depoimento

A Comissão Processante (CP), composta pelos vereadores Augusto Jesus da Silva (PRB), Azuir Marcolino Cavalcante (PTB) e Edison Rodrigues (DEM), respectivamente presidente, relator e membro, ouvirá novamente nesta sexta-feira (27), o depoimento do denunciante Marcelo de Lima Ferreira.

“Na manhã desta terça-feira (24) Marcelo recebeu uma ligação, onde o autor o ameaçou dizendo que ele estava se metendo no lugar e com a pessoa errada, e que ele iria morrer. O denunciante fez um boletim de ocorrência e entregou para a comissão para ser anexado ao processo. Com os acontecimentos noticiados hoje na televisão e nos jornais da morte do Zé Carlos Sem Terra, aconselhamos o Marcelo a tomar algumas precauções”, declarou Augusto.

Segundo o presidente da comissão, o denunciante tem informações importantes para acrescentar ao processo.

Além do depoimento do Marcelo, comparecerá na Câmara para depor o José Gomes dos Santos funcionário da TB.

Caso Transbahia

A CP investiga a denúncia sobre a contratação emergencial irregular da empresa Transbahia Paulista Transporte e Remoção de Resíduos Poá, para a prestação de serviços de limpeza e conservação de vias e espaços públicos da cidade.

“A comissão começou os trabalhos no início de outubro, depois do depoimento do denunciante ouvimos um ex-funcionário da empresa Transbahia, e na última semana o Antônio Carlos que é funcionário da TB, todos os depoimentos foram muito importantes para o andamento dos trabalhos. Encontramos algumas dificuldades em ouvir outros funcionários da empresa Transbahia que foram convocados novamente e devem comparecer nesta sexta também”, acrescentou Augusto.

A Comissão Processante foi formada no dia 29 de setembro, em sessão ordinária, e poderá ao final dos 90 dias, cassar o mandato do atual prefeito Francisco Pereira de Souza (PDT), o Testinha.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Poá

Agora Portal do Governo de SP permite comentários nas matérias

O Portal do Governo do Estado de São Paulo criou mais uma ferramenta para ampliar a interatividade com o usuário. A partir de agora os internautas podem fazer comentários nas reportagens veiculadas pelo site. Para deixar a opinião sobre os textos ou sobre o conteúdo das matérias, basta fazer um cadastro no próprio Portal e deixar mensagens.

Ao final de todos os textos, há um menu com as seguintes opções: "Comente", "Faça seu cadastro" e "Atualize seus dados". Para começar a comentar, o usuário deve clicar na segunda opção e preencher uma ficha cadastral com informações pessoais como nome, endereço, telefone e cidade onde mora. Também é necessária a escolha de uma senha de acesso.

Feito isso, basta navegar pelo Portal e emitir opiniões sobre o conteúdo. Para deixar seu recado, você deve escolher a opção "Comente", localizada à esquerda do menu. Nesse passo, o sistema vai solicitar seu login - que nada mais é que o e-mail cadastrado - e a senha. Vale lembrar que mensagens com palavras de baixo calão serão excluídas do sistema.

Caso você queira atualizar seus dados, basta escolher a terceira alternativa do menu - "Atualize seus dados". Nessa etapa, o usuário deve mencionar apenas o e-mail. É importante manter suas informações em dia para continuar recebendo os informativos do Governo do Estado de São Paulo.

Portal no celular

Desde o final de julho, uma versão exclusiva do Portal do Governo de São Paulo também pode ser acessada pelo celular. Para navegar, basta o usuário ter um aparelho móvel com acesso à internet. A opção customizada do site disponibiliza notícias sobre áreas como saúde, educação, segurança, infraestrutura, saneamento básico, além de informações de todas as Secretarias e órgãos estaduais.

O sistema foi elaborado para funcionar nos equipamentos de telefonia móvel e de comunicação mais comuns do mercado - entre eles os pagers, netbooks, smartphones (como o iPhone) e PDAs (Assistentes Digitais Pessoais). Para acessar o site do Governo de São Paulo pelo celular, basta digitar no browser (navegador) o endereço m.saopaulo.sp.gov.br.

O sistema entra diretamente na página eletrônica, na qual o internauta visualiza todas as matérias com fotos, além de uma lista de "mais notícias" com as principais informações da home do Portal. Na tela do celular, o usuário tem acesso ainda às redes sociais nas quais o Governo de São Paulo possui perfis - Twitter, Orkut, Facebook, Flickr e Orkut.

Redes Sociais

Para completar o pacote de serviços oferecidos via internet, o Portal do Governo de São Paulo mantém perfis ativos em redes sociais. No Twitter, são 7.739 seguidores*. No YouTube, há 164 vídeos inscritos e 8.586 visualizações*. Criado em junho de 2009, o perfil do Flickr do Governo de SP já contabiliza 8.497 visualizações*. Para completar, o Portal mantém ainda em constante atualização perfis ativos no Facebook e no Orkut.

*Números referentes a 20 de agosto às 13h. Dados em constante atualização.

Fonte: Governo do estado de São Paulo

Ex-vereador Zé Carlos Sem Terra é executado com cinco tiros em Itaquaquecetuba

Ex-vereador de Itaquaquecetuba é morto

Zé Carlos Sem Terra, de Itaquaquecetuba, levou quatro tiros




O ex-vereador de Itaquaquecetuba José Carlos Ferreira da Silva, conhecido como Zé Carlos Sem Terra, foi morto a tiros, por volta das 19h desta segunda-feira (23), no Jardim Amaral, em Itaquaquecetuba, cerca de 45 quilômetros de São Paulo. Silva, que também era sindicalista, foi atingido por quatro tiros.

Ele saiu do trabalho em seu carro e seguia para casa, quando foi atacado. Segundo testemunhas, dois homens surgiram em um carro branco, um deles desceu e atirou. Ele não chegou a ser socorrido. Os suspeitos fugiram.

Além de diretor de Habitação de Itaquá, ele foi ex-vereador da cidade pelo PSB e consultor da Secretaria de Habitação, chefiada por Raimundo Cassiano de Assis. Mas, a notoriedade na região veio com o envolvimento com grupos sociais ligados à luta por moradias populares.

