ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Prefeitura da Estância Hidromineral de Poá terá que cumprir Lei Anti Fumo nos seus próximos eventos


Após o fotógrafo Adilson Santos cobrar do prefeito de Poá Francisco Pereira de Souza (PDT) (quando chegou no evento) e do Secretário de Governo Geraldo Oliveira no dia da Marcha Para Jesus, que aconteceu no último dia 17 de julho na cidade de Poá, providências no sentido que fosse cumprida a Lei Anti Fumo de número 13.541 de 7 de maio de 2009, a cidade terá que ter a lei cumprida em todos os eventos da cidade.

No dia da Marcha, a qual aconteceu no Parque do Povo, na Vila Romano em Poá, tanto no palco, onde estavam funcionários da empresa contratada do som, como também na área de camarins e serviço, atrás do palco, onde servidores municipais fumavam entre eles o secretário de Cultura da Douglas Aspásio.

Os funcionários públicos fumavam, e não respeitando as pessoas entre eles pastores que estavam circulando e trabalhando na organização do evento. Houve alguns pedidos para que não fosse fumassem no local, mas foram ignorados, onde após terem sido tratados com desdém e chacotas, os servidores que deveriam dar exemplo, fumavam em área coberta.

No local não havia nenhum tipo de identificação, com o aviso o qual é obrigatório, segundo o funcionário Flávio Alberto, da central da lei Anti Fumo (da Secretária de Saúde do Estado de São Paulo), o qual orientou que qualquer irregularidade, o cidadão pode entrar em contato pelo telefone 0800 77 133 54 ou pelo site: www.leiantifumo.sp.gov.br

O local que era coberto com concentração de pessoas, não estava afixado aviso de proibição do fumo, em pontos de ampla visibilidade com indicação de telefone e endereço dos órgãos estaduais pela vigilância sanitária e defesa do consumidor, de acordo com o artigo 2º, § 3º.

Para o fotógrafo Adilson Santos, isto é uma total falta de respeito, ainda mais vindo de uma autoridade, a qual deveria ser exemplo. Mas nos próximos eventos estarei olhando e fiscalizando como cidadão, e se a lei não estiver sendo cumprida, entrarei em contato com autoridades competentes, se ser houver necessidade, avisarei a Polícia Militar, a qual segundo orientação que recebi, pode ser acionada para o cumprimento da lei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.