ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Prefeitura da Estância Hidromineral de Poá terá que cumprir Lei Anti Fumo nos seus próximos eventos


Após o fotógrafo Adilson Santos cobrar do prefeito de Poá Francisco Pereira de Souza (PDT) (quando chegou no evento) e do Secretário de Governo Geraldo Oliveira no dia da Marcha Para Jesus, que aconteceu no último dia 17 de julho na cidade de Poá, providências no sentido que fosse cumprida a Lei Anti Fumo de número 13.541 de 7 de maio de 2009, a cidade terá que ter a lei cumprida em todos os eventos da cidade.

No dia da Marcha, a qual aconteceu no Parque do Povo, na Vila Romano em Poá, tanto no palco, onde estavam funcionários da empresa contratada do som, como também na área de camarins e serviço, atrás do palco, onde servidores municipais fumavam entre eles o secretário de Cultura da Douglas Aspásio.

Os funcionários públicos fumavam, e não respeitando as pessoas entre eles pastores que estavam circulando e trabalhando na organização do evento. Houve alguns pedidos para que não fosse fumassem no local, mas foram ignorados, onde após terem sido tratados com desdém e chacotas, os servidores que deveriam dar exemplo, fumavam em área coberta.

No local não havia nenhum tipo de identificação, com o aviso o qual é obrigatório, segundo o funcionário Flávio Alberto, da central da lei Anti Fumo (da Secretária de Saúde do Estado de São Paulo), o qual orientou que qualquer irregularidade, o cidadão pode entrar em contato pelo telefone 0800 77 133 54 ou pelo site: www.leiantifumo.sp.gov.br

O local que era coberto com concentração de pessoas, não estava afixado aviso de proibição do fumo, em pontos de ampla visibilidade com indicação de telefone e endereço dos órgãos estaduais pela vigilância sanitária e defesa do consumidor, de acordo com o artigo 2º, § 3º.

Para o fotógrafo Adilson Santos, isto é uma total falta de respeito, ainda mais vindo de uma autoridade, a qual deveria ser exemplo. Mas nos próximos eventos estarei olhando e fiscalizando como cidadão, e se a lei não estiver sendo cumprida, entrarei em contato com autoridades competentes, se ser houver necessidade, avisarei a Polícia Militar, a qual segundo orientação que recebi, pode ser acionada para o cumprimento da lei

Bons motoristas são babacas?

Bons motoristas são babacas?

Pateta no Trânsito

Qualquer semelhança com a vida real, não é mera coincidência. Pois tal ilustração, mostra que tal comportamento, pode estar em qualquer lugar, e até na na administração pública.

Não duvide.

Entidades que combatem corrupção lançam site com candidatos ficha limpa

A partir de hoje, os eleitores de todo o país poderão consultar na internet a relação dos políticos, cujas candidaturas estão enquadradas nas exigências da chamada Lei da Ficha Limpa, que impede a disputa de cargos eletivos a quem tenha sido condenado em decisão colegiada (por mais de um juiz).

Disponível no endereço eletrônico www.fichalimpa.org.br, o site é uma iniciativa da Articulação Brasileira Contra a Corrupção e a Impunidade (Abracci), o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e o Instituto Ethos.

As informações e os documentos que comprovem que o candidato se inclui entre os fichas limpas deverão ser apresentados voluntariamente pelo próprio político. Os eleitores interessados, contudo, poderão questionar o teor dos dados apresentados, denunciando eventuais contradições no próprio site.

A nova ferramenta também permitirá aos políticos darem maior transparência às doações recebidas, informando semanalmente a origem e o montante dos recursos obtidos e os gastos feitos no período. Pela legislação eleitoral em vigor, o candidato só precisa prestar contas aos tribunais eleitorais 30 dias após o término da eleição.

De acordo com o presidente do Instituto Ethos, Oded Grajew, a iniciativa pode ajudar a coibir a prática do chamado caixa 2 nas campanhas. Já para o vice-presidente do instituto, Paulo Itacarambi, a divulgação das doações alimentará também o debate sobre o papel desempenhado pelas empresas doadoras e seu apoio a candidatos que respeitem ou não valores éticos.

“As empresas, com o financiamento, têm uma forte influência nos resultados. E assim [com o site] a sociedade terá a oportunidade de saber e questionar a empresa que, porventura, financiar um determinado candidato, que esteja sendo denunciado. Passará a haver um debate envolvendo um outro importante ator das eleições, as empresas”, disse Itacarambi, durante a apresentação do site à imprensa, em São Paulo.

Fonte: Agência Brasil

domingo, 25 de julho de 2010

Por que meu blog não faz o sucesso que eu esperava?

O Technorati estimava, em 2008, que 175 mil blogs eram criados por dia. Outro estudo revela que a grande maioria deles é excluído ou abandonado antes do 3º mês. Existem muitos motivos que levam as pessoas acriar um blog e outros tantos que as levam a desistir dele. Se você está pensando em desistir de seu blog, sugiro que primeiro leia esse artigo e depois tome sua decisão.





Talvez seja o momento de rever seu blog, analisar o que deu certo e o que deu errado, fazer um novo planejamento e, se preciso, mudar o nicho, o template, a forma de escrita e divulgação. Baseado em minha experiência com blogs de sucesso e com o contato direto que tenho com vários blogueiros iniciantes e experientes, vou relacionar alguns fatores que podem atrapalhar o sucesso de um blog e sugiro que analise se está inserido em algum deles.
  1. Você não escreve bem – Ninguém quer ler artigos com erros de português, gírias em excesso e grosserias. Vivemos uma época em que nada é novidade, a concorrência sobre um assunto é muito grande, então se esse é seu problema sugiro que faça um curso online de português grátis,conheça as novas regras ortográficas com ajuda do site Um Português.com e utilize umdicionário online para as palavras com as quais tenha dúvida.
  2. Escreve para um nicho que tem poucos visitantes – Talvez o nicho (assunto) que você escreve possua poucas pessoas interessadas no momento. Reavalie esse item e se for o caso mude de nicho, ou aumente o leque dentro do mesmo nicho. No artigo Como criar um blog: Blogs de nicho, a Sandra do Info Macross desvenda um pouco os mistérios de se criar um blog de nicho.
  3. Escreve poucos artigos – Pela minha experiência, 50 artigos publicados é um bom número para começar a analisar as estatísticas de um blog. Se você não possui esse número de artigos, sugiro que tente escrever o máximo de artigos que puder por semana. Depois de alcançar esse número tente manter uma frequência de, pelo menos, 3 artigos por semana. Se puder ser diário, melhor ainda. Existem nichos, como o futebol, que a frequência precisa ser diária (talvez mais de 1 artigo por dia).
  4. Não sabe escrever títulos interessantes para os artigos – O título do artigo pode significar o ganho ou perda de vários leitores. Essa técnica deve ser trabalhada e aperfeiçoada sempre. Eu procuro criar um título provisório e escrever o artigo, depois volto ao título e tento imaginar, baseado no conteúdo, se estivesse procurando aquela informação no Google, o que eu digitaria? Qual resultado me chamaria mais a atenção? Sugiro que comece esse exercício pelos artigos que já estão publicados. Leia também o artigo Escreva títulos matadores e seduza… a atenção dos leitores, escrito no Quero Ter um blog.
  5. Não divulga seus artigos no Twitter e nas redes sociais – Não adianta ter as credenciais dos primeiros 4 tópicos e não divulgar seus artigos no Twitter e nas redes sociais. Twitter, diHITT, Linkk,Rec6, Facebook,Orkut entre outras redes sociais devem ser utilizadas para divulgar seus artigos. Alguns artigos interessantes sobre o tópico:

