ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Bate estaca à beira do Córrego Tucunduva - Será crime ambiental?

Após ficar por muito tempo abandado no centro da Estância Hidromineral de Poá, um prédio que deixava a cidade mais feia, foi demolido, e dará lugar a um novo prédio

Localizado na área central da cidade, esquina das avenida 9 de Julho e Antônio Massa, o terreno de propriedade da Família Reis, onde funcionou o Auto Posto Renato, do ex-prefeito e vereador Eduardo Batista Reis e diretor da ADRAT (Agência de Desenvolvimento com a participação da Sociedade Civil) , e marido da vereadora, Jeruza Lisboa Pacheco Reis. Terreno este que ficou por alguns anos abandonado, sendo local de moradores de rua, usuários de drogas, sem contar no lixo que era quase sempre moradia também de ratos e baratas. Local este, que foi até banheiro do cantor Frank Aguiar.

No local, passa o Córrego Tucunduva, onde deságua as águas da Fonte Áurea Poá, ou seja, o que sobra da água Poá, que vem colhendo água límpida, formando o rio que corta a Avenida 9 de julho, e margeia a Avenida Antônio Massa, que é canalizado, assim que cruza a 9 de julho.

No terreno não tem nenhuma placa informando se há ou não algum responsável técnico da obra, o que tem, é uma máquina de bate estaca, fincando estacas onde por vezes, nem é preciso fazer muito esforço, pois entra com facilidade no terreno que segundo moradores mais antigos, ali já foi um brejo.

No dia do índio de 2012, ou seja, 19 de abril, este blogueiro entrou em contato com a assessora de imprensa da família Reis, Carla Fiamini, a qual se colocou a disposição para poder prestar informações sobre o terreno. Este blogueiro perguntou se havia algum responsável técnico pela obra, e se a mesma tinha licença ambiental. No dia 23 de abril ela disse que não tinha esquecido a pergunta, porém, ficou de ver, mas até hoje, não deu o retorno. Claro que pelo gabarito profissional da jornalista, acredito que o retorno ainda não foi dado, por não ter a informação.

Em 21 de fevereiro de 2009, o Jornal Notícias de Poá, divulgou as obras que foram feitas no local, ou seja, em época de chuva, havia transbordamento do rio, onde foi aumentada a canalização do mesmo, veja a foto ao lado. Fato este que também foi notícia em outras mídias.

Aos fundos, na época havia o mercado Docelar, hoje Supermercados X, e no lado direito, é o prédio, do Centro Empresarial Itaú, onde na parte de baixo, fica o mercado Dia. E olhando as duas fotos, fica fácil entender, e ver, que o bate estaca, esta ficando estacas, bem ao lado do rio, que esta canalizado. Onde segundo informou o Edu do Posto, no local será construído um prédio, onde terá uma loja do McDonald's.

Assista o vídeo feito hoje no final da tarde, onde a máquina bate estaca esta trabalhando.



Veja nas fotos tanto acima, como abaixo, que tem a máquina dentro, cercada de tapume, onde não tem nenhuma placa, onde informa quem é o responsável técnico da obra.

Agora imagina se fosse um pai de família da periferia, levantando o muro se sua casa, ou construindo mais um comado, fazendo o famoso puxadinho. Será que o Departamento de Fiscalização já estaria lá solicitando informações e notificando?

Quem também poderia dar uma fiscalizada no loca, é a vereadora Jeruza Reis, que fiscalizou obras pública deste rio, mas claro que com certeza, ela nunca faria isto né.

Enquanto isto, fica o questionamento no ar se as obras no local estão ou não dentro das legislações vigentes do pais.

Com a palavra, as (des)autoridades.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.