ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Maioria dos brasileiros é contra união estável e adoção por casais homossexuais - IBOP fez a pesquisa

A pesquisa do Ibope apontou que 55% da população brasileira é contra a união estável entre homossexuais e 45% é a favor. Em relação à adoção de crianças por casais gays, a proporção foi a mesma. "Em 1995, tínhamos 7% de apoio [à união estável]. Em 15 anos, chegamos a 45%, estamos avançando”, avaliou o presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis.

Click e Ouça a Notícia:



Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Campanha Xô Corrupção com ratos roendo a Bandeira do Brasil - Não se espante, é do PT

Pesquisando uns Jobs, veja o que achei amigos - um vídeo feito por Duda Mendonça para o PT, com o título: "Campanha Xô Corrupção -- 2002 / Ratos"

Este material, foi usado na Campanha Eleitoral, mas vou poupar os comentários, faça o seguinte, dê uma assistidinha ai e poste o seu comentário aqui no meu blog.


'

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Determinado, Eduardo Lyra quer mudar o mundo

Eduardo Lyra, o jovem evangélico da Igreja Assembleia de Deus ministério do Belém em Poá, é destaque mais uma vez na mídia secular, desta vez, concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog do Fernandes, um dos jornalistas mais atuantes do Alto Tietê.


Leia a entrevista de jovem que tem estimulado a vida de outros, onde prova com sua vida, que não existe barreiras para quando temos um sonho.

Por Anderson Fernandes

O jovem e já brilhante jornalista, Eduardo Lyra
Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez”. A frase famosa de Thomas Alva Edison, inventor e empresário dos Estados Unidos, parece ter sido feita para o jornalista poaense Carlos Eduardo Brito Lyra, mais conhecido com Eduardo Lyra.

Desde a infância enfrentou desafios e em muitas oportunidades foi desacreditado. Porém, continuou em frente.

Concluiu com méritos a graduação em Jornalismo e ainda escreveu o livro “Dialogando com Lideranças”, que reúne entrevistas com 23 grandes nomes e referências no País. Porém, mesmo com tantas conquistas, Lyra sonha mais alto.

Quer vender 1 milhão de exemplares do seu novo trabalho “Jovens Falcões”, que está sendo elaborado.



O jovem talento conversou com o Blog do Fernandes, acompanhe a seguir a entrevista.


Jornalista Anderson Fernandes
Blog do Fernandes: Conte um pouco sobre sua trajetória, desde a infância até a formação em Jornalismo?
Eduardo Lyra: Nasci na periferia de Guarulhos. Minha infância foi demasiadamente pobre. Conheci pessoas que foram assassinadas pela criminalidade. Tive duas percas irreparáveis: meu tio, morto dentro de um bar, e um primo, assassinado a tiros por traficantes. Convivi com a pobreza, porém, não permiti que ela entrasse em mim. Nunca experimentei nenhum tipo de drogas. Nem me apoderei de um único centavo que não fosse meu.  Sempre fui sonhador e acreditei nas coisas mais impossíveis da vida. Tinha claro em minha mente que não passaria a vida inteira na miséria, que daria um salto na vida. Mudei para Poá aos 8 anos de idade. Época em que tive um encontro vivo com Deus. Minha família viveu uma ampla repaginada através do amor de Cristo. Aos 18 ingressei no curso de Jornalismo da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Porém, ainda no primeiro dia de aula pensei em largar os estudos, diante de um professor que ao ler o meu texto disse que eu não tinha condições de ser jornalista, pois escrevia muito mal. Minha mãe entrou com firmeza na história. Disse que o professor era “burro”, “jumento” e não sabia do que falava. Continuei e escrevi o livro mais impressionante da história da universidade e ainda fui considerado repórter revelação pelo Instituto Itaú Cultural, em 2010. Valeu a pena ouvir a dona de cada e desprezar o doutor em Letras.

Blog do Fernandes: Por que escolheu Jornalismo e além do doutor em Letras, teve outras dificuldades para concluir a graduação?
Lyra: Escolhi o Jornalismo porque sempre amei ouvir as histórias que as pessoas tinham para contar. Some-se a isso o fato de que meu pai sonhava ser jornalista, porém, teve a pretensão assaltada. Coloquei na cabeça que iria realizar o sonho dele. Não me arrependo um só minuto. O jornalismo é a melhor profissão do mundo. Escrevo com amor, entrevisto com amor, trabalho com amor. Quando passo um único dia sem fazer reportagens parece que o meu oxigênio vai diminuindo. Para concluir o curso tive dificuldades de ordem financeira. No quarto semestre tive de trancar a matrícula e retornar num segundo momento à academia. Foram dias tristes, de choro, incertezas, mas com fé e determinação consegui contornar a crise e sobreviver.  Recebi muito apoio, em especial do professor Roberto Medeiros, um homem de grande densidade humana e sofisticação intelectual.

Blog do Fernandes: Como foi a produção do primeiro livro? E como está sua vida após a publicação dele?
Lyra: Eu tinha um plano sedimentado: escrever um livro de grande valor informativo, que fosse bom o suficiente para me abrir portas e viabilizar o meu nome no mercado de trabalho. Não adianta ter um diploma, o mercado exige projetos, realizações, sobretudo um texto histórico relevante. Por isso fiz o livro “Dialogando com Lideranças”, que reúne entrevistas com 23 das maiores lideranças do País. Entre elas Marina Silva, o ex-presidente Fernando Collor de Mello, Zé Dirceu, MV Bil, Augusto Cury, Andrés Sanchez, Oscar Niemeyer, Fernando Morais, entre outros. Não foi fácil. Ganhava apenas R$ 550 por mês na Prefeitura de Ferraz, pagava mensalidade da faculdade, ajudava em casa, porém, tive de viajar para Brasília, dormir em hotel, se alimentar. Mas estava decidido e nem mesmo um tanque de guerra poderia me deter. É um livro que discuti o Brasil em âmbito político, cultural e religioso. Com ele quebrei paradigmas, pois nenhum aluno da UMC havia entrevistado um ex-presidente da República, um senador, o representante do Papa no Brasil, eu fiz tudo isso. Ganhei moção de aplauso das Câmaras de Poá e de Ferraz. O livro atraiu a atenção do escritor e gênio Augusto Cury que disse: “Eduardo, a sua garra e ousadia é um exemplo para todos os jovens que desejam ser protagonistas do teatro social”. Muitas coisas mudaram. Ministro palestras todos os finais de semana. Hoje as pessoas, sobretudo os jovens me vêem como referência, porém, continuo tendo a mesma rotina: acordo às 6h, corro por 30 minutos numa praça, tomo café, e depois trabalho até 23h, pois trabalhar é a coisa que mais gosto de fazer na vida.

