ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

sábado, 12 de dezembro de 2009

Durma e acorde com este barulho - Lula é o líder melhor avaliado na América Latina

Esta é a noticia que a Agência Reuters publicou, a respeito do presidente da república do Brasil.

Eu particulamente não sei se riu, ou choro, mas leia a notícia publicada na integra






Lula é o líder melhor avaliado na América Latina


SANTIAGO (Reuters) - Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega norte-americano, Barack Obama, são os líderes melhor avaliados na América Latina, enquanto que o ex-presidente cubano Fidel Castro e o presidente venezuelano, Hugo Chávez, são os piores, revelou uma pesquisa do Latinobarómetro nesta sexta-feira.
PUBLICIDADE

De uma classificação que vai de um a dez, Obama recebeu 7, a mais alta, enquanto Lula ficou com 6,4.

O rei Juan Carlos da Espanha conseguiu 5,9 e o chefe do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, 5,8.

Entre os líderes que foram melhor avaliados estão a presidente do Chile, Michelle Bachelet, em quarto lugar com 5,8, o presidente colombiano, Álvaro Uribe, com 5,4, e o uruguaio Tabaré Vázquez, com 5,3.

O presidente paraguaio, Fernando Lugo, e o equatoriano Rafael Correa, tiraram 5 cada.

Entre os pior avaliados estão o presidente boliviano, Evo Morales, que tirou 4,8, e sua colega argentina, Cristina Fernández, com a mesma nota. O peruano Alan García recebeu 4,7.

O ex-líder cubano Fidel Castro recebeu 4, enquanto o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ficou com a pior nota da pesquisa, 3,9.

Com relação à avaliação, as diferenças são dadas, sobretudo, por questões econômicas. "Essa é a diferença das reformas e políticas macroeconômicas praticadas na América Latina nos últimos anos", disse Marta Lagos, diretora do Latinobarómetro.

"Não estamos diante de cidadãos ingênuos, que não reconhecem as dificuldades do dia atual, por toda a pesquisa vemos como os cidadãos percebem os problemas da crise", explicou a analista.

A avaliação, incluída na pesquisa e publicada na sexta-feira em Santiago, no Chile, considerou 20.204 entrevistas em 18 países entre 1o de setembro e 26 de outubro, com uma margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.