  6. Não fideliza seus visitantes – Quando visito um blog e gosto dos artigos escritos procuro logo o formulário de feeds por e-mail. Meu tempo é muito curto e utilizo esse recurso para julgar diariamente o que devo, ou não, ler. Se não possui esse recurso veja aqui como criar uma conta no Feedburner ecomo colocar o formulário de feeds por e-mail.
  7. Não responde aos comentários, ou quando responde, trata o visitante com descaso – Quem procura informação em um blog muitas vezes que conversar, dar opinião, questionar. Se você não responde aos comentários, ou pior ainda, quando responde é grosseiro ou trata com descaso, ai pode estar a razão do insucesso de seu blog. Sempre responda aos comentários, seja gentil, mesmo quando tiver que responder alguma provocação. Você irá ganhar pontos com outros visitantes que lerem os comentários. Leia o artigo Comentários em blogs - Devo responder a todos?, escrito no Simples Assim.
  8. Seu layout dificulta a leitura – O layout (template) de seu blog pode estar dificultando a leitura dos artigos. Cores fortes, letras pequenas, muitos gifs piscando ou anúncios em excesso podem afastar o leitor de seu blog. Escolha um template com cores claras, discreto, e evite propagandas em excesso. Veja aqui uma relação de templates para o Blogger e aqui uma relação de templates para o Wordpress.
  9. Não interage na Blogosfera – Você precisa se apresentar a blogosfera, dizer quem é você. Uma das melhores maneiras de fazer isso é conhecer outros blogs, comentar nos artigos desses blogs (sempre utilizando o OpenID), seguir os blogueiros no Twitter e vivenciar esse mundo.
  10. Seu blog não está bem posicionado no Google (SEO) – Seu blog pode não ser bem posicionado no Google e nos demais buscadores. Você precisa estudar um pouco sobre SEO e colocar em prática em seu blog e nos seus artigos. Mas pior ainda, seu blog pode ter sido penalizado pelo Google.




Fonte: http://www.querocriarumblog.com.br/

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Secretário de Cultura de Poá Douglas Aspásio, intimida blogueiro no meio das Praças da Bíblia Guido Guido, e ainda faz ameça


No dia de hoje, por volta das 8h30, eu estava passando nas Praças da Bíblia e Guido Guido, quando ao lado do espelho d'água, estava o Secretário de Cultura de Poá, o qual me fez ameças, deferiu várias palavras de baixo calão com palavras de ofensa pessoal, e ainda me ameaçou dizendo que era para tomar cuidado com o que eu postava na internet, pois não conhecia ele, e muito menos sabia de onde ele tinha vindo.

Já na segunda feira na parte da manhã, no dia 19/07/2010, tirei algumas fotos do local, onde ele tomou conhecimento, e não gostou.

Veja as mesmas clicando aqui - Olha como esta a Praça

Praças de Bíblia e Guida precisa de mais cuidado, limpeza, manutenção e organização

quarta-feira, 21 de julho de 2010

O Bom Profissional Faz Direito

O quanto é gostoso, você chegar com fome, e degustar aquele arroz com feijão bem temperado, ainda mais se for caseiro.


E quando na feira livre o vendedor de frutas te mostra frutas selecionadas, ou quando pega um pé de alface, melhor do que escolheste.


Já no posto de gasolina, mesmo quando o(a) motorista não se lembra, o bom profissional pergunta se quer que olhe a água do radiador, e ainda diz esperando uma caixinha: Quer que complete doutor?


E quando em um momento de emergência, nós ou uma pessoa mais chegada, precisa de um atendimento médico ou de enfermagem, temos ou podemos ver, um bom

profissional exercendo sua profissão com presteza, dedicação em prol ao ser humano.


Ou seja, o bom profissional, faz direito, ou melhor, o bom profissional faz direito sempre.


Mas nem sempre nos deparamos com bons profissionais fazendo direito, ainda mais no que tange a administração pública, onde a cada dia, esta sendo raro encontrar bons profissionais.


Hoje estamos vivendo em uma sociedade, onde a cada dia aumenta a inversão de valores, o crime de organizou, e tem entrado onde o Estado tem falhado.



QUEM FAZ DIREITO FAZ DIREITO?


Quem diria que Nelson Mandela pudesse chegar ao posto que chegou. E Martin Luter King então? e Marina Silva no Brasil, que começou a estudar aos 16 anos,e hoje é senadora, pessoa de respeito em várias partes do mundo.


Ou seja, um cidadão quando estuda, seja uma simples profissão, desde manicure, um padeiro, até um profissional da área do direito, que pode chegar a ser um juiz ou embaixador, tem sim o seu mérito. Ainda mais quando estuda ou faz direito.


Então o porque da pergunta acima? Vamos raciocinar sobre o que diz Vandeler Ferreira da Silva, no sitio infoescola. Ele definini assim:


O termo direito provém da palavra latina directum, que significa reto, no sentido retidão, o certo, o correto, o mais adequado. A definição nominal etimológica de Direito é “qualidade daquilo que é regra”. Da antiguidade chega a famosa e sintética definição de Celso: “Direito é a arte do bom e do

eqüitativo”. Na Idade Média se tem a definição concebida por Dante Alighieri: “Direito é a proporção real e pessoal de homem para homem que, conservada, conserva a sociedade e que, destruída, a destrói”. Numa perspectiva de Kant: ”Direito é o conjunto de condições, segundo as quais, o arbítrio de cada um pode coexistir com o arbítrio dos outros de acordo com uma lei geral de liberdade”.


Nessa linha de compreensão, o direito seria conceitualmente o que é mais adequado para o indivíduo tendo presente que, vivendo em sociedade, tal direito deve compreender fundamentalmente o interesse da coletividade. Daí surge a grande discussão que se trava ao longo dos tempos, o que obriga que os conceitos do certo ou errado, do direito e do não direito se adaptem às novas realidades geográficas, religiosas, humanísticas e históricas, para descrever apenas algumas questões que interferem na evolução e adequação do direito a ser aplicado.