O crime foi registrado no Distrito Policial do município e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. O corpo de Zé Carlos Sem Terra será velado na Câmara Municipal de Itaquaquecetuba.

Perfil

Além de atuar como uma espécie de diretor da Secretaria de Habitação, Zé Carlos também era presidente do Movimento Nacional dos Desempregados do Brasil e presidente do PSB de Itaquaquecetuba.

Ele começou ganhar destaque ao comprar brigas com as autoridades em prol de melhorias no setor habitacional. Uma delas foi com o prefeito de Poá, Francisco Pereira de Sousa, o Testinha (PDT), e outra com o já falecido ex-prefeito de Mogi das Cruzes Waldemar Costa Filho.

Fonte: R7

Assessor teria feito ameças

Segundo o jornalista Luciano Faccioli, que apresenta o programa SP no ar, na TV Record, informou no programa hoje, que havia informações, de que o um assessor do prefeito de Poá havia feito ameaças a Zé Carlos, o que torna muito sério este tipo de comentário, o qual tem que ser apurado com rigor.

Repercução na mídia

O fato foi e esta sendo destaque em vários canais de comunição, confira nos links abaixo a repercussão do assassinato do ex-vereador e líder habitacional Ze Carlos Sem Terra

http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/corpo-de-vereador-e-velado-na-camara-de-itaquaquecetuba-20091124.html


http://br.noticias.yahoo.com/s/24112009/25/politica-ex-vereador-morto-tiros-itaquaquecetuba.html


http://www.tribunadonorte.com/index.php?setor=DETALHESNOTICIA&nid=481102


http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/ex-vereador-e-morto-no-interior-20091123.html


http://www.diariodoaltotiete.com.br/materia.aspx?id=25383


http://www.jpjornal.com.br/capa/default.asp?acao=viewnot&idnot=128483&cat=114


http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/11/24/ex+vereador+e+morto+a+tiros+em+itaquaquecetuba+sp+9159931.html


http://portal.rpc.com.br/jl/online/conteudo.phtml?tl=1&id=947742&tit=Ex-vereador-e-morto-a-tiros-em-Itaquaquecetuba


http://maiscomunidade.com/conteudo/2008-05-19/brasil/34869/EXVEREADOR-E-MORTO-A-TIROS-EM-ITAQUAQUECETUBASP.pnhtml


http://www.jornalalobrasilia.com.br/ultimas/?IdNoticia=40170

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Trabalho sério da Defesa Civil

Em Governador Valadares (MG), à beira do Rio Doce, a Defesa Civil apresentou um plano de prevenção para ser implantado na cidade


Cada caso é um caso

Quem nunca errou? Atire a primeira pedra.

Em todas as profissões, o qual abordo aqui, é que quando se procura um profissional, sempre esperamos o melhor, mas nem sempre temos os serviços como estava dentro do nosso pensamento, e por vezes, achamos que o outro tem que adivinhar o que temos em nosso pensamento.

Mas em toda classe profissional, tem os melhores, os bons, os regulares, os ruins e os péssimos. Vejam os policiais lá do 17 que tinham ligação com o partido do crime.

Mas isto não é de hoje, existe desde a fundação do mundo, onde Caim matou Abel, por simples inveja.

E nos dias de hoje, o ser humano não tem tanto humanismo, onde as vezes vemos os animais terem mais humanismo do que o próprio ser humano, onde que matar, destruir, ou seja, quer tirar do circuito o seu semelhante, por não ter afinidade, por não concordar com a idéia, pensamentos, modo de ser, etc.

Faço tal reflexão, pois no post acima, os assuntos foram todos misturados, e mais uma vez, a fé evangélica, foi enxovalhada.

Não sou da igreja Universal, mas tenho muitos amigos e todos la são meus irmãos de fé no Salvador Jesus Cristo, mas dizer que arrancam dinheiro do povo, isto mostra a violência, que esta incutida no subconciente de pouquíssimas pessoas, que gostam de rir, e ver a desgraça alheia, e vem descaradamente, dizer que o Bispo Edir Macedo é demônio?

Seria Inveja?

Ou talvez tenha em seu curriculo, fatos relavantes e maiores que possa poder julgar o homem que disse na Revista Veja, que era o estrume do cavalo do bandido.

O que não pode fazer, é misturar tudo, nivelando igualitariamente. Pois cada caso é um caso. Mas tal fato mostra, para que a sociedade realmente veja quem são seus membros.

Mas se alguma igreja encostou o revolver na sua cabeça, e ou violentamente um pastor ou obreiro lhe arrancou dinheiro de forma violenta, que atire a primeira pedra, e cobre seus direitos. Humanos

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Folha de São Paulo assume erro em reportagem contra a Record

A Folha de S.Paulo admitiu nesta quarta-feira (18) que errou na notícia que publicou ontem contra a Rede Record. O jornal e o portal UOL afirmaram na terça-feira (17) que “contas da Universal movimentaram R$ 1,4 bi” no exterior, dinheiro que teria sido desviado de doações religiosas para, entre outras finalidades, comprar a emissora de televisão.

No mesmo dia, reportagem do R7 revelou que o Grupo Folha manipulou a informação. O título induziu o leitor a acreditar que todo o valor foi movimentado por representantes da Universal. Na verdade, o próprio texto da reportagem afirmava que “nem todo o dinheiro está relacionado à Universal. Há indícios de que se tratava de ‘contas-ônibus’, que abrigam recursos de diferentes empresas e pessoas brasileiras”.

Ou seja, as contas não são “da Universal”, segundo a própria matéria publicada por Folha e UOL. Nem mesmo há provas de que a Igreja Universal enviou dinheiro ilegalmente ao exterior, conforme denúncia apurada e arquivada pelo Supremo Tribunal Federal.

A denúncia do R7 repercutiu em diversos sites especializados em mídia. Procurada na terça-feira (17) pelo R7, a Folha não se manifestou.

Em nota de apenas sete linhas, na coluna “Erramos” desta quarta, que fica no canto inferior da terceira página do jornal, a Folha tentou se retratar do erro cometido. A reportagem contra a Record ocupou meia página de destaque no seu principal caderno.