Blog do Fernandes: Como surgiu a ideia de escrever o segundo livro?
Lyra: Sempre que vou falar de “Jovens Falcões” me emociono. A ideia de escrevê-lo surgiu da necessidade de transformação, sobretudo do desejo insano de mudar a realidade da juventude brasileira. Parte considerável dos jovens deixaram de acreditar em si mesmo, de se enxergar como um agente de transformação. O jovem é o grande potencial do mundo e seguramente pode ser o que quiser. E eu vou provar isso. Como? “Jovens Falcões” carregará 10 entrevistas com jovens extraordinários, que surpreenderam, por conta da coragem e da ousadia e hoje estão mudando a história do Brasil e do mundo. Muitos deles saíram da pobreza, como Alessandra França, que perdeu tudo com os pais no Rio Grande do Sul. Porém, com o resto que sobrou vieram para São Paulo e construíram um barraco, e por mais incrível que pareça, aos 22 anos de idade, Alessandra fundou o seu próprio banco. Hoje ela financia projetos de jovens pobres da periferia e tem gerado milhares de jovens empreendedores pelo País. Além dela, o jovem Ricardo Ferreira, filho de metalúrgico, que ganhou uma bolsa para estudar Química na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas, e depois outra bolsa para realizar pesquisa na Universidade da Califórnia (UCLA). Nos EUA Ricardo fez descoberta que pode frear o aquecimento global no mundo. E ainda foi considerado, pela revista Época, um dos cem brasileiros mais influentes na categoria heróis. São histórias inspiradoras que irão despertar o potencial que há em cada jovem. Este livro irá, sem dúvida, resgatar a autoestima do jovem. No Brasil há 50 milhões de jovens. Em 14 meses faremos com que o livro chegue às mãos de um milhão de leitores. Dessa forma vamos levantar uma legião de jovens determinados, que irão protagonizar o avanço do País.

Blog do Fernandes: Como está a produção do livro?
Lyra: Caminhamos com toda a força. Temos 11 pessoas trabalhando insanamente no projeto. Dia e noite. Todas as entrevistas já foram realizadas, exceto uma, com Isabel Pesce Mattos, 23 anos, que mora na Califórnia (EUA), mas deve ser feita pessoalmente nos próximos 20 dias. O projeto gráfico está pronto. Os textos estão sendo editados por quatro mãos trabalhadoras e sensacionais.

Blog do Fernandes: Quando o livro será lançado?
Lyra: Esta palavra me dá frio na barriga (risos). Mas acredito que nos próximos 50 dias. O local e data ainda serão definidos.

Blog do Fernandes: Como conseguiu as entrevistas?
Lyra: Tive de contar muito com a sorte, pois não são todos os dias que se encontra um jovem falcão, que está mudando o mundo. Mas precisei fazer muita pesquisa. Hoje não tanto, mas no início do projeto lia pelo menos cinco ou seis jornais diariamente. Qualquer citação que encontrava sobre um jovem ia atrás e tentava descobrir algo. Depois de encontrar fazia o contato e dizia: “Estou escrevendo um livro que vai mudar o mundo. Quero entrevistá-lo, pois sua história é inspiradora. Você topa?”. Viajei para o Paraná, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Sorocaba, Campinas, e agora Estados Unidos.

Blog do Fernandes: Como planeja viajar para os Estados Unidos?
Lyra: Estou vivendo dias de ansiedade, pois dependo da liberação do visto pelo Consulado Americano. Ele precisa sair nos próximos 15 dias.  Já consegui a verba. Entrei dentro do gabinete do prefeito de Poá, Francisco Pereira de Souza (PDT), o Testinha, e disse: “Meu nome é Eduardo Lyra, tenho 23 anos, estou escrevendo um livro que vai mudar a história da juventude brasileira, mas tenho de ir par a Califórnia. Me paga a passagem. E lá na frente vão me perguntar como eu consegui chegar, daí vou dizer que no dia em que meus recursos estavam escassos, o Testinha me abriu a porta”. O prefeito olhou nos meus olhos e disparou: “Está pago. Você merece”.

Blog do Fernandes: Você acredita que pode mudar o mundo?
Lyra: Eu vou mudar o mundo.  Se perder essa a certeza deixo de viver. Estou construindo as ferramentas para a transformação da juventude brasileira. O projeto acopla uma séria de ações. Vamos montar uma equipe de vendas de livros de porta em porta composta por 500 jovens. “Jovens Falcões” será comercializado por R$ 9,90. Vamos mapear as partes mais pobres do Brasil e invadir as favelas, os morros, os grotões e levar vida, esperança. Daí, o jovem compra o livro e ainda tem acesso a um site chamado “Gerando Falcões”. Depois de cadastrado ele receberá artigos de especialistas, indicando o que ele deve fazer para sair da depressão, acreditar em si mesmo, passar no vestibular, abrir a própria empresa, gerar renda, emprego e riqueza para o País. Mas isso ainda não é tudo, vamos comprar um ônibus, desenhar um falcão com as asas abertas e um céu de fundo. Dentro nós vamos tirar todos os bancos, e colocar cinco guichês: cabeleireiro, dentista, médico, psicólogo e educador físico. O jovem entra na “Central dos Jovens Facões”, corta o cabelo, obtura o dente, faz um checape médico, conversa com o psicólogo e ainda é conscientizado sobre a importância da atividade física na sociedade. Isso é transformar. Dar importância para o sujeito que vive à margem da miséria e colocá-lo na posição de protagonista. E quem ler esta entrevista e quiser me ajudar a mudar o mundo envie um e-mail: lyraeduardo@bol.com.br; Skype: Eduardo.lyra2. Vamos precisar de centenas de pessoas que tenham generosidade no coração.