Sendo assim, quem faz ou estuda direito, tem que fazer direito, ou melhor, ser um bom profissional, tanto quanto começamos a pensar la em cima.


O que não dizer da Declaração Universal dos Direitos Humanos. E temos no Brasil, a Constituinte, a qual da direito a liberdade de expressão, e manifestação de pensamentos.


Mas o que pasma a sociedade, principalmente a poaensse, é que profissionais que exercem cargos públicos, são pagos com o dinheiro público, dinheiro do trabalhador seja de qual profissão for, contribui com seus impostos, onde espera do Estado um serviço de qualidade, e se depara com pessoas que diz que estudaram direito, conhecem o direito, mas não faz direito, E olha que nem vamos entrar no juramento da profissão.


Pessoas que não respeitam o próximo, não tem inteligência para discutir politicamente no campo das ideias, e como um dia foram acadêmicos do direito, aprenderam sobre ética, mas é como dizia um professor meu: Parece que entrou em um ouvido e saiu no outro.



Sendo assim, aprenda com o Sr. José da Praça dos Eventos, que mesmo sendo homem simples, faz direito, desde quando varre o chão, até quando cuida de uma simples planta no jardim.

Por “amor”, Sandra Maia via Yahoo! Colunistas

Por “amor”, Sandra Maia via Yahoo! Colunistas: "

Será mesmo que precisamos ser assim tão dramáticos? Será mesmo que a sociedade, Deus, nossos entes queridos esperam que fiquemos assim: mortos -vivos dentro de uma relação sem amor.

"

domingo, 18 de julho de 2010

Carta aberta de Répúdio, ao Secretário de Cultura de Poá - SP

----- Mensagem encaminhada ----De: Adilson Santos Para: Douglas Aspásio ; d.aspasio@hotmail.com; douglas.aspasio@poa.sp.gov.br; cultura@poa.sp.gov.brCc: testinha@poa.sp.gov.br; Gabinete Prefeito Poá ; Gabinete do Prefeito de Mogi das Cruzes ; Vice Prefeito de Mogi das Cruzes ; efeito@poa.sp.gov.br; marcos.borges@poa.sp.gov.br; governo@poa.sp.gov.br; geraldo.oliveira@poa.sp.gov.br; Jornal da Record ; Jornal Diário do Alto Tietê ; Advogado Jornal da Tarde ; Daniela Foiadelli - Diretora Jornal Codidiano ; Cidades Jornal Diário de Suzano ; Marilei S. Rádio Metropolitana ; Chefia de Reportagem - Diário de Suzano ; Diário de Arujá ; Jornal Diário de Suzano ; Jornal Diário de Mogi ; Jornalismo TV Diário ; Ministério Público de São Paulo - Dep. de Comunicação ; Ministério Público de São Paulo - Diretoria Geral ; OAB Poá Enviadas: Domingo, 18 de Julho de 2010 20:41:05Assunto: Secretário de Cultura de Poá (SP) Não respeita lei anti fumo e nem tem bom senso, fumando no meio de pessoas em local coberto.


Carta aberta de Répúdio, ao Secretário de Cultura de Poá - SP
Sr. Douglas Aspásio, o qual não cumpre a lei Anti Fumo de São Paulo
LEI Nº 13.541, DE 7 DE MAIO DE 2009.




Caros Amigos, Colegas, Cidadãos, Imprensa e Senhor Secretário de Cultura da Estância Hidromineral de Poá.
Douglas Aspásio


Venho aqui, manifestar o meu repúdio, sobre a atitude de total falta de urbanismo, civilidade, espírito de coletividade, e educação no dia de ontem, 17 de julho de 2010. - onde no Parque do Povo (denominado pelo prefeito - Francisco Pereira de Sousa (PDT) o Testinha) aconteceu mais uma edição da Marcha Para Jesus em Poá.

Ao lado do palco, onde foi montado os camarins, com grandes tentas que cobriam os camarins, e área comum de circulação de pessoas que trabalhavam nos bastidores, e vossa senhoria juntamente com outros servidores, em meio a circulação de pessoas evangélicas, pastores, cantores, músicos, convidados e visitantes a cidade, ficaram abismados ao ver pessoas fumando, não respeitando a lei em tela.

Se não fosse só a lei acima, faltou também a vossa senhoria e equipe de empregados da prefeitura, e outros funcionáros contratados, a lei do bom senso, a mesma que somos educados por nossos pais e familiares que respeitam o próximo.

Pegou mal, onde a cidade recebeu a visita de várias pessoas, entre elas músicos, artistas e deputados, onde saiu com uma imagen negativa da cidade, ainda mais sabendo que alguns pastores pediu educadamente para não fumarem, e vossos subalternos, trataram com ironia, sacarmos, risinhos e converssinhas.

Pedi educadamente ao Senhor Prefeito Francisco Pereira de Sousa quando chegou ao evento, para que solicitasse aos vossos subalternos, não fumar, e fazer cumprir a lei anti fumo. O qual solicitou, mas quando virou as costas, alguns funcionários continuaram a fumar.

Reitero o meu pedido, para que seja cumprida a lei acima, seja ela ou a do bom senso, para que dentro da Secretaria de Cultura ou demais departamentos da Administração Pública, e outros lugares cobertos nos futuros eventos que vier a trabalhar não fume, e respeite mais as pessoas, principalmente as que não fumam.



REPUDIO vossa ação, que não serve em nenhum momento, como exemplo de homem público.




Adilson Santos - fotógrafoTelefones
55(11) 2854-9643 / 9387-9978

http://adilsonsantosfotografo.blogspot.com/

Marcha Para Jesus 2010 em Poá - Veja aqui o desrespeito e desdém que o prefeito Testinha e o Secretário de Cultura trata os evangélicos na cidade

Foi realizada ontem (17/07/2010), onde pela primeira vez, aconteceu a celebração no lado de cima da cidade, na Vila Romano. Local denominado pelo atual prefeito Francisco Pereira de Sousa (PDT), o Testinha , como Parque do Povo.

A concentração aconteceu na Praça da Bíblia Guido Guida às 16 horas, onde com lixos na entrada uma grande folha de coqueiro estava na grade em cima de uma faixa a qual causa poluição visual, mas é colocada pelo governo municipal.

A praça, reformada e unida pelo prefeito Roberto Marques (PTB) - onde na reforma construiu um lindo espelho de água, mas a atual administração, não consegue deixar o local conservado, onde constantemente esta sujo, como no dia de ontem, cheio de lodo marrom, nos azulejos azuis que dão um toque bonito ao local.