Diz a nota em que o jornal admite o erro: “O título ‘Contas da Universal movimentaram R$ 1,4 bi’ estava errado. A reportagem mostrou que, segundo o Ministério Público de SP, contas bancárias de doleiros podem ter abastecido outros correntistas, e não só a Universal”.

O comportamento do Grupo Folha causou revolta no departamento jurídico da Rede Record.

Em comunicado, Edinomar Galter, diretor jurídico da emissora, afirmou que “até um estudante de jornalismo do primeiro ano sabe que aquele título estava errado. É muito infantil. Foi claramente manipulado dentro da redação da Folha. Isso denuncia a grave crise de credibilidade do jornal e o claro objetivo em atacar a Record”.

- É como no caso da Globo. Como acreditar que a reportagem do Jornal Nacional também foi um “erro”?

Reportagem da Record, veiculada no último domingo (15), mostrou manipulação em uma matéria da TV Globo sobre a investigação contra a Record.

Folha e Globo são sócias no jornal Valor Econômico e têm se aliado constantemente em ataques infundados contra a Rede Record.

- Por que isso acontece justamente nos momentos em que a Record mais cresce em audiência e faturamento em todo o país? O que está por trás desse complô entre Globo e Folha?

O Departamento Jurídico da Record analisa as medidas judiciais cabíveis contra o Grupo Folha e a TV Globo.

Fonte: R7

Congresso discutirá noticiário sobre religião na grande imprensa

Igrejas na Imprensa. O noticiário sobre religião em foco” será o tema da 4ª edição da Conferência Brasileira de Comunicação Eclesial (Eclesiocom – 2009), que acontece no dia 24 de novembro, no Campus Rudge Ramos da Universidade Metodista de São Paulo. A série de palestras é promovida pela Cátedra UNESCO/METODISTA de Comunicação e Desenvolvimento Regional, com o apoio das Faculdades de Comunicação e de Teologia e terá a participação de importantes pesquisadores da área, como Fernando Altemeyer, da PUC-SP, e Leonildo Silveira Campos, da Metodista, além da contribuição de quem atua na grande imprensa, como o editor da revista Carta Capital, Gilberto Nascimento.

O objetivo do evento, de acordo com a coordenadora Magali do Nascimento Cunha, é consolidar o campo acadêmico de pesquisa entre comunicação e religião e, nesta edição, particularmente, estudar como tem sido o tratamento da grande imprensa ao fenômeno da religião no Brasil.

Os organizadores prometem que a ocasião será uma excelente oportunidade de formação para estudantes e professores de jornalismo, teologia e ciências da religião, assim como atenderá as expectativas de jornalistas que cobrem o assunto na grande imprensa.

Fonte: Portas Abertas

Folha de São Paulo reconheçe que errou em matéria contra Igreja Universal

Jornal reconhece que deu notícia falsa contra a Igreja Universal

A folha de São Paulo reconheceu que errou em matéria publicada na última terça-feira, 17, contra a Igreja Universal. A correção veiculada um dia depois afira que o título ‘Contas da Universal movimenta R$ 1,4bi’ estava errado, já que a reportagem dizia que as contas abrigavam recursos de diferentes empresas e pessoas brasileiras. “Nem todo dinheiro é relacionado a Universal” afirmou o jornal.

O erro foi indicado através de uma matéria publicada no portal da Record, o R7, no qual a emissora acusa a Folha de se unir a Globo numa “campanha difamatória”.

“No meio da própria reportagem, a Folha se desmente (...) As contas não são da Universal, segundo a própria reportagem. Nem mesmo há provas de que Igreja Universal tenha enviado dinheiro ilegalmente ao exterior”, apontou a Record

Fonte: Comunique-se/Via Creio

Câmara derruba PEC que acaba com foro privilegiado

A Câmara derrubou ontem à noite proposta de emenda à Constituição (PEC) que acabava com o privilégio de autoridades dos três Poderes de serem julgadas criminalmente apenas em tribunais superiores ou de segunda instância, o chamado foro privilegiado. A proposta foi rejeitada por 260 votos a favor, 121 contra e 31 abstenções - eram necessários, no mínimo, 308 votos favoráveis para aprovar a emenda.

Na prática, a PEC beneficiava, por exemplo, os 39 réus do escândalo do mensalão, que respondem a processo no Supremo Tribunal Federal (STF). Se promulgada a emenda, o processo dos mensaleiros sairia do Supremo e iria para a Justiça de primeira instância, onde recomeçaria praticamente do zero. "Essa emenda era para salvar o pessoal do mensalão porque o processo teria de ser iniciado novamente e aí ia demorar uns 50 anos para eles serem julgados. Essa proposta é uma chicana", disse o líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), que recomendou o voto contra a proposta.

"Perdeu-se uma grande oportunidade de acabar com o foro privilegiado para as autoridades", lamentou o deputado Régis Oliveira (PSC-SP), relator da emenda constitucional. Segundo ele, sua proposta acelerava a tramitação dos processos contra autoridades ao prever a criação de varas especializadas em crimes contra a administração pública.

Irritado com a derrubada da emenda, o líder do PR, deputado Sandro Mabel (GO), decidiu retaliar e recomendou o voto contrário à PEC que cria um regime especial para o pagamento de precatórios (dívidas decorrentes de sentenças judiciais) devidos pelos Estados e municípios. Preocupados

com a eventual rejeição da PEC dos precatórios, que seria votada ontem em segundo turno, os partidos da base aliada decidiram acabar com a sessão, entrando em obstrução e, dessa forma, não dando quorum para a apreciação, ontem, da proposta.

Fonte: Agência Estado

Sistema de cotas para negros divide opiniões no país

O sistema de cotas para negros nas universidades públicas ainda divide as opiniões no Brasil. Quem entra pelas cotas precisa estudar muito e vencer o preconceito


quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Diga sim ao diploma de jornalista - CCJ da Câmara aprova PEC que prevê exigência de diploma para jornalistas

Brasília - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou hoje (11) a proposta de emenda à Constituição (PEC) que torna obrigatório curso superior para o exercício da profissão de jornalista. Agora será criada um a comissão especial da Câmara que terá o prazo de 40 sessões para analisar a matéria.