Blog do Fernandes: Quem são suas principais referências?
Lyra: Pessoas inovadoras, determinadas, sobretudo aquelas que não aceitam o não como resposta final. Que batem na porta, lutam por seus ideais, se renovam nas derrotas e sempre retornam mais fortes depois das crises. Tive a oportunidade de entrevistar os maiores líderes do País e tirar lições, mas também entrevistei mendigos, na beira da calçada e depreendi importantes aprendizados. Todo ser humano tem algo de extraordinário, que faz dele único na vida.  E tento a aprender com o lado bom das pessoas.

Blog do Fernandes: Quem são seus principais incentivadores?
Lyra: Meus pais sempre são os primeiros a acreditar nas minhas ideias. Eles me dão amor, carinho e respeito. Recentemente, liguei para um grande empresário da região e disse: “Tenho um projeto que vai mudar o mundo. Vamos fazer uma parceria?” Ele respondeu: “Não quero nem te ouvir, pois não participo de projetos mirabolantes”. Eu não esmoreci, disse de primeira: “Este projeto vai crescer tanto, e será tão grande que você vai se arrepender de não ter participado quando teve a oportunidade”. Quando se tem incentivadores, você não se preocupa com os obstáculos. Tenho muitos amigos, que apostam em mim, que alimentam as minhas esperanças. E agora consegui montar um time de 11 profissionais, que trabalham ao meu lado e a cada dia se mostram mais extraordinários e generosos.

Blog do Fernandes: Que mensagem você deixa para as pessoas que têm um sonho, mas acham difícil realizá-lo?
Lyra: Que não olhe para os obstáculos, pois eles vão diluir as suas forças. Lembre-se, para cada problema, existem muitas respostas. Encontre soluções inteligentes para os dilemas da sua vida. Para vencer é preciso coragem, determinação, ousadia, arrojo e muita força de vontade. E, sobretudo não tenha medo de errar. Arrisque, faça com que a sua história fique mais interessante. Fazendo isso, tenho certeza, que na segunda edição de os “Jovens Falcões" você será procurado para dar entrevista e inspirar milhões.

Principais frases da entrevista:
"Nunca experimentei nenhum tipo de drogas. Nem me apoderei de um único centavo que não fosse meu. Sempre fui sonhador e acreditei nas coisas mais impossíveis da vida. Tinha claro em minha mente que não passaria a vida inteira na miséria, que daria um salto na vida".

"Estava decidido e nem mesmo um tanque de guerra poderia me deter".

"Parte considerável dos jovens deixaram de acreditar em si mesmo, de se enxergar como um agente de transformação. O jovem é o grande potencial do mundo e seguramente pode ser o que quiser. E eu vou provar isso".

"Entrei dentro do gabinete do prefeito de Poá, Francisco Pereira de Souza (PDT), o Testinha, e disse: 'Meu nome é Eduardo Lyra, tenho 23 anos, estou escrevendo um livro que vai mudar a história da juventude brasileira, mas tenho de ir par a Califórnia. Me paga a passagem. E lá na frente vão me perguntar como eu consegui chegar, daí vou dizer que no dia em que meus recursos estavam escassos, o Testinha me abriu a porta'. O prefeito olhou nos meus olhos e disparou: 'Está pago. Você merece'".

"Eu vou mudar o mundo.  Se perder essa a certeza deixo de viver. Estou construindo as ferramentas para a transformação da juventude brasileira".

"Tive a oportunidade de entrevistar os maiores líderes do País e tirar lições, mas também entrevistei mendigos, na beira da calçada e depreendi importantes aprendizados. Todo ser humano tem algo de extraordinário, que faz dele único na vida.  E tento a aprender com o lado bom das pessoas".

"Quando se tem incentivadores, você não se preocupa com os obstáculos. Tenho muitos amigos, que apostam em mim, que alimentam as minhas esperanças".

"Lembre-se, para cada problema, existem muitas respostas. Encontre soluções inteligentes para os dilemas da sua vida. Para vencer é preciso coragem, determinação, ousadia, arrojo e muita força de vontade. E, sobretudo não tenha medo de errar. Arrisque, faça com que a sua história fique mais interessante.

Assista um vídeo, onde Eduardo Lyra fala mais do projeto




Fonte:http://www.blogdofernandes.com/


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Impostômetro atinge R$ 800 bilhões, mas serviço público, sempre precário


O Impostômetro, sistema que mostra o total de impostos pagos pelos brasileiros a cada ano, atingiu hoje (22) R$ 800 bilhões, incluindo os impostos federais, estaduais e municipais.

Segundo a Associação Comercial de São Paulo, a arrecadação de impostos cresce a cada ano. No ano passado, a marca de R$ 800 bilhões foi alcançada no dia 22 de agosto. Em 2009, a marca foi atingida no dia 8 de outubro.

Mas a contrapartida, são os péssimos serviços público, claro que não estou generalizando, e nem posso. Mas fala sério, quando nos deparamos com um serviço público funcionando com qualidade, ou seja, dentro da normalidade, por vezes até nos assustamos. Pois o que deveria funcionar sempre com qualidade, por muitas vezes, funciona com precariedade, as vezes por falta de ferramentas, ou então, servidores viciados.

Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, projeta que a arrecadação este ano chegará a R$ 1,4 trilhão, cerca de R$ 200 bilhões a mais do que no ano passado.

O total de impostos pagos pelos brasileiros pode ser acompanhado pelo site http://www.impostometro.com.br/


quinta-feira, 21 de julho de 2011

UTILIDADE PÚBLICA - Sistema Único de Saúde terá novas regras de atendimento em 2012


Com as novas regras, o paciente terá que apresentar o Cartão Nacional de Saúde, em qualquer unidade de saúde do país. Caso a pessoa não tenha o cartão em mãos ou não souber o número, na hora do atendimento, caberá a unidade de saúde consultar o cadastro nacional para identificar o paciente.

Click e Ouça a Informação:

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Coordenadora Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria de Justiça de SP ao vivo na Twitcam




Heloisa falou sobre a Lei n.º 10.948, de 5 de novembro de 2001 de São Paulo, e deixou seu e-mail a disposição - heloisaalves@sp.gov.br ou diversidadesexual@sp.gov.br

FELIZ DIA DO AMIGO - Palco da Vida - Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá à falência.

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da  própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade.

Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz… E, quando você errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

Pedras no caminho? Guardo todas… Um dia vou construir um castelo!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

#ODiaPelaIndependência - Manifesto esta sendo organizado pelas redes sociais e será dia 7 de setembro

#ODiaPelaIndependência, é o manifesto que esta sendo organizado pelas redes sociais com o tema: Dia Da Falsa Independência do Pais, acontecerá no dia 7 de setembro de 2011 às 13 horas, em diversas cidades do pais.

Assistam o vídeo:

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Péssimo atendimento no Hospital Infantil Cândido Fontoura em SP

Péssimo atendimento no Hospital Infantil Cândido Fontoura


CARTA ABERTA


No dia 14 de julho de 2011, por volta das 17h30, meu filho de 9 anos atendeu em casa, a ligação de uma mulher, a qual conversou com a criança por volta de dois minutos, onde passou um nome o qual não tem nenhuma ligação com a família.

Estando eu ao lado, meu filho me chamou, e fui conversar com a mulher, que disse ser a Bete do Hospital Infantil Cândido Fontoura. Perguntei do que se tratava ela disse o nome do meu filho, onde informou que era para agendar uma consulta no hospital.

Porém, falava com muita pressa, não sendo possível identificar tudo, pois era muita informação, a qual não tinha como memorizar, mas sim, teria que serem anotadas.

Pedi a ela para me passar as informações pausadamente, para que pudesse anotar. A mulher não gostando muito, voltou a passar as informações de forma rápida. Pedi mais uma vez que com calma. Onde perguntei o nome do hospital, a qual falou, mas na hora do endereço, disse que ficava na Siqueira Bueno, próximo do Metro Belém. Quando perguntei o endereço completo, ela pediu um momento e disse somente 1757.
Voltei a perguntar novamente o endereço completo e o resto das informações ele voltou a falar rapidamente.

Informou que teria que levar o Cartão do SUS, RG da criança, comprovante de endereço e o RG da mãe.
Perguntei com quem falaria - Bete informou que era só ir em alguma das duas recepções, que seria encaminhado para a equipe de cirurgia. Perguntei o nome da equipe ou nome do médico ou pessoas responsável. Ela de forma bem grosseira disse que não era médica, e sim apenas a moça da recepção, e desligou o telefone.

Esperei por uns dez minutos, pois poderia ter caído a ligação. Como não retornou, entrei na internet para pesquisar sobre o hospital.

Encontrei o site do hospital - http://www.candidofontoura.com.br o qual qual nos tópicos tinha uma página da ouvidoria - http://www.candidofontoura.com.br/faleConosco/ onde liguei no telefone 2603-5350 e fui atendido pela Sandra, que se identificou sendo da diretoria, onde passei o caso a ela, a qual gentilmente me encaminhou para a diretora do serviço social, Sra. Regina Cassia Pinheiro.
Informei também a Regina o que havia ocorrido, onde ela ficou de verificar, mas no diálogo, chegamos ao entendimento de que poderia ser do Ambulatório de Especialidades Boni IV por parte do médico 

Cirurgião Geral e Pediatra Dr. Pedro F. Vita Jr – pois no ambulatório, informaram que receberíamos uma ligação informando sobre a cirurgia.

Liguei para o Boni IV, falei com a Samiramis Candida Salgado, o qual informou que a Bete não era funcionária de lá, me explicou o seguinte procedimento. Os encaminhamentos do Boni IV, são enviados via e-mail para o Hospital Infantil Cândido Fontoura, e o contato de cirurgia e ou procedimento, é feito pelo hospital.

Liguei para o hospital, falei novamente com a Regina, o qual disse que iria ver qual era a funcionária do hospital que havia feito o atendimento, onde disse que o modo em que fui atendido, não esta dentro dos critérios do hospital.

Atendimento prestado, não condiz do informações do site
Pesquisando sobre o hospital no site, com informações datadas do ano de 2008, que informa que esta unidade com mais de meio século de existência, o qual foi inaugurado por Jânio Quadros, sendo uma unidade de referência no atendimento a crianças e adolescentes, o qual informa também, que foi investido no ano de 2007 – 22 milhões de reais – dinheiro dos meus impostos.
Pois bem, continuando a pesquisa, vi o seguinte texto:


Nossa Missão
Oferecer assistência médico-hospitalar pediátrica, com excelência na qualidade, promovendo atividades de ensino e pesquisa, valorizando o atendimento humanizado e preservando o meio ambiente.

Visão
Ser um hospital de referência em medicina pediátrica com responsabilidade social.