Mas fingindo não ver a sujeira, o secretário de cultura, Douglas Aspásio, apareceu ao local com a equipe de reportagem da TV Diário de Mogi das Cruzes, onde deu entrevista, usando o povo do local como pano de fundo.

Enquanto isto chegava um caminhão de som, ou trio elétrico, o qual não fazia nenhuma alusão a Marcha Para Jesus, afinal, o dono do mesmo, que é o Bossal, casado com a filha Patrícia Bin, filha do prefeito Testinha, foi avisado bem em cima da hora, onde mandou um caminhão com restos de faixas (a qual poderia causar acidentes) - pedaços de madeira, e um microfone que não funcionava direito, falhando constantemente.

Os funcionários dos departamentos de Trânsito e Segurança fizeram um bom trabalho durante o trajeto da Macha, que seguiu pela Avenida Nove de Julho, Capitão Francisco Inácio, Marechal Floriano Peixoto, e Praça João Felipe Júnior. Onde o povo passou sob a passarela subterrânea enquanto o caminhão e trenzinho com as crianças deram a volta para o outro lado da cidade, usando o viaduto.




Na subia ao viaduto, o trenzinho com as crianças quebrou, onde os Guardas Civis e funcionários do Transito agiram rapidamente, para administrar o problema. Já os pastores, como não estavam preparados para uma crise, ficaram meio perdidos, onde fica a lição, que tem que ser usada estratégias de guerra, onde tudo não pode ficar centrado somente em um ou dois, mas cada um tem sua função, como no Corpo de Cristo, onde Ele é a cabeça, e os membros, cada um exerce a sua função. Claro que tudo planejado com antecedência, onde tem que estarem prontos para tudo.

Enquanto isto, um grande número de pessoas aguardava na Avenida Engenheiro Prefeito Francisco Correa Alen, a chegada do caminhão de som, onde após os pastores fazerem uma oração, seguiram pela avenida, até a concentração, na Vila Romano.

LOBINHOS E POLITIQUEIROS

Por ser ano eleitoral, claro que os oportunistas sempre aparecem, e disfarçados de lobinhos (como disse um pastor) eles estão lá, misturados ao povo, com caras de simpáticos e às vezes até disfarçados de irmão.

Neste ano, senti a falta do ex vereador Rogério Mathias, e do Magal, um dos idealizadores da Marcha na cidade, pessoa esta que junto com o ex-vereador Chiquinho, ajudou muito na realização e propulsão deste feito pra cidade.

Logo nas primeiras filas, estava a primeira dama da cidade de Poá, Márcia Teixeira Bin Sousa, a qual nunca participou do evento, onde ainda não se sebe se ele foi mesmo prestigiar o evento, ou já esta fazendo campanha para sair candidata a vereadora na próxima eleição.


Estava também logo à frente, o candidato a deputado Nilton Cesar, acompanhado com o Sr. Masataka Ota, pai da criança Ives Yoshiaki Ota, o qual foi assassinado, e segundo informações a mãe do garoto é candidata a deputada federal, onde foi trazido pelo Nilton Cesar, ato este, que não soou bem onde a grande parte das pessoas classificou como sendo oportunistas.


BEBIDA ALCÓLICA A VONTADE

Logo na entrada do Parque do Povo, todos que chegaram ao local da concentração, foram revistados, até os pastores foram revistados. Mas dentro do Parque do Povo, não estava o Conselho Tutelar, onde a venda de bebidas foi feita de forma descontrolada, onde era possível ver, até menores de idade fazendo uso de bebidas.

Se não fosse só isto, era notório sentir cheiro de maconha sendo usada pelos cantos, onde segundo outras pessoas (evangélicos que saíram escandalizados), viram outras pessoas infiltradas no evento, usando drogas.

A Polícia Militar (policiais de serviço) informou que não entraram no local do evento, mas lá havia a Guarda Municipal, onde não fez nenhuma apreensão oficial de drogas, ou coibiu o uso dentro do Parque do Povo.


BANHEIRO SUJOS E FALTA DE ACEPCIA
A maioria do banheiros químico, ou todos os quais pude observar, estavam sujos, ou seja, um verdadeiro ninho de bactérias, pois para o homem fica até mais fácil, ser for o numero 1, já as mulheres, tem que compartilhar toda gama de vermes e bactérias, onde tal fato pode causar infecções de toda sorte, ou melhor, todo azar.

Se não bastasse isto, faltou acepcia em grante parte da maioria dos locais que estavam vendendo alimentação, ou seja, não havia um local, uma pia, para que pudesse ser lava as louças, ou as pessoas que estavam vendendo alimento, para que pudesse lavar suas mãos corretamente, louças, instrumentos de trabalho.

Agora imagine só, uma pessoa que esta la trabalhando, vai no banheiro químico (o sujo) e após isto lava a mão onde? Não lava, ou seja, fica assim mesmo.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA - NEM PENSAR
A Secretaria de Saúde Municipal, através do Departamento de Vigilância Sanitária, deveria sim, treinar, orientar e fiscalizar sobre a higiene dos alimentos comercializados nestas festas.

Ou será que tem que acontecer algo grave, alguém ficar doente gravemente, ou até morrer para se tomar uma providência?

Será que não existe um Secretário de Saúde que possa ter a inteligência de saber fazer um trabalho preventivo?

Já os vereadores, teriam que fiscalizar isto efetivamente.


LEI ANTI FUMO 13.541 NÃO É CUMPRIDA PELO SECRETÁRIO DE CULTURA DA CIDADE
Já na área de serviço atrás do palco, onde havia uma grande tenda a qual cobria os camarins, onde havia quatro. O primeiro ocupado pelo Secretário de Cultura da cidade Douglas Aspásio e demais funcionários e convidados, o segundo para o cantor Régis Danesse, o terceiro aos demais cantores e bandas, e o quarto onde era recebido os pastores e convidados do Conselho de Pastores.

Tanto no palco, onde funcionários da empresa de som contratada, estavam fumando durante o evento, mas orientado, foram fumar em um lugar aberto. Como também na área coberta, várias pessoas estavam fumando na área coberta, onde também estava o secretário de cultura, dando um mal exemplo.

Pastores pediram gentilmente, para que não fumassem. Mas foram tratados com desdém, ou seja, ainda foram motivos de chacota, por farte dos servidores público da administração municipal.

Com a chegada do prefeito Francisco Pereira de Sousa (PDT), o qual foi avisado por mim do que estava acontecendo, conversou com o secretário de cultura, e demais funcionários, onde pediu para que não fumassem mais no local, ou seja, nás áreas cobertas.



TIETAGEM PODE, PROFISSIONALISMO NÃO
Após ser sido advertido por não dar bom exemplo de bom senso, por fumar e não cumprir a lei anti fumo, o Secretário de Cultura Aspásio, deu ordem aos seguranças para que eu que estava reportando o evento, fosse tirado do palco, e fui impedido de tirar fotos do cantor evangélico Douglas Danesse.