A PEC 386/09 estabelece a necessidade de curso superior em jornalismo para o exercício da profissão. Há quatro meses, o Supremo Tribunal Federal derrubou a obrigatoriedade do diploma. Um dos argumentos é o de que legislar sobre o assunto seria uma tentativa de restrição da liberdade de expressão, prevista na Constituição.

Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Conferência debate qualidade do serviço público

Brasília - O Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado promove hoje (10) e amanhã, no Auditório Petrônio Portela, do Senado, conferência para discutir a qualidade do serviço público e os gastos com a máquina administrativa.

O subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil, Luiz Alberto dos Santos, falará sobre Meritocracia e Reforma Administrativa.

À tarde, o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann, discute com o deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP) e o economista Roberto Piscitelli os efeitos da crise econômica mundial.

Uma palestra do secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Marcelo Viana Estevão de Moraes, encerra o primeiro dia de debates.

Fonte: Agência Brasil

Erro do Tribunal de Justiça de São Paulo, inocenta guarda condenado em 1959

Um erro do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) fez com que o agente da extinta Guarda Civil Mauro Henrique Queiroz, condenado em 1959 por ato obsceno contra uma menina de 11 anos, fosse inocentado mais de meio século depois.

O placar do julgamento, ocorrido em janeiro de 2008 no 3º Grupo de Câmaras Criminais, foi de 12 a 2, contra o pedido de revisão feito pela defesa do réu. Na ata da sessão, no entanto, constou como se todos os desembargadores tivessem votado pela absolvição de Queiroz. A presidência do TJ-SP já determinou a abertura de investigação interna para tentar descobrir o que motivou a falha no processamento do resultado.

Na quinta-feira, 13 dos 14 desembargadores que participaram da sessão em 2008 voltam a se reunir para reafirmar seus votos e retificar a ata do julgamento. O único que não estará presente será o então presidente da sessão, desembargador Antonio Carlos Debatin Cardoso, que se aposentou. A sindicância está sendo conduzida pelo desembargador José Damião Pinheiro Machado Cogan, que preside o 3º Grupo de Câmaras Criminais. Foi ele quem, lendo reportagem publicada no dia 1º pelo jornal "Folha de S. Paulo" sobre a saga da família de Queiroz para provar a inocência dele, percebeu o erro e comunicou ao presidente do TJ-SP, desembargador Roberto Antonio Vallim Bellocchi.

História

O episódio que resultou na condenação do guarda ocorreu em 22 de janeiro de 1957, quando ele se dirigia para o trabalho. Dentro do ônibus, havia seis homens da Força Pública, todos fardados. Na época, a corporação dividia com a Guarda Civil o trabalho de policiamento da capital - o que acirrava rivalidades de lado a lado.

De repente, um homem começa a xingá-lo. Preso em flagrante pelos policiais da Força Pública, Queiroz foi acusado de se esfregar numa garota de 11 anos. Em um quartel da Força Pública, a versão se torna ainda mais grave: além de se encostar na menina, ele teria colocado o pênis para fora e esfregado no braço dela. Diante de depoimentos conflitantes, Queiroz acabou absolvido em 1ª instância. Mas o recurso da Promotoria acabou acolhido pelo tribunal, que o condenou a seis meses de detenção, suspensa por dois anos sob a condição de comprovar suas atividades a cada seis meses.

Em 1998, pouco antes de morrer vítima de um câncer no intestino, Queiroz revelou ao filho Amauri sua luta até então silenciosa contra um crime que não cometera. A promessa do filho era de que faria de tudo para corrigir a injustiça. Conseguiu até localizar a suposta vítima de seu pai, que disse em novo depoimento à Justiça que o guarda era inocente.

"Esse erro do tribunal é gravíssimo e não vou deixar barato", disse o advogado Álvaro Nunes Júnior. "Quando vi o resultado a favor do meu cliente, me surpreendi, claro. Mas imaginei que tivessem voltado atrás. Isso tudo cria uma instabilidade jurídica sem precedentes.

Fonte: Agência Estado


Justiça X inJustiças

O erro humano, pode ser acontecido a qualquer momento, mas ele esta muito mais propício, quando se deixa lever pela emoção, mentira ou omissão, da realidade dos fatos, claro.

Quantas vezes, já não vimos na mídia, pessoas inocentes presas, e algumas até mortas, e disto, sabe bem quem viveu na época do AI 5.

E a Escola Base, onde foi um dos maiores casos de injustiça da sociedade paulista, onde o povo agiu pela emoção, sem ter conhecimento da real razão dos fatos.

E por falar em agir pela emoção, ou seja, ir no embalo sem apurar o(s) fato(s) em sim, onde em um verdadeiro ato de Maria vai com as outras (coitada das Marias), e em um ato insano, se toma medidas incoerentes com a realidade dos fatos.

Veja o caso da estudante de Turismo da Universidade Bandeirante (Uniban) Geisy Villa Nova Arruda, de 20 anos, a qual no dia 22 de outubro de 2009, teve que ser escoltada pela Polícia Militar, por um ato insano de colegas, onde foi expulsa, e agora, a própria unidade de ensino, teve que voltar atrás.

Até quando membros da sociedade irão tomar decisões pela razão? e não primando pela razão?

Adilson santoS

Empresário muda vida de homem que planejava sequestrá-lo

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Bíblia completa na voz de Cid Moreira



Chega ao fim o ambicioso projeto que uniu a Sociedade Bíblica do Brasil à voz mais conhecida dos brasileiros. A Bíblia em Áudio em MP3 será lançada em 9 de novembro, no Rio de Janeiro.

Resultado de cinco anos de dedicação, chega ao mercado a gravação completa das Sagradas Escrituras, projeto inédito que uniu a Sociedade Bíblica do Brasil à voz mais célebre do país, a de Cid Moreira. Apresentada em formato MP3, a Bíblia em Áudio, na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), é a única versão gravada deste texto bíblico, preparado especialmente para ser lido em voz alta, propiciando fácil entendimento. Versátil, pode ser ouvida no carro, durante a prática de esportes ou em momentos devocionais. É apresentada em dois formatos – 9 CDs-ROM ou 1 DVD – e reúne mais de 135 horas de gravação, que remetem o ouvinte aos tempos bíblicos com o auxílio de uma trilha sonora exclusiva. O lançamento da Bíblia em Áudio acontece no dia 9 de novembro, às 19h30, no Centro de Convenções do Barra Shopping, no Rio de Janeiro, com a presença de Cid Moreira.