Valores
Ética;
Calor Humano;
Desenvolvimento;
Respeito à vida e ao meio ambiente;
Compromisso com as futuras gerações.


Meu ponto de vista

Pois bem, vivemos na era da humanização nos serviços de saúde, mas na página do hospital, esta vazia - http://www.candidofontoura.com.br/humanizacao/ - tão vazio quando o atendimento profissional e precário que o hospital dá em seu primeiro contato, o qual minha família recebeu hoje.
Pois no quesito valores, tal atendimento não tem ética, nem calor humano, nada de desenvolvimento, muito menos respeito com a vida, e o que dirá de compromisso com futuras gerações, pois tal modo de atender, não soma em nada.

A pedido da diretora Regina, estou fazendo este relatório, para mostrar o desserviço, ou péssimo serviço público. Onde no meu entendimento, é de total prevaricação.
Como pode uma unidade de saúde ter e manter este tipo de atendimento?

Tive que parar meus afazeres, onde o não é minha função, mas do digníssimo diretor do hospital Dr. João Carlos Vicente de Carvalho, o qual é o responsável na gestão da unidade, mas além de pagar meus impostos, e não receber para tal, tenho que fazer relatório, e encaminhar para quem de responsabilidade.
Não adianta colocar no site, ou nas paredes dos hospitais: NOSSA MISSÃO – VISÃO e VALORES, recheados com lindas palavras, sendo que não são praticadas pelos colaboradores desta unidade de saúde.

Pois se no primeiro contato o atendimento é este. Como será no restante do atendimento?
Tenho observado isto em unidades de saúde do serviço público, que tem deixado a desejar sim, e a prova esta relatado ai em cima.

Faço este relatório, como forma de protesto, pois além de cidadão, sou cogestor sem salário, do Hospital Infantil Cândido Fontoura - o qual é de responsabilidade do governo do estado de São Paulo – pasta gerida pelo senhor secretário de saúde, professor Dr. Giovanni Guido Cerri.

No aguardo de providência.

Adilson Santos – cidadão





RESPOSTA DO HOSPITAL

Hoje no período da manhã, uma funcionária do hospital me ligou, onde confirmou que a Elisabete é sim funcionária do hospital, a qual é nova no setor, e que tem uma jornada onde trabalha 12 horas e descansa 36. Perguntei de havia recebido o meu e-mail, CARTA ABERTA, o qual esta postado aqui, informou que sim. Dizendo ainda, que me responderia o mesmo.

Veja abaixo, o ofício retorno da direção do hospital


quarta-feira, 13 de julho de 2011

One hundredth of a second - Um centésimo de segundo - Um drama da vida real na fotografia

Por Carlos Roberto de Oliveira 

One hundredth of a second (Um centésimo de segundo), filme objeto desta postagem, curta-metragem dirigido e roteirizado por Susan Jacobson, foi exibido em 22 de agosto de 2006, em estréia mundial, no Edinburgh International Film Festival. Apesar do tempo decorrido, o tema abordado continua atual e incita uma interessante reflexão. Ele retrata o dilema de Kate (Emma Cleasby), a quem o destino reservou uma terrível surpresa: o testemunho do brutal assassinato de uma menina, o que ela revela ao mundo através das imagens colhidas por sua câmera. Aliás, cenas como as mostradas no vídeo acontecem milhares de vezes nos conflitos que se desenrolam mundo afora. Em todos eles a luta pelo poder político é a razão principal. O homem, cego pela ambição, deixa aflorar sua brutalidade e covardia, perdendo completamente a noção de humanidade.

Por isso, países de regime fechado como China, Cuba, Venezuela e mais recentemente nas rebeliões populares registradas no Egito, Iêmen, Siria e Líbia, as forças de segurança tentam, de todas as formas (até mesmo seqüestrando e assassinando correspondentes de guerra estrangeiros), impedir o trabalho da mídia.

Mas não é esse o assunto que quero enfocar. Na minha busca de informações sobre o vídeo, esbarrei com muitas opiniões. Há uma unanimidade contra os horrores da guerra, disso não há dúvidas. Mas controvérsias surgiram sobre o comportamento de Kate, a fotógrafa. A maioria tece elogios à sua coragem no exercício da missão de informar, mas há quem diga que ela foi covarde e pouco ética, por não esboçar qualquer reação em defesa da menina, preocupando-se apenas em registrar o fato através das imagens guardadas em sua máquina fotográfica.

Não penso assim! Como uma simples fotógrafa, mulher, desarmada e despreparada, Kate nada poderia fazer para evitar o trágico destino da menina, e muito pelo contrário, assinaria a própria sentença de morte se fosse descoberta. Em situações como essa, não há como evitar, o instinto de preservação fala mais alto. Mesmo assim ela vive um conflito interior: além de não conseguir esquecer o olhar da garota, vive a se perguntar se não a deveria ter socorrido.

Como disse AnaKris, é muito fácil criticar a atitude pessoal e profissional de Kate, sem que se tenha vivido a situação de perto, sem que se tenha sentido o cheiro da morte. Também acho que ela, como profissional, fez o seu trabalho, mostrando ao mundo a brutalidade e estupidez da guerra, e dando a todos nós a oportunidade refletir sobre o tema.

O que você acha? Kate errou em não defender a pequena vítima ou agiu como um ser humano comum, que sente medo e tenta preservar a própria existência? Sua conduta teria sido contrária à ética profissional?

Assista ao vídeo e depois deixe o seu comentário




VIDA REAL


Por Adilson Santos


Claro que o filme mostra a realidade nua e crua na vida de um repórter fotográfico, que não em modo figurado, mas bem real, esta nas ruas, trabalhando ou pronto para levar a sociedade, o retrato da vida real.


Eu particularmente, já presenciei e fotografei um homem que parece que furtou algo no Mercado Docelar em Poá, onde o(s) segurança(s) junto com outras pessoas, lhe bateram, depois foi solto, sem ser levado para a autoridade policial.