Perguntei ao secretário por qual motivo eu não poderia reportar, pois eu estava acompanhando a Marcha desde sua saída da praça, ele me disse que eu para entrar no camarim e tirar fotos do cantor, teria que mostrar a ele minha credencial.

Informei a ele, que as informações sobre minha pessoa ali, competia ao Departamento de Imprensa da Prefeitura Municipal, a qual tem todas informações, e perguntei a ele, o motivo de só pedir ali naquele momento, o qual não soube explicar.

Mostrei também o crachá o qual foi me dado pela comissão de eventos e diretoria do Conselho de Pastores, ele disse que não servia, mas ele queria ver outra. O qual mostrou não ser educado, nem profissional, e muito mesmos político.


TIETAGEM PODE

Enquanto isto, várias pessoas, formavam uma fila na porta do camarim do cantor Régis Danesse, o qual entravam para fazer tietagem, já trabalho, tinha que ser feito, mas desde que, se lustrasse o ego do secretário de cultura, ou fizesse alguns dos seus caprichos.

PREFEITO E SECRETÁRIO DE GOVERNO NÃO MANDA NADA.
Me dirige ao senhor Secretário de Governo Geraldo Olvieira, onde reportei o que estava acontecendo, o qual disse que não era responsabilidade dele. Me dirigi ao prefeito Testinha, onde disse o que estava acontecendo, e que medida ele iria tomar. O mesmo disse também, que não podia fazer nada, pois não era responsabilidade dele. Ou seja, os senhores vasilinas estavam lá sim, para atender caprichos de tietagem de pessoas que lustram sua vaidade.




Segue....

Praças da Bíblia e Guido Guida, um dos cartões postal de Poá precisa de mais cuidado, limpeza e conservação

As Praças da Bíblia e Guido Guida, um dos cartões postal da cidade, esta ficando a desejar, ou melhor, o que esta ficando lá, é sujeira, veja por exemplo, a foto abaixo, a qual foi tirada sábado, enquanto os evngélicos da cidade e região, se reuniam para o evento Marcha Para Jesus.

Poá, terra das àguas, das Fontes Primavera e Áurea, tem um lindo espelho d'água no centro da praça, o qual vez outra fica sujo, ou seja, falta manutenção, cuidado, limpeza.



Esta foto foi tirada dia 17/07/2010 às 16:37 , na concentração da Marcha Para Jesus


Se não bastasse a poluição visual, a qual feita pelo Poder Público Municipal, o cidadão tem que se deparar com lixo no passeio público, ou seja, sacos de lixo ficam na calçada, junto com galhos de árvore e folhas de coqueiro, colocando em risco e vida de pessoas que tem mobilidade reduzida, ou qualquer cidadão que por ali circule.
Esta foto foi tirada dia 17/07/2010 às 16H09 minutos, na concentração da Marcha Para Jesus, ou seja, antes da foto anterior acima.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

ESTE É O BRASIL QUE VIVEMOS - E VIVA A ELEIÇÃO - Criança morre com bala perdida dentro da sala de aula no Rio

O menino Wesley Gilber Rodrigues, de 11 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (16) atingido por uma bala perdida enquanto estava dentro de uma sala de aula, informou a Secretaria Estadual de Saúde.

O aluno estava dentro do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) Rubens Gomes, em Barros Filho, no subúrbio do Rio de Janeiro, quando foi atingido no peito por um tiro. Wesley foi encaminhado pelos professores ao Hospital Estadual Carlos Chagas, onde chegou morto.

Segundo a Polícia Militar (PM), a troca de tiros ocorreu durante operação no Complexo da Pedreira, uma favela nas proximidades da escola, deixando seis suspeitos mortos, com idades entre de 20 a 30 anos. Dois homens foram presos e nove caça-níqueis foram apreendidos. Por conta do incidente, a Secretaria Municipal de Educação suspendeu as aulas da escola hoje. Na segunda-feira, uma equipe do Programa Interdisciplinar de Apoio às Escolas Municipais (Proinape) irá à unidade para conversar com as crianças e os professores.

Fonte: Agência Estadão - Via yahoo

Nota do blogueiro

Conversando a pouco com alguns colegas, um me disse: Isto acontece em qualquer país do mundo, afirmou ele. Concordo que pode acontecer sim, mas aconteceu no meu pais, terra onde nasci, onde existe uma Constituição, que pelo visto, só existe no papel.

A educação e segurança, faz parte das condições para a existência digna de uma pessoa. O cidadão, paga seus impostos, onde tem obrigação de ter este e outros serviços, com qualidade. Mas o que temos aqui?

Uma tragédia.

Que vergonha Brasil.

Que vergonha povo brasileiro.

Que no dia da eleição, quando cada brasileiro for escolher os futuros dirigentes do executivo e legislativo do pais, pensem nesta tragédia do dia de hoje.

E a família, meus sinceros sentimentos.

A C O R D A B R A S I L







Morte de menino provoca exoneração de comandante de batalhão da PM
Rio de Janeiro – O comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Fernando Príncipe, foi exonerado no final da tarde de hoje. Ele estava à frente da operação em que PMs entraram em confronto com supostos criminosos em Costa Barros, na zona norte da cidade. Durante o tiroteio, um menino de 11 anos morreu ao ser atingido por uma bala perdida dentro da sala de aula

O comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte, determinou que "o caso seja investigado com celeridade". Durante a operação em Costa Barros, seis homens morreram e quatro foram presos.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação disse que Wesley era aluno do quinto ano primário do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) Rubens Gomes, em Costa Barros. O menino foi levado ao Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, onde morreu.

A morte de Wesley fez com que professores voltassem a reclamar da falta de segurança perto das escolas próximas a comunidades dominadas pelo tráfico. A diretora do Sindicato Estadual de Profissionais da Educação (Sepe), Edna Felix, disse que esse é um dos principais inimigos da educação. “Não é fatalidade. Isso é descaso do governo com as escolas.”, disse Edna. Segundo levantamento do Sepe, só no município do Rio cerca de 200 escolas estão em áreas de risco.


Fonte: http://www.je.inf.br/noticias/ver.php?noticias_id=5958&categoria_id=27

domingo, 11 de julho de 2010

Serra ordena demissões na TV Cultura

Serra ordena demissões na TV Cultura


Por Altamiro Borges em 09/07/2010

Dois renomados jornalistas da TV Cultura, tutelada pelo governo paulista, foram demitidos nos últimos dias: Heródoto Barbeiro e Gabriel Priolli.

Por mera coincidência, ambos questionaram os abusivos pedágios cobrados nas rodovias privatizadas do estado. A mídia demotucana, que tanto bravateia sobre a “liberdade de expressão”, evita tratar do assunto, que relembra a perseguição e a censura nos piores tempos da ditadura. Ela não vacila em blindar o presidenciável José Serra.