Concebida como uma coleção de CDs, a Bíblia em Áudio ganhou o formato MP3 para acompanhar a evolução da tecnologia. Além de conter o texto integral do Livro Sagrado e oferecer a alta qualidade de som da gravação digital, a nova mídia tem o mérito de tornar a obra mais acessível, reduzindo custos. “Desde 2004, estamos empenhados na realização desse projeto, que reafirma a missão da SBB, de levar as Sagradas Escrituras a todas as pessoas. A Bíblia em Áudio vem atender tanto a população jovem, que assimila novas tecnologias, como aquelas pessoas que não sabem ler ou têm alguma deficiência visual. É um novo paradigma na divulgação da Palavra de Deus”, afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.

Para Cid Moreira, a Bíblia em Áudio representa a realização de um sonho. “O apóstolo Paulo diz que a fé vem pelo ouvir. Então a minha vida não foi em vão. Vou deixar alguma semente, permitindo uma reflexão, a partir desta audição da Palavra de Deus. Estou feliz, sim”, comenta Cid Moreira.

O locutor ressalta também que o lançamento vai ampliar ainda mais o alcance da Palavra de Deus. “Acredito que esta obra vá chegar devagar e para sempre junto aos brasileiros cristãos. Mais pessoas, sem distinção terão acesso à Bíblia de forma completa e isso é maravilhoso”, comemora.

Desafio estimulante
Para se concretizar, o projeto contou com a dedicação de muitos profissionais e pessoas que amam a Bíblia. O início dessa produção só foi possível graças ao empresário Milton Afonso, que doou recursos que viabilizaram o lançamento do projeto. Um entusiasmado Cid Moreira concebeu as gravações de forma a criar as situações narradas na imaginação dos ouvintes.

Ao longo desses cinco anos, muitos foram os desafios. “Não foi fácil! Preparar todo o material, depois gravar uma voz guia para que o desenvolvimento das trilhas, enquanto dirigia as pessoas que interpretaram os personagens das histórias bíblicas. Muitos eram voluntários, sem experiência de interpretação. Foi uma vitória chegar aqui”, conta Cid Moreira, lembrando também a mudança de tecnologia, do CD ao MP3.

Para ele, a conclusão da Bíblia em Áudio reafirma o juramento feito no início dos anos noventa, quando gravou o Sermão da Montanha e completou 25 anos de Jornal Nacional. “Nem sempre era porta-voz de boas notícias. A partir de então, decidi levar o Evangelho a todas as pessoas até o último dia de minha vida”, revela.

A obra tem trilha sonora especialmente criada por Eugênio Dale e Suzanne Hirle. Além de fazer a narração, Cid Moreira assina a direção do projeto, que tem ainda diálogos gravados por Célio Moreira, Cévio Barros Cordeiro, Fermino Neto, Fátima Sampaio Moreira, Michelle Malinoski, Roger Moreira e Sérgio Azevedo, entre outros. Alexandre Franca, Coral Jovem do IACS, Coral Jovem do IPAE, Coral Jovem do Rio de Janeiro, Eugênio Dale, Rafaela Pinho e Suzanne Hirle fazem participação musical. Erní Seibert dividiu a supervisão geral com Sérgio Azevedo, Casarin Júnior e Rudi Zimmer.

Lançamento da Bíblia em Áudio NTLH MP3

Data: 9 de novembro de 2009
Horário: 19h30
Local: Centro de Convenções do Barra Shopping
Av. das Américas, 4666 – Centro Médico
Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ


Descrição do produto:
Título: Bíblia em Áudio NTLH em MP3
Narração: Cid Moreira
Tradução: Nova Tradução na Linguagem de Hoje – Sociedade Bíblica do Brasil
Categoria: Multimídia
Mídia/ISBN: 1- 9 CDs-ROM - 978-85-311-1218-8
2- 1 DVD - 978-85-311-1219-5

Código/Preço: 1- NTLH70BAMP3CD - R$ 59,90

2- NTLH70BAMP3DVD - R$ 59,90
Informações sobre pontos de venda podem ser obtidas pelo 0800-727-8888.

Distribuição para o Deficiente Visual
A Bíblia em Áudio será mais uma das obras que a SBB colocará à disposição do deficiente visual, por intermédio do programa Inclusão do Deficiente Visual. Com mais de 15 anos de existência, o programa visa garantir ao deficiente visual o acesso ao texto bíblico. Para isso, a SBB lançou, em 2002, a primeira Bíblia completa em braile em português, produzida na Imprensa Braile, implantada pela entidade especialmente para esse projeto. Hoje são mais de dois mil deficientes cadastrados no programa que recebem gratuitamente, a cada três meses, um dos volumes que integram os 38 que compõem a Bíblia completa. Além do material impresso, a SBB fornece material em áudio aos deficientes visuais que não sabem ler braile. A Bíblia em Áudio preencherá uma lacuna do programa Inclusão do Deficiente Visual, ao oferecer para esse público também o texto do Antigo Testamento em áudio.

A SBB
Fundada em 10 de junho de 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) é uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Além disso, por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira.

A SBB faz parte das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), uma fraternidade mundial de entidades, cuja fundação remonta ao século XIX e que foi criada com o objetivo de facilitar o processo de tradução, produção e distribuição das Escrituras Sagradas por meio de estratégias de cooperação mútua. As SBU congregam 145 Sociedades Bíblicas, atuantes em mais de 200 países e territórios, que são orientadas pela missão de promover a maior distribuição possível de Bíblias, numa linguagem que as pessoas possam compreender e a um preço que possam pagar.

Milhares devem morrer no Rio até Olímpiadas, diz jornal inglês

Milhares devem morrer no Rio até OlímpiadasO jornal inglês The Guardian publicou nesta quinta-feira uma matéria que faz paralelos com a recente guerra pelo controle de morros cariocas na zona norte do Rio de Janeiro. A matéria assinada pelo correspondente do diário na capital fluminense afirma que se “a violência continuar nos níveis atuais, milhares vão morrer antes do Jogos Olímpicos de 2016″. O periódico britânico afirma que o contato entre os pregadores evangélicos e traficantes “está gerando uma nova geração de traficantes evangélicos”.

