ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

sexta-feira, 29 de abril de 2011

GCMs de Poá usam motos na Passarela de Pedestre

Ontem, por volta das 7h10 a cidadã Elizangela da Silva flagrou em uma passarela da cidade de Poá (SP), que liga a Avenida Vicente Leporace - Avenida Anchieta, na Vila Perracina, onde dois Guardas Civis em suas motos, trafegando pela passarela. Fato este que fez com que a cidadã registrasse em seu celular, e divulgasse pelas Redes Sociais.

Veja as fotos:

 



Enquanto isto na OAB

Logo em seguida, na Casa dos Advogados da subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), acontecia uma reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), e na pauta do encontro que contou com a presença do vice-prefeito, Marcos Borges, da Secretária de Segurança Urbana, Marlene de Sant’Anna, e de representantes de diversas secretarias e segmentos da sociedade.

A sociedade aguarda da Secretária Marlene, uma explicação para a sociedade, para uma explicação coerente e profissional, pois até onde foi possível obter informações, era um patrulhamento de rotina, mas fica o questionamento da sociedade, se é viável, tolerável e necessário, este tipo de prática pelos Guardas Municipais da cidade.

Cabe saber também, até onde existe uma fiscalização ou bom funcionamento da Corregedoria da Guarda Municipal, pois este blogueiro já fez denuncia formal, onde não obtive o resultado até hoje. Sou seja, pelo visto, não funciona.

Mas o que funciona, é o cidadão ficar de olho, pois já foi visto viaturas da Guarda fazendo compra e orçamento usando a viaturas em casas de tintas e ferragens, restaurantes, passarelas de pedestres,entre outros locais, onde o cidadão além da Pagar Impostos, tem que fiscalizar o serviço desta instituição pública.

Claro que este manifesto não é pessoal (onde quero deixar bem claro aqui, pois já sofri ataques em redes sociais por funcionário comissionado da Guarda Municipal), mas lá tem muitos bons profissionais, quiçá não seja a maioria. Mas estão sob ordens e comandos de seus superiores.

Com a palavra o Prefeito Municipal, a Câmara de Vereadores e suas Comissão de Segurança, e Secretária da Pasta.

Estamos encaminhando cópia para a Secretária Marlene (conforme divulgação do sítio do Governo de Póa), a qual aguardamos o seu manifesto.


Secretaria de Segurança
Secretária
Marlene de Sant’Anna
Tel 4634-3846
seguranca@poa.sp.gov.br
marlene.santanna@poa.sp.gov.br
R. Monteiro Lobato, 170  Centro – Poá –SP CEP 08551-100

Foto: Elizangela da Silva / Juliem Pereira/ Secom Poá

Secretária de Segurança de Poá Dra. Marlene Sant'Ana mostra mais uma vez competência em seu trabalho, e responde questionamento de munícipe. 

Veja a resposta abaixo


Senhor Adilson Santos.

Em respostas as mensagens alusivas às fotos das motocicletas da GCM atravessando passarelas na cidade de Poá, cabe a esta Secretária de Segurança, informar o seguinte:

Temos recebido diversos pedidos de policiamento próximo às passarelas da cidade, desde o inicio desta administração; posto que, segundo as informações, nossos munícipes tem sido vítimas dos chamados “piolhos”, marginais que ficam nas passarelas e cometem furtos contra os transeuntes, principalmente na parte superior delas.

Em face das reclamações de vários munícipes, as motocicletas da GCM, com Agentes capacitados e treinados neste mister, circulam em todas as passarelas da cidade de Poá visando inibir as ações delitivas.
Inobstante há Ordem de Serviço do Comandante da GCM para que diariamente, principalmente nos horários de pico e de maior movimento de pessoas seja intensificadas as rondas nas passarelas e nas suas adjacências.

Importante observar que as ações de passagem de viaturas nas passarelas tem previsão na lei de Trânsito nacional, qual seja, o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, artigo 29, inciso VII( as  motos policiais gozam de livre circulação quando em policiamento/patrulhamento).

Com referência a reunião, citada por VSª que ocorreu na OAB Poá, a mesma iniciou-se as 10h00 e acontece uma vez por mês, desde março de 2010, em cumprimento as diretrizes de SENASP e PRONASCI,  reunindo as autoridades municipais locais e das cidades vizinhas, além de representante do Ministério da Justiça, membros daquela casa e das forças policiais.

Dela ainda participam como convidadas todas as forças vivas da sociedade, neste momento estende o convite a VSª, que poderá usar daquele fórum para questionamentos e sugestões.