Heródoto Barbeiro, apresentador do programa Roda Viva, foi demitido após perguntar, ao vivo, sobre os altos pedágios. O ex-governador Serra, autoritário e despreparado, atacou o jornalista, acusando-o de repetir o “trololó petista”. Heródoto será substituído por Marília Gabriela, uma das estrelas da Rede Globo. Já Gabriel Priolli, que assumira a função de diretor de jornalismo da TV Cultura apenas uma semana antes, foi sumariamente dispensado ao pautar uma reportagem sobre o “delicado” assunto, que tanto incomoda e irrita os tucanos.

Risco à liberdade de expressão

Sua equipe chegou a entrevistar Geraldo Alckmin e Aloizio Mercadante, candidatos ao governo paulista. Mas pouco antes de ser exibida, a reportagem foi suspensa por ordens do novo vice-presidente de conteúdo da emissora, Fernando Vieira de Mello. “Tiveram que improvisar uma matéria anódina sobre viagens dos candidatos” e “Priolli foi demitido do cargo”, relata o sempre bem informado Luis Nassif, que também foi alvo de perseguições na TV Cultura.

Entre os jornalistas, não há dúvida de que mais estas demissões foram ordenadas diretamente por José Serra. Nas redes privadas de rádio e TV e nos jornalões e revistonas, o grão-tucano goza de forte influência. Ele costuma freqüentar as confortáveis salas dos barões da mídia. Ele também é conhecido por ligar para as redações exigindo a cabeça de repórteres inconvenientes. Depois os tucanos e a sua mídia ainda falam nos ataques à liberdade de expressão no governo Lula.

“Para quem ainda têm dúvidas, a maior ameaça à liberdade de imprensa que esse país jamais enfrentou, nas últimas décadas, seria se, por desgraça, Serra juntasse ao poder da mídia, que já tem o poder de Estado”, alerta Nassif. Aguarda-se, agora, algum pronunciamento de Heródoto Barbeiro e Gabriel Priolli sobre o ditador José Serra, para o bem da dignidade dos jornalistas e do jornalismo.

Assista o vídeo:

Conheça um pouco mais José Serra, onde ele discute, escorrega, não responde.....

Conheça um pouco mais José Serra, onde ele discute, escorrega, não responde e faz igual ao Maluf, ou seja, responde a pergunta fazendo outra pergunta querendo sair pela tangente, não discutindo o assunto de frente.

Veja o vídeo abaixo:


sábado, 3 de julho de 2010

Veja nota que a AMITUR, esta divulgando sobre a nossa região

Veja nota que a AMITUR, esta divulgando sobre a nossa região


Núcleo de Turismo das Nascentes

Trata-se de um projeto organizado por empresários envolvidos com os Comtur's, apoiados por suas respectivas prefeituras e, particularmente, bem orientados pelo Sebrae da região. Conta com as cidades de Salesópolis, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim, Arujá, Santa Isabel, Igaratá, Poá, Ribeirão Pires, Guararema, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos e Itaquaquecetuba.

Essas treze cidades se completam. Ali existe área de proteção ambiental, muitos mananciais, rios, riachos, cachoeiras, represas, fontes de água mineral, enfim, uma região rica em recursos naturais e uma ótima opção de lazer e turismo, inclusive com bons hotéis, um resort e o Trem Turístico Luz-Mogi das Cruzes.


Tal comentário acima, mostra a falta de capacidade do SEBRAE de Mogi das Cruzes, e Grupo Gestor de Turismo, que nem terminou um projeto, e já começou outro.

Enviei para autoridades da cidade, vereadores, (todos), SEBRAE de Mogi, Mídia e até agora nada - Veja neste mesmo blog via link: http://adilsonsantosfotografo.blogspot.com/2010/06/como-andam-os-trabalhos-do-circuito.html

Quando o Turismo na região será levado a sério?




2ª Festa Junina de Poá - A Melhor do Alto Tietê??? - Será???

2ª Festa Junina de Poá - A Melhor do Alto Tietê???

Segundo o prefeito de Poá Francisco de Sousa, (O Testinha) a 2º Festa Junina de Poá, que aconteceu a abertura ontem dia 2 de julho, seguindo hoje dia 3 e amanhã dia 4, onde esta escrito e sendo anunciado, que é a melhor festa do Alto Tietê.


Veja as fotos, e tire sua conclusão.

Veja o que anuncia no palco principal



Público presente na abertura do evento


O parque de diversão, no dia 2 de julho, às 21h31 ainda estavam com os brinquedos desmontados, onde mostra a total falta de organização da comissão da festa.




Já o restaurante da Promoção Social, também estava ainda sendo arrumado, mostrando também falta de planejamento e organização.




Já os banheiros, não tinha identificação de masculino, feminino, ou para pessoas defeciente, como pelo que aparenta ser o último, de cor cinza, sem nenhuma identificação.


Mas veja na imagem abaixo, o que seria o correto




Esta é uma Cabine de sanitário químico para deficiente físico, stander, na cor verde, em fibra, caixa de dejetos com assento e capacidade para 200 litros, piso antiderrapante, ponto de ventilação natural, mictório, teto translúcido, desodorizante, desinfetante, dimensões padrões que permitam a movimentação do portador de necessidades especiais.






Nos fundos de uma das barracas, um jovem aparentando ser menor de idade, trabalha descascando batata, em um ambiente de higiêne precária.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Qualquer semelhança........ - Veja: Globo e Aécio, agora ‘in english’

Globo e Aécio, agora ‘in english’


Mais um vídeo produzido no exterior denuncia a relação espúria das corporações de mídia com o poder político. No caso, TV Globo e Aécio Neves, o governador de Minas pelo PSDB.

Com pouco mais de oito minutos, o documentarista brasileiro Daniel Florêncio, radicado em Londres, mostra também as dificuldade em se exercer o jornalismo no Brasil. “Impedido de trabalhar, o jornalista vira vítima de sua profissão”, diz num trecho.

Em nosso país, onde a liberdade de imprensa é invocada de quando em quando pelas corporações, exercê-la pode causar a demissão do trabalhador da notícia. Uma contradição brutal apresentada logo no início do vídeo com a frase de George Orwell: “Jornalismo é publicar o que alguém não quer que seja publicado; todo o resto é publicidade”.

Os que conhecem minimamente as corporações brasileiras de mídia sabem que o esquema denunciado no documentário não é exclusividade da Globo. Nem do governador mineiro. A melhor maneira de acabar com essa pouca vergonha é democratizar a mídia. Não dá mais pra continuar com seis empresas de televisão falando para 200 milhõeso de brasileiros. Isso é monopólio descarado, ainda mais quando as seis falam a mesma coisa. Infelizmente ainda não surgiu um governo com disposição para encarar esse problema.