“No mês passado, o Rio explodiu em comemorações após ter obtido o Jogos Olímpicos de 2016. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chorou. Copacabana irrompeu em uma chuva de confetes. Mas as celebrações foram de curta duração”, diz o jornal. “Duas semanas depois, a capital foi abalada por uma nova onda de violência após um helicóptero da polícia ser abatido durante uma batalha entre traficantes que matou três policiais. Os confrontos que se seguiram entre a polícia e as gangues de drogas levou a contagem de corpos para quase 50″, continua.

Segundo o jornal, um levantamento feito pela ONG Observatório de Favelas aponta para possíveis 40 mil homicídios no estado do Rio até 2016. Pelo menos 6 mil pessoas, segundo o jornal, deve ser mortos por “resistir à prisão” pela polícia, enquanto mais de 500 policiais também devem morrer em confrontos.

Para o Guardian, esses traficantes evangélicos “pintam suas comunidades com passagens da Bíblia e tatuam salmos em seus corpos, mas que se calam quando são perguntados sobre o Quinto Mandamento (não matarás)”, diz. “Esses homens queimam seus inimigos em cemitérios improvisados ou cortam os seus órgãos com machados”, completa. Um desses traficantes evangélicos Márcio da Silva Lima, o Tola. O jornal conta que “Tola equipou seus homens não apenas com armas, mas com bonés de beisebol pretos com as suas iniciais e a frase: “Deus existe”.


Fonte: Terra

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Poá sem C M I

Já por volta de uns dez diz, foi destruído pela atual administração municipal, o Centro Municipal de Informação, o qual após ter sido desativado como Base Comunitária da Polícia Militar, finalidade pela qual foi construída e inaugurada pelo meu amigo na época, Coronel Pintor.

Neste período, se não me engano entre 1999 a 2000, o local era usado pela Polícia Militar e Ronda Patrimonial da Cidade.

Se não me engano também, no ano de 2006 ou 2007, o local teve uma leve reforma, foi passada para a Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo, onde ficou como um Departamento do Turismo, e servia de orientação para os munícipes e ou pessoas em trânsito pela cidade, onde tinham em horário comercial e em épocas de festas, orientação, informação, sobre órgãos público, serviços essenciais, entre outros tipos de orientação.

No começo do ano de 2009, o local foi usado pela Secretaria de Segurança, onde sempre mantinha um funcionário ali, as vezes cochilando, e sem explicação nenhuma, e sem uma satisfação para a sociedade, foi derrubado o que la havia.

No local, quando foi passado para o Turismo da cidade, foi colocada uma placa de inauguração. E cade a placa? Como fica? É assim que funciona?

Comissão Processante de Poá investiga a denúncia da contratação emergencial irregular da empresa Transbahia Paulista Transporte e Remoção de Resíduos

A Comissão Processante (CP), composta pelos vereadores Augusto Jesus da Silva (PRB), Azuir Marcolino Cavalcante (PTB) e Edison Rodrigues (DEM), respectivamente presidente, relator e membro.

A CP investiga a denúncia sobre a contratação emergencial irregular da empresa Transbahia Paulista Transporte e Remoção de Resíduos Poá, para a prestação de serviços de limpeza e conservação de vias e espaços públicos da cidade.

“A comissão começou os trabalhos no início de outubro, notificamos o senhor prefeito Francisco Pereira de Souza, que apresentou a sua defesa no dia 26/10. Como a defesa prévia não tinha informações ou provas que justificassem o arquivamento da denúncia, a comissão dará prosseguimento aos trabalhos, e nesta sexta-feira ouvirá o primeiro depoimento, que será do denunciante Marcelo de Lima Ferreira”, declarou Augusto.

A Comissão Processante foi formada no dia 29 de setembro, em sessão ordinária, e poderá ao final de 90 dias, cassar o mandato do atual prefeito Francisco Pereira de Souza (PDT), o Testinha.


Audiência da CP, que aconteceu hoje pela manhã na Câmara


O secretário de saúde e governo de Poá, Dr. Ali Sami El Kadri, contou alguns segredos para a advogada do prefeito Testinha, servindo de instrução para questionar melhor o denunciante que foi bem claro em suas informações

Meu ponto de vista

Já tem um bom tempo, o qual participo desta comunidade, porém, não ativamente, devido a motivos os quais posso explicar no meu blog e ou aqui.

E por falar em blog - http://adilsonsantosfotografo.blogspot.com/ - este é o meu, o qual também tenho desde um pouco tempo para cá, usado esta ferramenta de comunicação, onde esta entre as propostas, mostrar um pouco do meu trabalho, praticar cidadania ( o qual tem 1/4 de gente que não gosta, e se incomoda) e também usar para fazer política, onde a meu ver, a política esta presente em nossa vida sim, de uma forma mais relevante do que muitos pensam.

Vivemos na era da comunicação, um dos mais ricos momentos da democratização, que a sociedade mundial esta vivendo. Dentro deste processo, um dos grandes fatores, é que um vai aprendendo com o outro. Mas isto incomoda alguns, pois se acham donos da verdade.

Devida a minha participação aqui, incomodou algumas pessoa, as quais tentam me acusar, denegrir minha imagem, misturando assuntos pessoais, com pensamentos políticos. Onde teve e tem, atos de bullying.

Como forma de apelação, se incomodam pela minha fé, minha crença e maneira de ser participativo na sociedade, onde procuro exercer cidadania.

Alguns finguem ser ou se diz me conhecer. Mas tenho alguns amigos reais, os quais sabem do meu verdadeiro respeito e consideração para com meus amigos de diversas caminhadas.

Não sou dono da verdade, e nem quero ser. Aprendi e tenho aprendido com a vida, a respeitar as diferenças, e principalmente as diferenças no campo da discussão política, a qual a meu ver, deve sempre ser primada, pela dicussão no campo das idéaias. Agora só porque não gosto de giló e quiabo, tem gente se portando como mediocre, dizendo que sou contra quem gosta de giló e quiabo.