Já fotografei um acidente de carro, onde um homem aparentando estar alcolizado ou drogrado, o qual segundo a polícia, ele era do crime, onde totalmente errado destruiu o carro de um pai de família autônomo, o qual aconselhei a deixar para lá, pois se levasse a juízo, poderia sofrer represálias.


E também na estação do Metro Artur Alvim, uma vez um homem querendo cometer suicídio, cheguei na hora exata, onde o povo mandava ele se jogar a beira da Radial Leste, mas por um momento fiquei pronto par o pior. Mas derrepente caiu a ficha, pedi a Deus que tomasse providência daquela vida, onde os Bombeiros conseguiram convencer o homem a não se jogar. E quem ganhou foi a vida. Fui embora triste sem a foto para o jornal, mas feliz pela vida.


Fonte:  Carlos Roberto de Oliveira - http://apatotadopitaco.blogspot.com/

Qual o seu temperamento? Sanguíneo - Fleumático - Colérico ou Melancólico

Quem ou qual ser humano age pior?

O descompensado?
Maquiavélico?
Tímido?
Cínico?
Dissimulado?
O bonzinho?

Bem, na lista acima sendo 75%  negativa, foi para chamar a atenção mesmo. Bem, coisa do meu temperamento.

Mas você sabe qual é o seu temperamento?

Já ouvir falar?

Então conheça:

Sanguíneo: expansivo, otimista, mas irritável e impulsivo;

Fleumático: sonhador, pacífico e dócil, preso aos hábitos e distante das paixões;
Colérico: ambicioso e dominador, tem propensão a reações abruptas e explosivas;
Melancólico: nervoso e excitável, tendendo ao pessimismo, ao rancoe e à solidão.

Mas pesquisando sobre este assunto, descobri um site legal, onde você pode descobrir qual é o seu. Pois bem, nada melhor do que conhecer melhor a nós mesmo, e também as pessoas que estãp ao nosso redor. Acesse o link: http://migre.me/5fuNC

domingo, 10 de julho de 2011

Viatura do Departamento de Trânsito de Ferraz é apreendida por falta de documentos e Miguel Leite mostra com exclusividade

Veja o péssimo exemplo que a prefeitura de Ferraz de Vasconcelos (SP) onde o jornalista Miguel Leite reporta que as viaturas do Departamento de Trânsito, estão todos irregular.

Já que não custa nada perguntar. Como será que estão a documentação das frotas de todas as cidades do Alto Tietê?

Assista o vídeo, e veja o que aconteceu em Ferraz.


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Tributo a favela

Hoje a presidente Dilma Rousseff inaugurou na cidade e estado do Rio de Janeiro, o Teleférico do Complexo do Alemão.

Daqui a pouco, os telejornais todos irão  mostrar a favela, e amanhã, com certeza o fato estará nas primeiras páginas dos jornais. Mas depois de amanhã, todas as favelas não só do Rio, como de São Paulo, ou qualquer lugar do pais, estarão la do mesmo jeito.

Claro que nas favelas em sua maioria tem gente do bem. Como também é uma oficina ou fábrica para o mau, onde de lá poderá sair pessoas que colocarão medo nas outras pessoas, que moram em belos apartamentos, mansões e andam por vezes em seus carros blindados.

Mas pesquisando sobre o assunto, achei um vídeo bem interessante, feito por Bruno Santos da Silva, e pelo que tudo indica, é um jovem.

E sendo um 'mano do gueto', quero postar este vídeo, que tem o título resto do mundo, em homenagem ao morador da favela, e ao meu amigo mendigo que olha carro no mercado Dia em Poá, e dorme na cobertura que era usado pelo Ciretran na Alameda Pedro Calil.

  

1ª Pesquisa on-line da região do Alto Tietê - EUMEMO Ideias

A EUMEMO está produzindo uma pesquisa para monitorar a utilização da internet no Alto Tietê.

A empresa quer descobrir algumas informações sobre os internautas da região.

Quem quiser participar onde em menos de dois minutos pode responder um rápido questionário.

Acesse pelo link: http://migre.me/5cxFa

Santander, Itaú-Unibanco e HSBC deverão devolver valores cobrados indevidamente de correntistas


 O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, entrou na justiça contra os três bancos, pedindo a devolução de R$ 1 bilhão aos seus correntistas em todo o país. Os bancos Santander, Itaú-Unibanco e HSBC teriam cobrado tarifas bancárias em desacordo com a tabela do Banco Central.

Clique e Ouça a Notícia:




Apresentação Andhréa Tavares / Fonte: Radioagência Nacional

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Advogada diz que Banda Larga Popular oferecida pelas empresas não atende necessidades do consumidor

Em entrevista a Walter Lima na Radioagência Nacional , a advogada do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), Veridiana Alimonti disse que o que está sendo oferecido não representa o que foi anunciado pelo Governo. Segundo ela, os planos de internet não são reais e prejudicam mais uma vez, o consumidor.






Clique e Ouça a Entrevista:



terça-feira, 5 de julho de 2011

Agradeço a todos os amigos que me felicitaram no dia do meu aniversário hoje


Agradeço a todos os amigos que me felicitaram no dia do meu aniversário hoje, que Deus possa retribuir a cada um o seu ato de consideração, respeito e carinho.


Muito obrigado pela vossa amizade e consideração.