Em todas as reuniões são enviados convites a todos os Nobres Edis de Poá, mas com pouca ou quase nula adesão.

No tocante as viaturas nas casas de ferragens, comércio, restaurante, casa de tintas, etc.,  cabe a elucidar que: nossa sede está passando por reconstrução e vez ou outra é necessário compra e pagamento de material de construção para a dita reforma,  inclusive reforma esta realizada também na  cozinha o que impede que a alimentação seja nela realizada, assim nossos Agentes são pessoas humanas,
e como todo ser humano precisa se alimentar, usam os restaurantes da cidade para adquirir seus “marmitex” .

Observe-se que o direito a alimentação além de sagrado é um direito fundamental sacramentado na CF/88 e na legislação trabalhista.

Era o que cabia a esta Secretária informar a respeito da indagações efetuadas na missiva ofertada por VSª
Ao azo coloca-se a inteira disposição para qualquer informação sobre nossos serviços.

Drª Marlene de Sant´Anna.


Elisangela da Silva informa, que motos da GCM estavam erradas, pois não era nenhuma emergência.

Obrigada Adilson pela postagem e obrigada Senhora Secretária pela resposta. Entretanto, tendo testemunhado a situação por duas vezes, e sendo autora das imagens em questão, gostaria de ressaltar alguns pontos:


  1. Primeiro quero dizer que respeito e admiro o trabalho da Senhora Secretária.
  2. Segundo que minha intenção em nenhum momento é de prejudicar ninguém, mas apenas de exercer meu direito de cidadã e defender aquilo que acredito ser correto.


Verifiquei o artigo do Código de Trânsito Brasileiro citado pela Secretária e me permita reproduzi-li aqui:
VII - os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente, observadas as seguintes disposições:

a) quando os dispositivos estiverem acionados, indicando a proximidade dos veículos, todos os condutores deverão deixar livre a passagem pela faixa da esquerda, indo para a direita da via e parando, se necessário;

b) os pedestres, ao ouvir o alarme sonoro, deverão aguardar no passeio, só atravessando a via quando o veículo já tiver passado pelo local;

c) o uso de dispositivos de alarme sonoro e de iluminação vermelha intermitente só poderá ocorrer quando da efetiva prestação de serviço de urgência;

d) a prioridade de passagem na via e no cruzamento deverá se dar com velocidade reduzida e com os devidos cuidados de segurança, obedecidas as demais normas deste Código;

Vemos então que a as motocicletas da GCM não entram em nenhuma das categorias, pois não eram em questão veículos destinados a socorro de incêndio ou salvamento, nem de polícia, nem de fiscalização e operação de trânsito e nem ambulâncias.

Caso se encaixassem em uma destas categorias, ainda assim não estavam agindo corretamente, pois não tinham qualquer alerta luminoso ou sonoro ligado.

Sei da importância de haver um patrulhamento nas passarelas pois sei da priculosidade das mesmas. Pessoas que conheço já foram assaltadas na passarela onde os agentes da GCM passaram, mas nenhuma delas foi assaltada em horário de maior movimento, mas sim quando a mesma se encontra com pouco ou nenhum movimento.

Outra coisa a ser dita é que os agentes da GCM atravessaram a passarela e quando chegaram do outro lado estacionaram suas motos e lá ficaram vendo o movimento de lá de baixo. Por que então não fazer um ronda a pé e verificar se não há ninguém suspeito ou se alguém está em perigo.

Em um outro momento Senhora Secretária, eu estava atravessando a passarela com meu filho e tive que parar para dar passagem para as motos. Uma passou do meu lado, desviando e se equilibrando para não cair nem me atingir e a outra freou bem na minha frente e do meu filho de apenas 6 anos. Grande exemplo que ele viu, pois me questionou se ali podiam trafegar motos.

Zelar pela segurança de nossa cidade é essencial e sei que é isso que a Secretária está fazendo na liderança destes agentes. Talvez falte um pouco mais de respeito e comprometimento destes últimos em exercer suas funções.

