ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Direito adquirido tem que ser cumprido

Acabei de ver no Jornal Hoje, uma senhora a qual requereu o seu direito como cidadã, e teve o mesmo cumprido.

Dona Luzia, tem todo o meu apoio, pois o direito só funciona quando é requerido. Uma lei só entra em prática quando provocada.

Isto é cidadania. Que sirva de exemplo para os bananas que ficam chorando o leite derramado.

Sou seu fã Dona Luzia.







Ônibus interrompe a viagem e para no meio de uma rua em Goiás


Em um protesto solitário, lá estava Dona Luzia. No ônibus parado, além dela, sobraram apenas o motorista e a cobradora que exigia o pagamento da passagem. Na cidade onde ela mora, Rio Verde - GO, os vereadores aprovaram a passagem gratuita para maiores de 60 anos.

“Ela falava que eu tinha que pagar. Eu falava que tinha 60 anos e perguntei o que aconteceria se não pagasse. A cobradora disse que eu teria que descer. Ai eu falei: então eu não vou descer”, explica a aposentada Luzia Jesus de Oliveira.

O motorista se recusou a seguir viagem. “Eu liguei lá na garagem pro meu encarregado e ele me disse: é chamar a polícia”, diz o motorista, Célio Martins.

Dona Luzia queria que fosse cumprida uma lei municipal, que garantiu passe livre para quem tem mais de 60 anos. “Estou aqui mais é para defender a minha classe que é de 60 anos, a nossa terceira idade. Não só os idosos de Rio Verde, mas de qualquer lugar do Brasil. Eles têm que aprender a respeitar a terceira idade!”.

O problema só foi resolvido com a chegada de uma agente de trânsito da prefeitura. “Você leva a moça até o destino dela. Se alguém da empresa questionar, você diz que é ordem da secretaria municipal de Transporte, que está cumprindo a ordem dela”, fala a agente Idelma Lopes da Silva.

Depois de 40 minutos parado, o ônibus seguiu viagem. Dona Luzia saiu satisfeita.

A direção da empresa disse que o motorista agiu errado ao chamar a polícia e que não deu ordem para ele descumprir a lei. A prefeitura aplicou uma multa de R$ 150 e encaminhou o caso ao Ministério Público alegando que é a quarta vez que a empresa foi autuada por desrespeitar os direitos do idoso.

Nas cidades que não têm lei municipal sobre esse direito, vale o Estatuto do Idoso que garante o transporte gratuito a todos os brasileiros com mais de 65 anos.

Fonte: Jornal Hoje -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.