ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

192 de Poá não funciona

Hoje, por volta das 9h38 na Rua Castro de Carvalho, 27 - uma cidadã (T.C.), que está grávida indo para o sexto mês de gravidez,  (pessoa amiga minha) a qual caminhando por ali, local de difícil acessibilidade, onde o local tem degraus, calcadas com grande desnivel, caiu e torceu a perna.

Ela foi ajudada não só por mim, mas por uma moça da loja em frente, e duas funcionárias da Zona Azul, a qual vendo um carro da Prefeitura, segundo informação da moça, sendo da Secretaria de Saúde, solicitou ao motorista ajuda, mas o mesmo socorro.

Liguei no 192 - Serviço de Ambulância, por mais de 15 minutos, onde não atendia, pois estava ocupado. Foi então, que vendo a mulher chorar de dor, liguei para o celular do Secretário de Governo da Prefeitura de Poá, Geraldo Oliveira, o qual me atendeu prontamente, e enviou uma ambulância até o local, que levou a mulher para o hospital.

Serviço de Emergência Inoperante

Tal fato, mostra a inoperância do serviço 192, o qual é o serviço público de Emergência das Ambulâncias. Mas na cidade de Poá, hoje pela manhã não funcionou.

A cidade, a qual tem vários pontos de baixa acessibilidade, já foi denunciado aqui por este blogueiro - veja: http://adilsonsantosfotografo.blogspot.com/2010/09/poa-uma-cidade-com-baixa-acessibilidade.html - mas não foi tomada providência nenhuma.

Como cidadão, além de pagar impostos, temos que procurar outros meios, para que o cidadão possa ter garantido seus direitos legais. Pois não basta só pagar impostos, temos que ser co-gestores, por incopetência de quem de responsabilidade.

Tala na perna
A cidadão já esta em casa, onde sofreu luxação na perna, e vai ficar com a tala 8 dias. No Hospital de Poá, ela não foi avaliada por um ginecologista, mesmo depois de ter aviso ao médico que atendeu.

5 comentários:

  1. Infelizmente, a falta de acessibilidade para pessoas portadoras de baixa mobilidade, cadeirantes,deficiente visual, auditivo, não é só ai na cidade de Poá. Criuou-se a lei 1098 que protege os portadores de agum tipo de deficiencia. O ESTADO CRIA E ELE MESMO DESCUMPRE. Já no serviço 192, é lamentável que isso esteja ocorrendo ai,uma cidade pequena e denominada cidade Jóia. CRÍTICO.
    Parabéns mais uma vez por sua matéria

    ResponderExcluir
  2. o Anônimo da postagem, sou eu Robson Moraes

    ResponderExcluir
  3. o Anônimo da postagem, sou eu Robson Moraes

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, a falta de acessibilidade para pessoas portadoras de baixa mobilidade, cadeirantes,deficiente visual, auditivo, não é só ai na cidade de Poá. Criuou-se a lei 1098 que protege os portadores de agum tipo de deficiencia. O ESTADO CRIA E ELE MESMO DESCUMPRE. Já no serviço 192, é lamentável que isso esteja ocorrendo ai,uma cidade pequena e denominada cidade Jóia. CRÍTICO.
    Parabéns mais uma vez por sua matéria

    ResponderExcluir
  5. Em tempos:
    Falta corpo de bombeiro, falta ambulância,ruas desniveladas..
    Ainda será considerada, CIDADE JÓIA?

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.