Veja o video:



Fonte: http://www.fazendomedia.com/globo-e-aecio-agora-in-english/



Vale a pena ver sempre, afinal, com quem a mídia tem que estar comprometida?????

Vale a pena ver sempre, afinal, com quem a mídia tem que estar comprometida?????

Este é um video feito pelo blogueiro Ricardo Gama do Rio de Janeiro, onde mostra qual é o verdadeiro lugar de quem quer reportar o real interesse do povo.

Assita e analise, e lembre-se - Acabou a Copa do Mundo (ao menos para o Brasil) e daqui uns dias, teremos eleição, então vamos nos dedicar a pesquisar sobre os candidatos, com todo afinco que pesquisamos, assistimos os telejornais, e reportagens sobre a copa.


quinta-feira, 1 de julho de 2010

Rua Jair da Godoy em Poá (SP) no dia do jogo do Brasil, vira banheiro público

A estância hidromineral de Poá (SP), cidade com seus 17 quilometros quadrados, e com quase 120.000 habitantes, ainda não tem banheiro público.

Quem goza deste privilégio, são os taxistas do centro da cidade, tanto os do lado de cima da estação ferroviária, quando da parte de baixo, tudo custeado com o dinheiro público, para um grupo particular de profissionais liberais.

Já na rua Jair de Godoy na Vila Açorena, é usada como banheiro público, em dias de jogos do Brasil, pois familiares do prefeito da cidade, Francisco Pereira de Sousa, o Testinha do PDT, interditam a avenida 9 de julho, com um camihão de som, onde além de atrapalhar quem tem que circular por esta importante via central, ainda recebe nas ruas adjacentes, homens que ficam bebendo nas lanchonetes da avenida, e usam a frente das casas dos moradores ali, para fazerem suas necessidades fisiológicas, ou seja, urinam na rua, ou melho, no portão da casa ou qualquer lugar que seja mais facil.

No Rio de Janeiro, as autoridades competentes, cobraram com rigor, inclusive de turistas,> Já em Poá, parace mesmo é terra sem lei.

Quer saber mais e pensar a respeito, leia abaixo e tire sua conclusão?



Do ultraje público ao pudor (Artigos 233 e 234-CP)

6.6.1. Ato obsceno

Art. 233. Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:

Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

Cabem: Transação e suspensão condicional processual (arts.76-89-L.9099/95)

Objeto jurídico: Pudor público (órgãos/ atos íntimos, ofensivos, se expostos).

Sujeito ativo: Qualquer pessoa. Sujeito passivo: A coletividade.

Tipo objetivo: “A conduta punida é praticar ato obsceno, isto é, ato que ofenda o pudor público, objetivamente, de acordo com o meio ou circunstâncias em que é praticado. O ato pode ser real ou simulado, mas deve ter conotação sexual, não se enquadrando no dispositivo a manifestação verbal obscena. A conduta deve ser praticada: a. em lugar público (acessível a número indefinido de pessoas); b. ou aberto ao público (onde qualquer pessoa pode entrar, ainda que mediante condições); c. ou exposto ao público (que permite que número indeterminado de pessoas vejam; é o lugar devassado). Em face dos nossos costumes atuais, entendemos que o topless praticado em qualquer praia, ou o nudismo em praias predeterminadas ou afastadas, não configura ato obsceno.” C.P. Comentado/Celso Delmanto[et al].6.ed.Renovar.

Tipo subjetivo: Dolo consubstanciado na vontade livre de praticar o ato, consciente da publicidade do local e de estar ofendendo o pudor. Não existe a forma culposa. Consuma-se com a efetiva prática do ato, independente de alguém se sentir ofendido (delito formal, de perigo).

Se há importunação ofensiva ao pudor, aí vai para o artigo 61 da LCP.

Pena: É alternativa: detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Ação penal: Pública incondicionada.

“E delito formal, sendo irrelevante que não tenha sido presenciado ou não tenha ofendido o pudor de quem o viu” (TACrSP, RT 527/380; contra: TACrSP, RT 602/344).

“Lugar público: 1. Em geral. Se o lugar é público, mas nula a possibilidade de ser visto o ato, não se configura (TACrSP, RT 544/380). Exige-se que o lugar seja público, mas não que o ato obsceno seja presenciado por pessoas, bastando o dolo eventual (TACrSP, RT 517/357, RJDTACr 21/83). Lugar exposto ao público é aquele que, sem ser aberto ao público, é possivelmente acessível às vistas de qualquer pessoa e não de alguma pessoa (TJSC, RT 546/391). 2. Interior de veículo. Não configura, se foi necessário usar lanterna para ver o casal (TACrSP, Julgados 87/214). Não é lugar exposto ao público o interior de veículo estacionado em lugar ermo. (TACrSP, Julgados 72/393). Não configura, a cópula realizada dentro de carro parado e trancado em lugar deserto, que terceiros não podiam ver (TJSP, RT 520/387).

Não configura, o ato praticado no interior de automóvel, à noite e em lugar ermo (TACrSP, RT 553/357). A cabina de caminhão é sempre alta e subtrai quase totalmente a visão do seu interior por eventual passante, sendo discutível a publicidade do ato obsceno nela realizado (TACrSP, RT 438/432). Contra: Caracteriza-se, apesar de estar dentro de veículo, o agente permitiu que todos vissem seu ato obsceno (TACrSP, Julgados 77/313). Configura o delito se, apesar de o ato ocorrer no interior de carro parado e na madrugada, pôde ou podia ser visto (TACrSP, Julgados 71/253). Interior de automóvel, parado em local iluminado e que permita ver bem o que ali ocorre, é considerado lugar exposto ao público (TACsSP, RT 560/335). 3. Interior de residência. Como não é local acessível a indeterminado número de pessoas, desclassifica-se para o art. 65 da LCP (TACrSP, RT 602/349). Absolve-se, se o agente toma banho nu no quintal de sua casa, sendo inadmissível em teoria penal a compreensão extensiva de ‘lugar público’ (TJGO, RT 728/609). Configura o art. 233, a conduta de agente que exibe seu pênis na varanda de sua casa para menores que por ali passavam, sendo o alpendre situado de frente para a rua, com inteira visão de quem nesta se encontra (TACrSP, RJDTACr 22/77). Também se caracteriza o art. 233, se o agente se despe em frente à janela de apartamento vizinho, exibindo seus órgãos genitais em plena luz do dia, bastando que sua janela aberta permita que pessoas de outro apartamento o vejam (TACrSP, RJDTACr 22/75). 4.Local privado. O agente que pratica ato obsceno em local privado, sem acesso nem possibilidade de visão por parte de um número indeterminado de pessoas, não comete o crime do art. 233 (TACrSP, RT 786/649).” (Delmanto, 2002, obra citada, p. 497).