São eles:

Adrea Carla Martinelli - Mauro Manoel - Davi Monteiro Mastrojácomo - Miranildo Gomes - Roseli Silva - Macedo - Moises Ribeiro Paulino - Wilson Lopes - Gerson Pereira - Manuel Remesso - Antonio Bordalo - Esther de Lima Bico - Ricardo Café - Sheila Kogevnikovs - Marcos Dornel - Amauri Leal Rodrigues - Cvc Turismo Suzano - Alberto Bayerlein - Gilberto Soares Campos - Antonio Carlos da Silva - Alexandre Guilherme - Emilly Hellen - Marcia Dias - Sandra Habib - Drika Ferraz - Nossa Banca de Poá - Dorilene - Luiza Brito - Angelita - Judite Calhelha - João Marcos Lima - Emerson Pereira - Reino Editorial - Daniel Barco - Dalmo Torres Favaro - Vereadora Marta Costa (SP) - Daneva Materiais Elétricos - Miriam D'Arc - Daniela Foiadelli - Cido Sutero Silva - Eliseu de Sousa Bressane - Michelle Marangon - Cezar Netto Soares - Valter Gomes - Lourdes Mesquita - Vivian de Paula - Mariza Silvio - Douglas Alves - Magic City Suzano - Pedro Campos Fernandes - Deputado Simão Pedro Chiovetti - Erika Ferrari Patti - Luiz Eduardo Grinberg - Consciência Cristã Vinacc - Aline Martinez Gonçalves - Marco Pasini (Feijão) - Lucinha Santos Diniz - Cris Cardoso - Cicero Palmeira da Silva - Rosangela Santos - Gislaine Drska - Ermenia Vieira - Delcimar Ferreira - Marcia Chia - Fernando César - Vanius Cezar Prado - Driano Ferreira - Ayl Marques - Vereador Júnior da Locadora - Sueli - Rogerio Lemes - Rede Descontão - Adão Costa Oliveira - Carlos Eduardo Zappili Albertini - Anthony Garotinho (ex-governador do Rio de Janeiro) - Marco Senna - Douglas De Oliveira Lourenzzo - Sônia Almeida - Robson Moraes - Deputado Carlos Alberto Bezerra Jr - Gilson Cardoso - Deputado José Candido - Marcos Burgese - Pr. Adilson Tomaz - Adilson Moreira - Angela Pereira - Rafael Moreira - Junior Moreno - Fernando Felippe - Pr Junior Célli - Vinicius Paula - Rosiana Alda - Rose Rosa - Celia Viana - Ana Acilda Silva - Tokie Nakai - Vereador Israel Lacerda - Vereador Rafael Garcia - Odilia Ferreira de Souza - Alexandre Feijó - Vereador Said Raful - Aline Nascimento - Vanja Araujo - Clovis Paoletti - Viviane Costa - Aline Nascimento - Raquel Lacerda - Marcos Dias - Luís Sérgio Ferreira - Deputado Guilherme Mussi - Fabis Dandara - Elisangela da Silva - Noemi Rocha Correa - Paulinha Souza - Guilherme - Airton Sponda Ferreira - Dihh Maciel - Rubia - Washignton Valsecchi - Cassia Torres - Mauro Fretado - Elizabeth - Fátima Pedro - Janice Rocha - Natachy Araújo - Shitão Romeu - Adilson Jose Pergher - Cássia Morales - Carlinha Alves - Tsylla Balbino - Paulo Peruci - Jair Pedrosa - Pastor Anderson  - Monalisa Ventura  - Murilo Barco - Rita Giron - Edna Calabrez - Edna Calabrez - Rita - Isabella - Daya - Rodrigo Veríssimo - Thiago Cavaletti - H e y Ԃ - Garcez - Marco Aurélio - Mario Moreno - Silvana Santos - Eduardo Pedroso - Honório Costa - Pr. Onesimo Maximiano - Rosana Costa - Elvis de Jesus - Andréia - Cida Viviani - Gel - Valquiria Conceição Duarte - Jurema- Saraiva - Cleide Maria - Maristela Costa - Vivaldo - Lucimara Assunção - Missionaria Rose - Pastora Marisel de Castro - Bebeto Tenório - Alissa Regina Lara - Ana Maria Magni Coelho - Aldeci Brito - Tatiana Pereira - Rodrigo Atanázio - Léia Lima - Thássia Maziero - Luciane Silveira Pedroso - Keli Passos - Paloma Lopes - Elson Santos - Alberto Freitas - Heline Albano - Eduardo Pedroso - Claudio Molina Baruk - Julien Pereira - Andrea - Alexandre Máximus - Jocimar Valuci - Silvana Carrazzone - Thelma de Paula - Dr. Pr. José Carlos Santos - Marcos Borges (vice-prefeito de Poá) -Joceli Soares - Wilson Zapata - Neto Godoy - Suzete de Paula  - Keryen Krahembulh - Wagner Travolta Cover Urizzi - Fabiana Massa - Simony Massa (Secretária da Mulher Poá ) - Antonio Guarinho (Família Guarinho) - Aline - Robertinho Alves - Miriam Fávaro - Luiz Costa Jr. - Nanci Alves - Roselisa Gordinho - Eliane - Jean - Bagis Bueno - Dhara Maldonado - Sérgio Almeida - Aline Marques -Andrea Coppola - Nena Mar - Marcia Alves - Leonardo Ferreira - Eduardo Magrão - Laura Luiz - Luiz Peres - Fernanda Almeida - Paulo S. Vale Quaresma - Pagezine - Irma Detini Zerinati - Cris Peralta - Douglas Spada - Bandu - Maxilaine - Dricz & Zezo - Doni - Turiny - Diego Rodrigo - Samuel & Karina - Lala - Gilvan S. Lima - Nataly Sa - Nilson Moreira - Magali Salmeron - Rubenita Ferreira - Marcelo Jaba - Ivani Campanile - Angel Keys - Jaciel José da Silva - Adilson Gomes Pereira - Claudete - Amina Bacha - Rodrigo Ashiuchi - Rosiana Alda - Viviane Costa - Cassia Torres - Mauro - Vera Tabach - Fernanda Almeida - Rita Giron - Woshington Bezerra - Andrea Schneider - Patricia Santos - Ivan Ribeiro - Eude Martins - Francisco Moreira Guedis - Tamara - Madalena



Obrigado pela mensagem


Nunca pare de sonhar
Richard Bach

Havia no alto de uma montanha três árvores.

