ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Cetesb aceita denuncia do vereador Augusto e confirma crime ambiental em Poá

A Cetesb -  Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental – aceitou a denuncia do vereador Augusto de Jesus (PRB), confirmando a existência de um crime ambiental na cidade de Poá e multou a Prefeitura em aproximadamente R$ 7.700,00.

De acordo com a empresa houve aterramento de várias nascentes, corte irregular de árvores, aterramento de uma lagoa e soterramento de um córrego.

O local é uma Área de Proteção Permanente, contemplada no plano diretor municipal, existe até uma placa ao lado do terreno indicado que o lugar é uma região protegida.

Em uma fiscalização realizada pela Polícia Militar ao local foi lavrado um boletim de ocorrência de crime ambiental e um caminhão que fazia despejo de material irregular foi apreendido.
Para o vereador Augusto de Jesus o prefeito teve uma atitude irresponsável. “Ele causou um dano irreparável, se não irreversível, ao meio ambiente e ainda onerou os cofres públicos para a execução da obra”, disse o vereador.

Augusto ainda usou a sessão da Câmara Municipal do dia 24 de abril para mostrar a população, através de um vídeo, o estrago feito pela Prefeitura e questionou como serão as aulas de educação ambiental aos alunos da cidade.

“Como os professores vão conseguir ensinas as crianças sobre preservação ambiental se a própria Prefeitura e o prefeito da cidade dão o mal exemplo, destruindo o meio ambiente”, ressaltou o parlamentar.

O parlamentar agora vai encaminhar o caso ao Ministério Público para que a justiça tome as providências necessárias contra a Prefeitura e o prefeito Francisco Pereira de Souza, o Testinha.

Fonte: Assessoria de Imprensa do vereador

Um comentário:

  1. É meu amigo Augusto, é muito triste saber que uma Prefeitura e ainda com esse título de Estância Hidromineral seja multada por crime Ambiental e pior ainda por aterrar uma APM. Eu me pergunto será que não temos Engenheiros Ambientais na cidade? Quem assinou para que esta obra fosse feita? Eu que sou apenas um estudante de Engenharia Mecânica sei que o maior problema de qualquer Projeto que envolve água é o comportamento da mesma, e pensando nisto, será que o Engenheiro (Formado) não se perguntou para onde vai essa água após jogar um montante de terra em cima? Hoje eu tenho vergonha em dizer que sou morador dessa cidade.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.