“Pratica o homossexual que, fazendo trottoir, deixa entrever seu corpo seminu, vestido com peças íntimas femininas” (TACrSP, Julgados 87/416. RT 637/280). “Streaking: Ou “chispada” (correr nu) enquadra-se no art. 233 do CP” (TACrSP, RT 515/363, 504/351, 495/332, 484/316).

“O fato de ser surpreendido abraçado à acompanhante, no assento do veículo, é demonstração de afeto e não prática de ato obsceno (TACrSP, RT 415/261). “Urinar é ato natural, mas quando a micção é praticada em via pública, com exibição do pênis, ofende o pudor público e configura o delito de ato obsceno (TACrSP, julgados 80/539, 68/293). Urinar em lugar público, aberto ou exposto ao público, configura o crime do art. 233 (TACrSP, RT 763/ 598). Basta a mera possibilidade do ato de urinar ser presenciado por terceiros, sendo irrelevante a efetiva visão da genitália do agente (TACrSP, RJDTACr 25/61). Urinar de costas para a rua, sem exibir o pênis, é grosseria, mas não tipifica o art. 233 (TACrSP, Julgados 67/464). Urinar de madrugada, de maneira discreta, sem a presença de pessoas e de frente para a parede, não configura o delito deste art. 233 (TACrSP, RJDTACr 21/84-5).”


6.6.2. Escrito ou objeto obsceno

Art. 234. Fazer, importar, exportar, adquirir ou ter sob sua guarda, para fim de comércio, de distribuição ou de exposição pública, escrito, desenho, pintura, estampa ou qualquer objeto obsceno:

Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, ou multa.

Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem:

I – vende, distribui ou expõe à venda ou ao público qualquer dos objetos referidos neste artigo;

II – realiza, em lugar público ou acessível ao público, representação teatral, ou exibição cinematográfica de caráter obsceno, ou qualquer outro espetáculo, que tenha o mesmo caráter;

III – realiza, em lugar público ou acessível ao público, ou pelo rádio, audição ou recitação de caráter obsceno.

Cabem: Transação e suspensão condicional processual (arts.76-89-L.9099/95)

Objeto jurídico: O pudor público. Sujeito ativo: qualquer pessoa.

Sujeito passivo: A coletividade.

Tipo objetivo: São várias as ações incriminadas, tratando-se de tipo penal misto alternativo (o crime será único, ainda que o agente pratique mais de uma das ações indicadas): fazer (criar, produzir), importar (fazer entrar no país), exportar (fazer sair para outro país). Adquirir (obter, a título oneroso ou não) ou ter sob sua guarda (guardar). As ações, todavia, devem ser praticadas com finalidade especial: para fim de comércio, de distribuição ou exposição pública; não é punível a conduta para uso próprio (vide Tipo subjetivo). O objeto material é indicado: escrito, desenho, pintura, estampa ou qualquer objeto obsceno; abrange, assim, filmes, fotografias, discos etc. É sempre discutível o caráter de obscenidade em obras artísticas e literárias, sendo necessária a apreciação do seu conjunto e que a obra, como diz Heleno Fragoso, ‘materialmente expresse um fato atentatório ao pudor público, revelando por parte do autor o propósito de excitar a sensualidade e a luxúria’ (Lições de Direito Penal-Parte Especial, 1965, v.III, pp.679-85)” Delmanto.

“CR/88: Já antes da CR/88 vinha decrescendo muito a repressão deste delito, em virtude da mudança dos costumes e da maior liberdade concedida pelos antigos órgãos de censura. Com a abolição da censura pela nova Carta (art.5º, IX), a sua repressão penal vem diminuindo ainda mais. Como exemplo, lembramos as salas especiais de cinema autorizadas a exibir filmes pornográficos; as seções em locadoras de vídeo onde são oferecidos esses mesmos filmes; as películas do mesmo gênero exibidas nas televisões a cabo ou até mesmo em canais normais, só que de madrugada; as sex-shops (lojas de objetos eróticos), que apenas não exibem seus artigos em vitrines; as revistas pornográficas vendidas em bancas de jornais com invólucro plástico opaco etc

Todas autorizadas pelo Poder Público, que recolhe impostos sobre a sua comercialização, e hoje toleradas pela sociedade. Embora o art. 234 do CP continue em vigor e só outra lei possa revogá-lo, tais condutas não devem ser punidas, uma vez que o sentimento comum de pudor público, bem jurídico tutelado, se modificou, não restando mais atingido por elas, e ainda em face do princípio da adequação social, que é uma das causas supralegais de exclusão da tipicidade, hoje aceito pela doutrina moderna (Santiago Mir Puig, Derecho Penal, PPU, Barcelona, 1990, pp. 567-70), e pela própria jurisprudência...” Delmanto, obra citada, 2002, pp. 498-499).

Tipo subjetivo: O dolo específico e o elemento subjetivo do tipo indicado pelo especial fim de agir para comércio, distribuição ou exposição pública. Poderá haver crime impossível quando atípico por ineficácia absoluta do meio (Art.17-CP) ou erro, de acordo com os artigos 20 e 21 do C. Penal.

Consuma-se com a prática das ações, sendo dispensável a efetiva ofensa ao pudor público (delito de perigo). Admite-se a tentativa.

Nas hipóteses de importar e exportar, o crime é este do art. 234 e não o de contrabando do art. 334 do C. Penal.

“Na hipótese de delito praticado por meio de imprensa ou informação vide Lei nº 5.250, de 9.2.67, art. 17, caput. Se o agente ‘produzir ou dirigir representação teatral, televisiva ou película cinematográfica, utilizando-se de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica’, ou contracenar ‘com criança ou adolescente’ nestas condições, vide art. 240 e parágrafo único da Lei nº 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente).Se o agente ‘fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente’, vide art. 241 da mesma lei.” (Delmanto).

Pena: É alternativa: detenção, de seis meses a dois anos, ou multa.

Ação penal: pública incondicionada.

Figuras assemelhadas (Art. 234, parágrafo único)

Com a mesma pena são punidas outras condutas análogas:

  1. Venda, distribuição ou exposição à venda ou ao público (inciso I).

  2. Representação teatral, exibição cinematográfica ou qualquer outro espetáculo, em lugar público ou acessível ao público (inciso II).

  3. Audição ou recitação, em lugar público ou acessível a este, ou pelo rádio (inciso III). Entende-se que inclui a televisão.

“A venda, por formandos, de convites para uma festa com dizeres considerados obscenos, com intuito de arrecadar fundos para baile de formatura, não caracteriza este delito; tal fato reprovável é absolvido pela população e por esta considerado meramente jocoso, fruto natural da euforia de acadêmicos” (TACrSP, RJDTACr 20/195).