Elisangela da Silva - cidadã poaense desde 1975.
Elis"Carpe Diem"



7 comentários:

  1. Senhor Adilson Santos.
    Em respostas as mensagens alusivas às fotos das motocicletas da GCM atravessando passarelas na cidade de Poá, cabe a esta Secretária de Segurança, informar o seguinte:
    Temos recebido diversos pedidos de policiamento próximo às passarelas da cidade, desde o inicio desta administração; posto que, segundo as informações, nossos munícipes tem sido vítimas dos chamados “piolhos”, marginais que ficam nas passarelas e cometem furtos contra os transeuntes, principalmente na parte superior delas.
    Em face das reclamações de vários munícipes, as motocicletas da GCM, com Agentes capacitados e treinados neste mister, circulam em todas as passarelas da cidade de Poá visando inibir as ações delitivas.
    Inobstante há Ordem de Serviço do Comandante da GCM para que diariamente, principalmente nos horários de pico e de maior movimento de pessoas seja intensificadas as rondas nas passarelas e nas suas adjacências.
    Importante observar que as ações de passagem de viaturas nas passarelas tem previsão na lei de Trânsito nacional, qual seja, o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, artigo 29, inciso VII( as motos policiais gozam de livre circulação quando em policiamento/patrulhamento).
    Com referência a reunião, citada por VSª que ocorreu na OAB Poá, a mesma iniciou-se as 10h00 e acontece uma vez por mês, desde março de 2010, em cumprimento as diretrizes de SENASP e PRONASCI, reunindo as autoridades municipais locais e das cidades vizinhas, além de representante do Ministério da Justiça, membros daquela casa e das forças policiais.
    Dela ainda participam como convidadas todas as forças vivas da sociedade, neste momento estende o convite a VSª, que poderá usar daquele fórum para questionamentos e sugestões.
    Em todas as reuniões são enviados convites a todos os Nobres Edis de Poá, mas com pouca ou quase nula adesão.
    No tocante as viaturas nas casas de ferragens, comércio, restaurante, casa de tintas, etc., cabe a elucidar que: nossa sede está passando por reconstrução e vez ou outra é necessário compra e pagamento de material de construção para a dita reforma, inclusive reforma esta realizada também na cozinha o que impede que a alimentação seja nela realizada, assim nossos Agentes são pessoas humanas, e como todo ser humano precisa se alimentar, usam os restaurantes da cidade para adquirir seus “marmitex” .
    Observe-se que o direito a alimentação além de sagrado é um direito fundamental sacramentado na CF/88 e na legislação trabalhista.
    Era o que cabia a esta Secretária informar a respeito da indagações efetuadas na missiva ofertada por VSª
    Ao azo coloca-se a inteira disposição para qualquer informação sobre nossos serviços.

    Drª Marlene de Sant´Anna.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Adilson pela postagem e obrigada Senhora Secretária pela resposta. Entretanto, tendo testemunhado a situação por duas vezes, e sendo autora das imagens em questão, gostaria de ressaltar alguns pontos:
    Primeiro quero dizer que respeito e admiro o trabalho da Senhora Secretária.
    Segundo que minha intenção em nenhum momento é de prejudicar ninguém, mas apenas de exercer meu direito de cidadã e defender aquilo que acredito ser correto.
    Verifiquei o artigo do Código de Trânsito Brasileiro citado pela Secretária e me permita reproduzi-li aqui:
    VII - os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente, observadas as seguintes disposições:

    a) quando os dispositivos estiverem acionados, indicando a proximidade dos veículos, todos os condutores deverão deixar livre a passagem pela faixa da esquerda, indo para a direita da via e parando, se necessário;

    b) os pedestres, ao ouvir o alarme sonoro, deverão aguardar no passeio, só atravessando a via quando o veículo já tiver passado pelo local;

    c) o uso de dispositivos de alarme sonoro e de iluminação vermelha intermitente só poderá ocorrer quando da efetiva prestação de serviço de urgência;

    d) a prioridade de passagem na via e no cruzamento deverá se dar com velocidade reduzida e com os devidos cuidados de segurança, obedecidas as demais normas deste Código;

    Vemos então que a as motocicletas da GCM não entram em nenhuma das categorias, pois não eram em questão veículos destinados a socorro de incêndio ou salvamento, nem de polícia, nem de fiscalização e operação de trânsito e nem ambulâncias.
    Caso se encaixassem em uma destas categorias, ainda assim não estavam agindo corretamente, pois não tinham qualquer alerta luminoso ou sonoro ligado.