Elas sonhavam com o que iriam ser depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas disse: eu quero ser o baú mais precioso do mundo e viver cheia de tesouros.

A segunda, olhando um riacho suspirou:  eu quero ser um navio bem grande para transportar reis e rainhas.

A terceira olhou para o vale e disse:  quero crescer e ficar aqui no alto da montanha; quero crescer tanto que as pessoas ao olharem para mim, levantem os olhos e pensem em Deus.

Muitos anos se passaram, as árvores cresceram.

Surgiram três lenhadores que, sem saber do sonho das árvores, cortaram as três.

A primeira árvore acabou se transformando num cocho de animais, coberto de feno.

A segunda virou um barco de pesca transportando pessoas e peixes todos os dias.

A terceira foi cortada em vigas e deixada num depósito.

Desiludidas as três árvores lamentaram os seus destinos.

Mas,numa certa noite, com o céu cheio de estrelas, uma jovem mulher colocou o seu bebê recém-nascido naquele cocho.

De repente, a árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo.

A segunda, certo dia, transportou um homem que acabou por dormir no barco.

E, quando uma tempestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse PAZ!!

E, imediatamente, as águas se acalmaram.

E a árvore transformada em barco entendeu que transportava o rei dos céus e da terra.

Tempos mais tarde, numa Sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando as vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela.

A árvore sentiu-se horrível vendo o sofrimento daquele homem.

Mas logo entendeu que aquele homem salvou a humanidade e as pessoas logo se lembrariam de Deus ao olharem para a cruz.

O exemplo das árvores é um sinal de que é preciso sonhar e ter fé.

SEMPRE !!!

Não importa o tamanho dos sonhos que você tenha, sonhe muito e sempre.
Mesmo que seus sonhos não se realizem exatamente como você desejou, saiba que eles se concretizarão da maneira que Deus entendeu ser a melhor para você.






"Uma nuvem não sabe por que se move em tal direção e em tal velocidade.

Sente apenas um impulso que a conduz para esta ou aquela direção.

Mas o céu sabe os motivos e os desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando
se erguer o suficiente para ver além dos horizontes."




sexta-feira, 1 de julho de 2011

Livros do MEC promovem MST, racismo, prostituição, incesto, estupro, pedofilia e agressão a professores para alunos do ensino fundamental


A pouco recebi um e-mail, com uma denúncia do advogado do Rio Grande do Sul, Celso Galli Coimbra - OABRS 11352, que relata o seguinte fato abaixo.

No Pronunciamento do Senador Demóstenes, do dia 21 de junho de 2011, sobre o conteúdo dos livros da coleção Viver Aprender, distribuída pelo Ministério da Educação para o ensino público fundamental, há um relato minucioso do Senador que se constitui em graves DENÚNCIAS de promoção do racismo, prostituição, incesto, estupro, pedofilia e agressão física e moral a professores, além de enaltecimento do MST.

Estas são DENÚNCIAS de condutas provenientes de administradores públicos que se constituem em CRIMES, e não podem de forma alguma serem consideradas meras “políticas de Estado” no âmbito do ensino público para alunos no início da adolescência .

Este assunto já ingressou na órbita da transgressão do Código Penal e como tal deve ser examinado pelas autoridades responsáveis pela ação penal pública no Brasil.  A DENÚNCIA feita dia 21 de junho de 2011 está reproduzida na íntegra no vídeo que segue e não pode mais ser ignorada.

Assista o vídeo em pronunciamento do Senador Demóstenes Torres



Fonte; http://biodireitomedicina.wordpress.com/

Brasileiros terão Internet de 1 Megabit a R$ 35


Concessionárias oferecerão com recursos próprios serviço de internet em 90 dias

Conforme divulguei ontem aqui no meu blog - http://migre.me/59vM9

As concessionárias de telefonia fixa Oi, Telefônica, Sercomtel e CTBC, passarão a oferecer banda larga de 1 Megabit a R$ 35. O serviço começa a ser ofertado em 90 dias. Com as novas medidas o objetivo é atender 40 milhões de domicílios até 2014. A medida é resultado de um acordo do governo com as empresas e será instituída por decreto, publicado no Diário Oficial da União hoje.

Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o preço da internet custa no Brasil, em média, R$ 70 e cairá para metade do preço após a negociação com as concessionárias. As empresas não poderão fazer venda casada, ou seja, obrigar o consumidor a comprar outro produto além da conexão à internet.

Os investimentos serão realizados pelas empresas com recursos próprios para que a velocidade da banda larga seja aumentada de forma gradativa até alcançar 5 Megabits em 2014. “Eu imagino que, no máximo em trinta dias, as empresas farão a adaptação necessária para começar a oferecer o serviço. Para atingir todo o território nacional, estamos estabelecendo um prazo até 2014, ou seja, as empresas farão a implantação desse serviço gradativamente”, disse Bernardo.

O governo considera que, mesmo baixando o preço da internet a R$ 35, parte da população não conseguirá ter acesso à Internet e já pensa numa solução a longo prazo. “Vai chegar um momento em que nós teremos que definir o que fazer com aquelas famílias que mesmo com esse preço mais baixo não terão condições de ter internet. Certamente terá que fazer um plano de universalização e já estamos pensando nisso. De qualquer forma, já estamos dando um impulso enorme com esse preço menor”, avaliou o ministro.

Os novos preços e as características do serviço serão divulgados pelas empresas e pelo governo. A respeito da qualidade mínima do serviço a ser oferecido, Bernardo informou, que, até 31 de outubro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deverá aprovar a regulamentação para a internet, tanto da fixa quanto da móvel.

Fonte: Secom - Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República