Sei que muitos, ou seja, a grande maioria das pessoas que são inteligentes, não deixam se levar. Mas temos que deixar eles gritarem, pois é a sua maneira de chamar a atenção, afinal democracia, é vários pontos de vista.

Adilson Santos

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Agressão a Fé

Agressão a Fé



Fé é foro intimo, não existe um instrumento que o homem possa ter acesso, para poder medir.



Só quem pode fazer isto e tem este poder a meu ver, é DEUS.



O homem em nome de Deus, agride, mata, fez grandes guerras e usa isto para fins não benéficos.



Intolerância, é inadmissível.



Portanto, quando o ser humano agride a fé do outro, para uma pura satisfação de prazer, é lamentável. Isto é intolerância.



Mas dizia um pastor amigo meu, saudoso Augusto Xavier, que existe nas lojas muitos brinquedos, e que não devemos brincar nem com DEUS, nem o Seu Nome, ou a Fé das pessoas.



Cada um tenha a sua Fé, e discussões política, a meu ver tem que ser no campo das ideias.



Já os fracos, medíocres, usam de situação pessoal, agressão a fé, a pensamentos religiosos, para poder ser como o bobo da corte, onde faz o outro rir, sendo que isto lhe da prazer, satisfação.



Adolfo Hitler, sentia prazer em todos os seus atos, lhe fazia bem isto, mas eu repudio e abomino este tipo de ação.



Aprender a respeitar a fé do seu semelhante, é um ato de ecumenismo.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Making Off do Passos da Paixão 2006





Pelo sétimo ano consecutivo, a Associação Cultural Opereta realizou a encenação teatral Passos da Paixão, na noite de Sexta-Feira Santa, 14 de abril de 2006, onde devido as obras de reforma das Praças da Bíblia e Guido Guida, aconteceu nas esquinas das avenidas Nove de Julho e Deputado Castro de Carvalho. A apresentação é uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Turismo, com apoio da Prefeitura de Poá.

Passos da Paixão conta a Vida, Paixão, Morte, Ressurreição e Ascensão de Jesus Cristo, com encenação inspirada nos mistérios medievais, nas capelas mineiras de Congonhas do Campo e no estudo bíblico.

Durante o trajeto, pelas ruas da cidade, serão encenados os momentos marcantes da vida de Cristo, nos moldes da Via Crucis. As personagens são interpretadas por 120 pessoas, entre atores amadores, donas de casa, estudantes, professores, profissionais liberais, catequistas e alunos das oficinas do Opereta.

A encenação iniciou às 20 horas, na Avenida 9 de Julho, próximo à Praça da Bíblia. A procissão com os fiéis passou pelas ruas Capanema e Fernando Pinheiro Franco, com destino à Praça de Eventos, onde serão realizadas as encenações de crucificação, ressurreição e ascensão de Cristo.

Fonte: Secretaria de Comunicação de Poá

Dono da Palavra

Caro Senhor Dono das Palavras, venho mui respeitosamente, pedir vossa permissão, para pode usar uma palavra. Óhhh Grande Senhor Propietario das Palavras.

Permita-me também, eu poder pensar, e viver as garantias constitucionais as quais como cidadão tenho direito.

Me perdoe por ser cidadão, e querer fazer minha parte, pois sei também que por eu ser cidadão, isto incomoda vossa pessoa.

Grande Maginânimo

Me responda por favor:

Minha existência te incomoda?

E minha maneira de pensar, e expor meus pensamentos, te incomoda também?

Meu trabalho te incomoda também?

Minha maneira de ganhar o pão de cada dia, e levar um salário honesto para dentro do meu la te traz tristeza, angustia, e te deixa incomodado?

Se precisar pode ligar para os seus anjos da guarda e pedir orientação. Ou será que foram um dos seus pseudoservos que lha instrui?

Grandérrimo dono da razão, me perdoe por ter pensado e raciocinado.

Mas factóide, pode ser giria, linguagem esta pertinente as pessoas que assim gostam. A gíria começou como um pseudoato de anarquismo nos anos 60, onde os caras para impressionar, falavam também na gíria para impressionar seus parceiros e mulheres. Depois evolui, e hoje é muita usada a gíria na malandragem, o pessoal dos partidos dos crimes, adoram falar assim.

Já as pessoas educadas, de bem, gente de caráter, e boa índole, não faz parte do seu convívio social, este tipo de linguajar.

Pode ser também, um fato divulgado com sensacionalismo, com ou sem fundo de verdade.

Já outros, gostam da frase a seguir? "Aos amigos tudo, aos indiferentes o rigor da lei e aos inimigos a morte lenta e cruel...". Mas como vivemos em um mundo de diversidades, as pessoas de bem, respeita cada um na sua. Isto é Cultura. E Cultura, ão é somente ficar contando com um violão, ou carregar um CD pirata em baixo do braço (sem os devidos registros legais)

E meus pais, me ensinaram a respeitar sempre seus superiores, seja em uma sala de aula, no trabalho, ou seja, temos que nos submeter sempre aos nossos superiores hierárquico, papai e mamãe sempre nos ensinou isto, não entrar aos berros em uma sala, questionando o superior, e usando de outros expedientes, tipo rabo preso, da cartilha FF de ser e viver.

E pelo que me lembro, onde minha memória sempre foi e é boa nesta área, por onde trabalhei, respeitei sempre meus superiores, cumprindo o seu pedido em no trabalho, se quiser referência, converse com eles, pode passar pela Komatsu, VASP, etc.

E sobre a contradição, também esta perdoado.

Ministro Carlos Minc ataca quem quer curar gay


Comentário foi uma resposta subjetiva de Minc a psicóloga evangélica

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou neste domingo , dia 1º, da 14ª Parada do Orgulho Gay, em Copacabana na zona sul do Rio de Janeiro, acompanhado da esposa. Durante a parada o ministro respondeu ao governador Roberto Requião e a outras lideranças, entre elas a psicóloga Rosângela Justino que foi punida pelo Conselho Federal de Psicologia ao oferecer acompanhamento para recuperação de gays.

