ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Homem morre soterrado no campo do Santa Cruz em Poá grande São Paulo

10 dias antes do acidente, secretário do meio ambiente esteve no local

Local onde era retirada a terra branca para a demarcação do campo
A tragédia que fatalizou o atleta veterano do Santa Cruz, Ronesil Thiele, de 43 anos que morreu no no sábado dia 25, onde como sempre fazia, retirava terra branca para marcar o campo da Associação Atlética Santa Cruz, que cancelou neste final de semana, a rodada onde 40 times de futebol de várzea participam de um campeonato, na cidade de Poá (SP).

Para mim, ele era um irmão, uma pessoa da família, declarou Toinho, Manuel Antonio Rocha Filho, presidente do Santa Cruz, que tinha Thiele como companheiro fiel, que ajudava sempre na manutenção do campo. Local usado para entreter os diversos atletas, jovens e pais de família que aos domingos jogavam bola na única área de lazer que o bairro tem.

Poder Público não fez nada de bom para o local, mas Secretário do Meio Ambiente, esteve no local da tragédia.

O secretário do meio ambiente Guilherme Silva Guimarães
Adilson Santos fotógrafo, nascido e criado no bairro, preocupado com a Vila Perracine, pois não tem nenhuma área de lazer, esteve no dia 2 de abril em audiência com o prefeito Francisco Pereira de Sousa, o Testinha, o qual protocolou um ofício, e conversando pessoalmente com o chefe do executivo, informou sobre a necessidade de áreas de lazer e também da grande área onde aconteceu o acidente, a qual seria de boa valia, um acordo com o proprietário, ou outra providência do Poder Público.

Mas até a data de hoje, nada foi feito, e nem foi enviado retorno dos documentos protocolados.

Já no dia 15 de maio, após diversos contatos com algumas secretarias, o secretário do meio ambiente da cidade Guilherme Silva Guimarães, esteve verificando a travessa 9 de abril, onde foi depositado lixo ambiental, e vistoriou toda a área, onde também foi até o campo do Santa Cruz, e viu em loco, o local onde a terra estava sendo tirada para marcação do campo, em dia de jogo, como mostra as fotos abaixo.
Ofício onde Adilson Santos solicita atenção ao local
(Clique na imagem para apliar)

Já os entulhos que foram jogados na área de proteção permanente, esta até agora no local, onde nem sinalizado foi pelo Departamento de Fiscalização, que segundo o diretor Carlos Setsuo Mutou, multou o responsável, porém, crianças estão la brincando nos entulhos, que pode ter pregos, ferros velhos, e até cacos de vidro, mas nem sinalizado foi pela fiscalização da Prefeitura de Poá.


Como nasceu o Santa Cruz

Nonô, Inheca, Toinho, entre outros jovens, no ano de 1979, jovens moradores da Vila Perracine, os quais gostavam de jogar o famoso futebol da várzea, fundaram o Santa Cruz, ou melhor, a Associação Atlética Santa Cruz, que nasceu no dia 27 de setembro.

A primeira bandeira, foi feita na área do Seu Nelson, e na lembrança vem os nomes de Edinho, Nonô, Gato, Roma, Morto, entre outros moleques que confeccionaram os pavilhões, para tremular na beira do campo nos jogos de domingo.


No local, nasceu o morrão, ao lado da Fonte Primavera, final da rua Dário Carneiro, hoje Macro Camping, segundo consta no mapa oficial do município. De lá, foi tirada muita terra que foi usada por volta de 30 anos atrás, para aterrar o brejo que havia onde hoje é o bairro, Conjunto Alvorada, no empreendimento Poá Centro.

Defesa Civil, não quer mais que moradores do bairro joguem futebol no campo

Segundo reportagem exibida hoje a noite na TV Diário, onde informou o diretor da Defesa Civil, Fernando Caldeira Diogo, que práticas esportivas estão proibidas no local. Ou seja, o Poder Público esteve no local, onde segundo informações houve também a entrega de documentos informando que uma criança já havia se acidentada no local. A prefeitura foi informadas por dirigentes esportivos do local, que havia sim risco de acidentes, mas nada foi feito. Ou melhor, conforme mesmo declarou Caldeira, somente após a tragédia, que o local foi considerado área de risco.

Veja as fotos da visita do Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães, que esteve no local dez dias antes do acidente que matou o atleta
Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães no local antes do acidente



Local onde era retirada a terra branca

Vista do local de frente para ele com visão a esquerda

Vista do local de frente para ele com visão a direita


Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães verificando o solo

Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães verificando a pedra,
antes de cair em cima do atleta que morreu no local


Vista de frente do local, onde ocorreu o acidente, com visão para a Vila Perracine

Vista de frente do local, olhando para a direita, onde ocorreu o acidente,
com visão para a Vila Perracine

Vista de frente do local, olhando para a direita, onde ocorreu o acidente,
com visão para a Vila Perracine

Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães descendo em
direção ao córrego que passa no local

Secretário do Meio Ambiente Guilherme Silva Guimarães em direção
a Travessa 9 de Abril



Veja links de reportagens sobre o acidente no campo do Santa Cruz






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.