ÂNGULO PRODUÇÕES

ÂNGULO PRODUÇÕES
Serviço Profissional de Fotojornalismo e Vídeojornalismo - Informações Ligue (11) 2854-9643

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Hanseníase tem cura. Espalhe essa notícia

Hanseníase tem cura. Espalhe essa notícia

Campanha de Combate à Hanseníase 2009

18 de outubro a 19 de novembro

A Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA), órgão da Secretaria Municipal da Saúde, realizará no período de 18 de outubro a 19 de novembro de 2009 a Campanha de Combate à Hanseníase. Ainda tratada com preconceito pela sociedade por falta de informação, a hanseníase é uma doença que tem cura e seu tratamento é gratuito nas unidades de saúde.

Na cidade de São Paulo, a campanha será desenvolvida por profissionais de saúde na identificação de casos suspeitos da doença nas unidades da rede municipal, assim como a realização de visitas domiciliares de acompanhamento para os casos novos e identificação dos casos de faltosos ao tratamento. Haverá também divulgação de material informativo (folders e cartazes), contendo mensagens sobre sintomas da doença e formas de prevenção. Além de material gráfico, será veiculada vinheta na Rede TV Saudável, buscando atingir os usuários das unidades de saúde.

A campanha contará com outras atividades como missa de abertura no Convento São Francisco, fóruns de palestras, participação de usuários das unidades de saúde no Momento Saúde da TV Saudável (Secretaria Municipal da Saúde) e apoio de Organizações Não Governamentais (ONG's), na realização de busca ativa de casos suspeitos da doença.

Participe da campanha e veja a programação:

18 de outubro

Missa de abertura da campanha

Horário: 9h

Local: Convento de São Francisco* - Largo de São Francisco, 133 - Centro

19 de outubro

Fórum Municipal de Abertura da Campanha de Combate à Hanseníase

Horário: 8h às 12h

Local: Auditório CAPE/COREN - Rua Dona Veridiana, 298 - Santa Cecília

20 de outubro

Programa Momento Saúde - TV Saudável

TV Corporativa da Secretaria Municipal de Saúde

Programa interativo, ao vivo, sobre hanseníase, com a participação dos usuários das unidades na formulação de perguntas

Horário: 10h às 11h

24 de outubro

1º Encontro Municipal da Hanseníase

Horário: 9h às 15h

Promoção: Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, s/nº)

Novembro

Mês de capacitação e sensibilização sobre hanseníase para profissionais de saúde

SAIBA MAIS SOBRE A DOENÇA

O que é hanseníase?

É uma doença infecciosa causada por uma bactéria que atinge a pele e os nervos. Pode acarretar incapacidades físicas que evoluem para deformidades.

Como é transmitida?

Por meio das vias respiratórias (fala, espirro ou tosse), durante o convívio frequente e prolongado com um doente não tratado. Ao iniciar o tratamento, o paciente deixa de contagiar as pessoas. Em casa ou no trabalho, não é necessário separar objetos como roupas, pratos, talheres ou copos. Os ambientes devem permanecer arejados e ventilados.

Quais são os sintomas da hanseníase?

A doença começa com:


. Uma ou mais manchas na pele, de cor variada (esbranquiçada, avermelhada ou

acastanhada);
. Manchas com perda de sensibilidade, pele seca e queda de pelos;

. Dor, sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e

pernas;
. Nódulos (caroços) no corpo, avermelhados e dolorosos,
. Diminuição da força muscular das mãos, pés ou da face. Caso apresente um destes

sintomas, procure uma unidade de saúde

Qual é o tratamento para a doença?

O tratamento da Hanseníase é realizado por meio de medicamentos administrados e fornecidos gratuitamente pelas unidades de saúde, com duração de 6 ou 12 meses, dependendo da forma clínica da doença. Quando tratada no início, a doença não causa incapacidades e deformidades.

A hanseníase tem cura?

Sim, quando tratada adequadamente com a medicação padronizada e o tratamento é gratuito nas unidades de saúde da cidade São Paulo.

A MOBILIZAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA ELIMINAÇÃO DO PRECONCEITO!

Apoiadores na divulgação da Campanha:

. Secretaria Municipal da Educação

. Secretaria Municipal das Subprefeituras

. SPTrans

. METRO

. CPTM

. SOCICAM

. Poupatempo

. VIVO

Outras informações

*Projeto "Franciscanos pela Eliminação da Hanseníase"

É uma nova proposta da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, impulsionada pela mística franciscana, pois o ápice na história de São Francisco, que determinou sua conversão, foi o encontro com um "leproso" ao qual acolheu com um abraço e um beijo. Esse ato simboliza o modo cristão e franciscano, introduzindo uma nova maneira de ver, sentir e estar no mundo. Os frades franciscanos deram seguimento à obra de São Francisco procurando "atualizar" o abraço ao "leproso" no serviço às pessoas em situação de vulnerabilidade e aqueles que, mesmo com o desenvolvimento da ciência, ainda sofrem com a Hanseníase. Nessa perspectiva, um compromisso intrínseco à espiritualidade franciscana é lutar pelos direitos do hanseniano e pela eliminação da doença junto à sociedade e aos órgãos públicos na perspectiva de informar a população, vencer o preconceito, sugerir o autodiagnóstico e encaminhar para o tratamento.

Este projeto visa somar forças às ações governamentais e de entidades que já trabalham nessa área em todo o país, participando de campanhas educativas de abrangência nacional sobre a doença, ressaltando, principalmente, a importância do diagnóstico precoce.

No município de São Paulo, a atuação tem se desenvolvido nas escolas. Entre setembro e final de outubro de 2008, cerca de duas mil crianças foram atendidas em instituições da zona Leste. Durante 2009, a atuação vem acontecendo nas escolas da zona Sul da capital. Duas são as formas de atuação nesses estabelecimentos: ano passado, o trabalho foi realizado com equipes de teatro que se apresentavam para as crianças nas salas de aula. Este ano, a atuação foi realizada diretamente com os professores para que eles desenvolvam atividades sobre a Hanseníase com as crianças. Para essas atividades, foi desenvolvido um material próprio: CD de jogos interativos sobre Hanseníase, que é doado às escolas; tabuleiro de jogos sobre a Hanseníase, folders e cartazes.

Em 2009, o trabalho foi desenvolvido com a Supervisão de Vigilância em Saúde de Santo Amaro. Desta forma, o projeto tem se dedicado a levar informação e reflexão sobre a Hanseníase, possibilitando discussão, a fim de ajudar a minorar o preconceito relativo à enfermidade.

ANTONIA DE OLIVEIRA

Núcleo Técnico de Comunicação

Coordenação de Vigilância em Saúde (COVISA)

Secretaria Municipal da Saúde (SMS)

Tel. 3397-8229 / 8226

aaoliveira@prefeitura.sp.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação e interação, o seu comentário será avaliado, para depois ser postado.

Continue postando os seus comentário.