“Preconceito dá câncer. Faz mal para a saúde e pode matar”, disse Minc, ex-secretário do Meio Ambiente do governador Sérgio Cabral, que também participou da parada gay. “O que cura o preconceito e a doença é a solidariedade.”

Recentemente em programa de televisão, Requião disse que o câncer de mama masculino deve ser resultado de manifestações gays públicas. Depois da repercussão negativa de suas palavras, o governador disse que sua intenção foi "explicar que o hormônio feminino e o implante de silicone podem gerar o câncer de mama".

Com a gestão orientada pela consciência dos dividendos que o turismo gay pode trazer ao Rio, o governador Sérgio Cabral lamentou a existência de políticos antiquados. “Não há nada mais nojento do que o preconceito. Lamento que haja político atrasado dessa maneira”, disse Cabral, que trocou beijos no alto de um carro de apoio com a esposa, Adriana Ancelmo, depois da execução do hino oficial da parada.Para Cabral, o Rio de Janeiro se manterá como “a vanguarda dos direitos civis” no país.

Fonte: Creio

Deus é a minha força

Salmos 73.21-26

O meu coração estava cheio de amargura, e eu fiquei revoltado. Eu não podia compreender, ó Deus; era como um animal, sem entendimento.

No entanto, estou sempre contigo, e tu me seguras pela mão. Tu me guias com os teus conselhos e no fim me receberás com honras.

No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra? Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso.

Fonte: SBB

terça-feira, 3 de novembro de 2009

A nojeira da política

Adilson Santos

A nojeira da política

Hoje postei no Para Meditar

"Ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça."

E infelizmente, a grande maioria da classe política hoje no Brasil e no mundo, para se implantar no sistema, usa deste atributo.

Veja o atual prefeito Testinha, usou deste instrumento quando rompeu com o prefeito que ele ajudou a eleger Roberto Marques, começou a bater, e o povo que naquela época ficou insatisfeito, muitos foram camalões onde trabalhavam como funcionários comissionados do Roberto Marques, e nos bastidores e na surdina, pediram voto e trabalharam para o Testinha.

Tanto é que hoje tem vários deles, que estão la hoje, em cargos e salários melhor.

Alguns já foram dispensados, outros, ainda tem um pézinho, ou jeitinho(s) para poder obter suas vantagens.

Será este o caminho da boa política para a sociedade? Para a cidade, estado e nação?

Isto é exemplo de caráter a ser seguido?

Ressalto que não é nada pessoal, como muitos aqui usam deste expediente para poder atacar as pessoas e suas ações, e não entrar na discução do campo das idéias.

Cada um é dono e senhor da sua vida, todos tem o livre arbítrio e usa como achar que convém, agora o mediocre, prefere misturar as estações.

Mas acho legal isto, pois nestas atitudes vemos o posicionamento político e politiqueiro de cada um.



Obs.:
Aqui não cabe desenho

Este texto, acabei de postar na comunidade Poá com Acento
Link:http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=90358&tid=5399795436164034216&na=4



Há um ponto de exploração sexual infantil a cada 26 km


Seja para comprar comida ou fumar crack, o fato é que milhares de crianças e adolescentes estão espalhados pelas rodovias federais brasileiras oferecendo os corpos por até R$ 2. No Brasil, há um ponto vulnerável à exploração sexual infantil a cada 26,7 quilômetros - isso considerando apenas os locais em que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já flagrou ou recebeu denúncia de menores de 18 anos submetidos à prostituição.


Mapeamento da PRF apontou a existência de 1.819 pontos "vulneráveis" para a exploração sexual de menores nas estradas. São postos de combustíveis, bares, boates, restaurantes ou mesmo acostamento. Trata-se da quarta edição do mapeamento feito pela PRF em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), mas os dados gerais pouco variaram em relação à edição de 2007, com Minas Gerais e Rio Grande do Sul encabeçando a lista em número de pontos, com 290 e 217 respectivamente - os dois Estados, no entanto, têm grandes malhas viárias federais. Levando em conta quantidade e extensão das vias, os piores são Distrito Federal, Rio Grande do Norte e São Paulo.


A PRF agora vai utilizar os dados do mapeamento para dividir os locais em graus de vulnerabilidade, em parceria com o Instituto WCF Brasil. O resultado, desta vez, não será divulgado. "Achávamos que o conhecimento dos locais inibiria a atuação de criminosos. Mas constatamos que não inibiu e provocou migração para outros pontos", afirma o presidente da Comissão de Direitos Humanos da PRF-SP, Waldiwilson dos Santos. "Vamos manter sigilo para não atrapalhar as operações."


Mesmo após constatar a situação, a conexão com outros órgãos continua falha - somente a PRF tem o levantamento, impossibilitando cruzamento de dados. Das polícias rodoviárias estaduais, apenas a de Pernambuco manifestou interesse em fazer o mapeamento.


Pontos vulneráveis
A distribuição dos pontos vulneráveis à exploração sexual infanto-juvenil expõe conexões com as rotas dos viajantes e com bolsões de pobreza pelo País. Existem 290 áreas críticas apenas em Minas, e oito rodovias federais, incluindo as de maior tráfego - como a BR-040 e a BR-381, que ligam Belo Horizonte ao Rio de Janeiro e a São Paulo, respectivamente -, estão no mapa da prostituição. Em segundo lugar no ranking por Estados vem o Rio Grande do Sul, onde a preocupação é sobretudo com os postos de combustível.


Para o promotor José Carlos Fortes, o resultado mais importante dessas ações não é "processual". "A publicidade sobre a ação do Ministério Público (MP) inibe a prática desse tipo de crime pelos donos dos estabelecimentos e também pelos pais." Isso porque grande parte das crianças e adolescentes é levada para o comércio do sexo pela própria mãe que, geralmente, também foi explorada quando criança.


"A exploração sexual e a miséria também estão intimamente ligadas", destaca o promotor. "Enquanto não combatermos a miséria, que é uma questão de longo prazo, não resolveremos a questão da exploração." Segundo ele, os 290 pontos de vulnerabilidade levantados pela PRF coincidem com as periferias de cidades mineiras de médio porte. Já os serviços de assistência social da região metropolitana de Porto Alegre detectaram casos de prostituição de crianças de bairros pobres cortados pela BR-116.

Fonte: Agência Estado