    Sei da importância de haver um patrulhamento nas passarelas pois sei da priculosidade das mesmas. Pessoas que conheço já foram assaltadas na passarela onde os agentes da GCM passaram, mas nenhuma delas foi assaltada em horário de maior movimento, mas sim quando a mesma se encontra com pouco ou nenhum movimento.
    Outra coisa a ser dita é que os agentes da GCM atravessaram a passarela e quando chegaram do outro lado estacionaram suas motos e lá ficaram vendo o movimento de lá de baixo. Por que então não fazer um ronda a pé e verificar se não há ninguém suspeito ou se alguém está em perigo.
    Em um outro momento Senhora Secretária, eu estava atravessando a passarela com meu filho e tive que parar para dar passagem para as motos. Uma passou do meu lado, desviando e se equilibrando para não cair nem me atingir e a outra freou bem na minha frente e do meu filho de apenas 6 anos. Grande exemplo que ele viu, pois me questionou se ali podiam trafegar motos.
    Zelar pela segurança de nossa cidade é essencial e sei que é isso que a Secretária está fazendo na liderança destes agentes. Talvez falte um pouco mais de respeito e comprometimento destes últimos em exercer suas funções.

    Elisangela da Silva - cidadã poaense desde 1975.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a cidadã Elisangela da Silva, não justifica descumprir Leis e regulamentos em prol de dizer que é para o bem comum.

    É necessário hierarquia e disciplina. A verdade é uma só, tá virando bagunça.

    Daqui um pouco vão entrar de moto na passagem subterranea que exite no centro, só falta.

    http://vupt.tk/v/64043

    ResponderExcluir
  4. Sou um dos motociclistas desta gloriosa GCM e faço rondas constantes nestes locais, tendo no final do ano passado logrado exito em prender um homem em flagrante delito em cima da passarela do Perracine por ato obceno (ele estava se masturbando e espondo suas genitálias as senhoras e crianças que ali passavam)e porte de entorpecente. Acredito que pessoas com intenções de roubar os transeuntes que utilizam estas passarelas vendo uma ação constante da GCM, migrara para outros locais ou cidades para praticar seus atos delituosos, deixando estes locais mais seguros.

    ResponderExcluir
  5. Analisando a "resposta" da secretária acerca do flagrante desrespeito desses guardas para com os cidadãos poaenses, vê-se que há "desprezo" pela inteligência alheia....coisas de Poá!
    O PATERNALISMO como sempre a secretária trata das "reclamações contra sua guarda", (mesmo sem que ela saiba), alimenta abusos e mais abusos, pois esses jovens guardas pensem que podem "muito", quando na verdade podem "muito POUCO".
    O que ocorre é USURPAÇÃO DE FUNÇÃO PÚBLICA, quando a secretária Marlene, (de forma paternalista como trata esses indisciplinados guardas municipais), assina resposta dizendo que há "pedidos de policiamento"!
    **Guarda Municipal não é Polícia e então não faz policiamento coisa alguma! Simples assim...
    O dinheiro investido nesse órgão deveria ser voltado à missão constitucional das guardas municipais, que tão somente é "proteger bens, serviços e instalações municipais" (artigo 144, parágrafo oitavo da Constituição Federal). Se cumprissem somente isso em Poá as coisas seriam muito melhores em termos de segurança...CUIDAR DE PRAÇAS E ESCOLAS, ETC...
    Ora, se há "pedidos de policiamento" no entorno de passarela, a secretária, (que se diz legalista), deveria oficiar à Polícia.
    ***Ademais,o Código de Trânsito Brasileiro foi vilipendiado por esses guardas,(e eles nem sabem...nem o comissionado que respondeu pela secretária), pois trata-se de infração GRAVÍSSIMA PREVISTA NO ARTIGO 193 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO transitar com veículo em PASSARELAS, acostamentos, gramados e jardins públicos...penalidade de multa, 180 UFIR, multiplicado por três vezes....., além dos 7 pontos na carteira!

    *Guarda Civil nem existe na Constituição Federal, mas tão somente "Guarda Municipal"!!!!!

    Em Poá é o "rabo abanando o cachorro"....

    Obs: Deus queira que não, mas qualquer hora, essa sanha de colocar na cabeça desses "meninos e meninas" da guarda, que eles são "puliça", ainda via dar desgraça! Quero ver quem vai "segurar o rojão" quando um menino desses for morto em serviço, tentando desenvolver atividade para a qual não foi preparado......Quero ver comissionado explicar "para os pais, mulheres e filhos" a ilusão que vendeu......É esperar prá ver.....Acorda Testinha!

    ResponderExcluir
  6. "...Nossos agentes são pessoas humanas (sic)"....kkkkkkkkk
    Secretária, há "pessoas não humanas"????? Explicar o inexplicável dá nisso!
    A verdade é uma só: esses guardas deveriam ser punidos e ponto!
    Esse paternalismo na guarda municipal de Poá ainda vai "dar rolo"

    ResponderExcluir
  7. parabens GCM continuem assim

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.